Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

09
Mai18

Youssef soltinho da Silva. É uma esculhambação!

Talis Andrade

lava jato leva jeito .jpeg

 

 

A Lava Jato não acabou. Mas para Alberto Youssef, um dos responsáveis por tacar fogo no circo de Brasília, tudo isso parece coisa do passado remoto. Agora a vida segue tranquila.

 

O doleiro, que esteve na carceragem de Curitiba saiu para passar o Natal e o Ano Novo com a família, a esposa doleira, e a filha mais velha também doleira. Depois de delatar quem Moro quis, foi visto, sem medo, almoçando tranquilamente no Madero Prime, na Jaime Reis. Papeava com amigos, livre, leve e… solto.

 

Youssef foi condenado a 122 anos de cadeia. Mas com a delação, ficou menos de três preso. Na delação, Youssef negou que era rei. Disse para Moro: Dario Messer é o doleiro dos doleiros. 

 

Um dos maiores ladrões de todos os tempos, sucessor de PC Farias, chefe dos tráficos de drogas, de diamantes, que a Lava Jato não quis investigar, rei dos doleiros, velho conhecido de Sergio Moro de outros assaltos mais rendosos, Alberto Youssef está livre, leve e solto, vivendo no luxo e na luxúria. A amante de Youssef também é doleira. Registra o principal jornal do Paraná:

Youssef, soltinho da Silva, come com amigos no Madero. Veja que maneiro, este restaurante é de Curitiba, e Youssef deu para a polícia São Paulo como capital de moradia. 

 

AUTO_jarbas lava jato.jpg

Tem mais doleiro solto do que preso. O rei Youssef leva jeito que estudou direito