Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

11
Mai19

VEJA A PERSEGUIÇÃO IMPLACÁVEL DE SERGIO MORO A EMANUEL CANCELLA!

Talis Andrade
por EMANUEL CANCELLA 
___
 
Em 2013, Movimentos sociais ocupam sede da Agência Nacional do Petróleo, no Rio (7).
 

ANP.jpg

Desconfiei do juiz Sérgio Moro por motivos óbvios:
 
Primeiro porque o juiz foi premiado pela Globo e esta sempre foi contra a Petrobrás (3).
 
No governo de FHC, na década de 90, a Globo fez campanha pela privatização da Petrobrás, para isso tentava desmoralizá-la e comparava a Petrobrás a um paquiderme e chamava os petroleiros de marajás.
 
Os petroleiros barraram a Privataria Tucana com sua maior greve, a de 32 dias, e com apoio da sociedade.
 
Mas a grande resposta dos petroleiros e da Petrobrás veio no governo Lula, em 2006, com o desenvolvimento de tecnologia inédita no mundo que permitiu a descoberta do pré-sal. Pelo pré-sal a Petrobrás ganhou pela 3ª vez o prêmio OTC, considerado o “Oscar” da indústria do petróleo (2).
 
Mas a Globo não se conforma com o sucesso da Petrobrás e dos petroleiros e em dezembro de 2015 lança em editorial: “O pré-sal pode ser patrimônio inútil” (4).
 
Desconfiei também, pois a Lava Jato fazia vista grossa às administrações tucanas na Petrobrás. E eu sabia que Moro chefiara a investigação do escândalo do Banestado e, segundo o ex-governador do Paraná, Roberto Requião, o Banestado foi  a “mãe de todos os escândalos”. Segundo ainda Requião: “ O maior escândalo do Brasil não foi o mensalão e nem o Petrolão, foi o Banestado  que surrupiou dos cofres públicos meio trilhão de reais, um escândalo exclusivamente tucano, e nenhum deles foi preso (5,6).
Desconfiei e não fiquei calado. Enquanto funcionário da Petrobrás e da direção do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional do Petroleiros - FNP, formalizei denúncia no MPF, em novembro de 2016, acerca da omissão da Lava Jato, então chefiada pelo juiz Sérgio Moro, em relação à gestão criminosa dos tucanos FHC e Pedro Parente na Petrobrás, até hoje sem resposta. Veja denúncia na íntegra (1).
 
Mas se MPF até hoje não respondeu a minha denúncia de omissão da Lava Jato, por outro lado, por duas vezes em um ano, me intimou, a pedido do juiz Sérgio Moro: meu crime teria sido o de atentar contra a honra do juiz Sérgio Moro (8,9,10,11,12).
 
E agora, em abril, recebo uma “Intimação Nº 2295/19” da Polícia Federal com audiência no dia 04/07/19 quinta feira, ás 14:30h na Praça Mauá, RJ, na Av. Rodrigo Alves N° 1.  Já estive no local buscando maiores informações e trata-se de ato na Agência Nacional de Petróleo e gás - ANP das entidades sindicais, sociais e estudantis em 2013, contra leilão de petróleo.
 
Fica claro o uso da máquina pública de Moro contra seus críticos. Sem esquecer que a PF, que agora me intima em ato acontecido em 2013, é subordinada ao ministério da Justiça chefiada por Moro.
A primeira intimação  do MPF foi às vésperas do lançamento de meu livro A Outra Face de Sergio Moro: Acobertando os Tucanos e Entregando a Petrobrás, em janeiro de 2016, numa clara intimidação, mas o livro saiu.
 
Tudo leva a crer que Moro quer me calar!

moro ministério.jpg

 

 
Fonte:
 
 

face sergio moro.jpeg

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub