Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

13
Nov21

“Moro transformou engenheiros em motoristas de aplicativos”, diz Uallace Moreira

Talis Andrade

exterminador.jpeg

 

 

247 - O economista Uallace Moreira, em entrevista à TV 247, fez duras críticas ao ex-juiz Sergio Moro, declarado parcial e suspeito pelo Supremo Tribunal Federal e que destruiu empresas e empregos no Brasil que, de sexta potência mundial, voltou a ser um país do Terceiro Mundo.

 Moro se filiou ao Podemos e agora quer ser presidente da República.

Segundo ele, a crise econômica atravessada pelo país pode ser explicada por uma série de fatores, mas o principal é a quebra das cadeias produtivas estratégicas do país, como o setor de construção e petroleiro, após a Lava Jato. “Estamos vivenciando o conjunto de elementos que veio após 2015 com a Reforma Trabalhista e a Reforma da Previdência, além da crise que a Lava Jato aprofundou muito com a quebra de cadeias produtivas”, disse. 

Os impactos do desmonte são brutais, com grandes engenheiros se vendo forçados a trabalhar para aplicativos de entrega ou pela Uber, onde são submetidos a jornadas exaustantes e não têm qualquer proteção contratual. “Com a quebra das construtoras brasileiras, para onde os engenheiros estão indo? Ou trabalhar como autônomo, ou você vai para os aplicativos. Muitos deles estão trabalhando no mercado de aplicativos”, prosseguiu. 

LAVA JATO DESTRUIU O BRASIL-MORO.png

 

“Boa parte da confiança no Sergio Moro, na impunidade e na popularidade que ele tem se deve à grande imprensa, que sempre acobertou todos os crimes e ilegalidades cometidas na operação. O juiz Sergio Moro vazou uma conversa de uma ex-presidente. Num país como os Estados Unidos, que ele tanto admira, ele seria preso”, lembrou Moreira. 

A mídia alternativa sempre comprovou o entreguismo de Moro.

 Para a revista Carta Capital, a Operação Lava Jato destruiu o Brasil e seus projetos estratégicos.
 
"Na edição 923 de 14 de junho de 2016, como a República de Curitiba está destruindo o país. A jato", anuncia a revista, que traz na capa um juiz Sérgio Moro "bebê" brincando com submarinos, aviões e uma plataforma de petróleo da Petrobras.
 
"A Lava Jato e a política econômica do governo acabam com os projetos estratégicos de energia e segurança", diz a chamada da reportagem principal.
http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/260415/Para-Carta-Capital-Lava-Jato-destruiu-o-Brasil-e-seus-projetos-estrat%C3%A9gicos.htm
 

 

15
Jun21

Jabutis elétricos

Talis Andrade

É a economia, estúpido… | Humor Político – Rir pra não chorar

 

por Fernando Brito

- - -

Os estudiosos do setor elétrico são contrários; os trabalhadores são contrários; as geradoras e distribuidoras são contrárias, até a Fiesp é contrária, alegando que população e setor produtivo pagarão R$ 400 bilhões aos brasileiros, dos quais cerca de R$ 300 bilhões seriam provenientes de altas na conta de luz, domésticas e de empresas.

Há muitos “jabutis” que tornam pior o que já era ruim: a perda do controle público da geração e distribuição de energia, nas quais a estatal ainda é líder, apesar de ter sido depenada de algumas de suas instalações.

O país perde o controle, praticamente, de toda a geração e da produção de eletricidade, ficando apenas com a Itaipu Binacional e as usinas nucleares Angra 1 e 2

O pior deles é a geração obrigatória (com compra garantida) por usinas termelétricas a gás, em lugares onde não há fornecimento de gás natural instalado. Isto é, o governo, por mais que se o disfarce, pagará para levar o gás a usinas de investimento baixo – termelétricas a gás são, basicamente, um turbina como as de avião, acopladas a geradores movidos a vapor em alta pressão.

Elas foram a saída usada no apagão do governo FHC mas, quando deixaram de ter a compra da energia com a compra garantida a preço compensador, viraram “elefantes brancos” que a Petrobras teve de assumir a operação.

A obrigação de gerar por estas usinas e também por pequenas centrais hidrelétricas – de baixa produção e custos de interligação não otimizados – vai, ainda pior, encarecer a instalação dos programas eólico e solar, isto é, os de energia limpa.

O governo pretende colocar em votação o relatório da MP da privatização, elaborado pelo seu canino apoiador Marcos Rogério (DEM-RO), mas pode recuar por incerteza no resultado da votação, de tão ruim é o projeto.

Tão ruim que até a musa das privatizações, Miriam Leitão, é contraImageImage

 

05
Fev21

Pimenta e Damous pedem ao STF que Moro e Dallagnol sejam investigados

Talis Andrade

Resultado de imagem para charges entreguismo privatização

O deputado e o ex-parlamentar argumentam que os membros da força-tarefa formaram uma quadrilha para mudar a forma de governar o Brasil

 
O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) e o advogado e ex-deputado Wadih Damous (PT-RJ) ingressaram no Supremo Tribunal Federal (STF) com um pedido de investigação contra o ex-juiz Sergio Moro, o procurador e ex-coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, e outros integrantes da força-tarefa.
 

A notícia-crime acusa os integrantes da Lava Jato de várias condutas ilegais que vêm sendo reveladas em diálogos acessados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no âmbito da Operação Spoofing.

“É possível constatar fortes indícios da existência de uma associação estruturalmente ordenada e composta por agentes públicos, que se valeram da manipulação fraudulenta do sistema de justiça para ocultar a implementação de um projeto político e ideológico de poder, contando com a participação de agentes estrangeiros, cujo propósito aparenta ter sido a violação da soberania nacional, a obtenção de vantagens indevidas, a satisfação de interesses ou sentimentos pessoais e o aniquilamento do Estado de Direito”, diz trecho do documento.

Na ação, Damous e Pimenta argumentam que a Lava Jato também colocou em risco a segurança nacional e citam Art. 8º da Constituição.

“Entrar em entendimento ou negociação com governo ou grupo estrangeiro, ou seus agentes, para provocar guerra ou atos de hostilidade contra o Brasil. Pena: reclusão, de 3 a 15 anos. Parágrafo único – Ocorrendo a guerra ou sendo desencadeados os atos de hostilidade, a pena aumenta-se até o dobro”, continua.

De acordo com a notícia-crime, “a realidade oculta o sob verniz de legalidade consistiu na perseguição contra inimigos políticos visando à implementação de um projeto de poder contrário às regras do Estado Democrático de Direito”.

“É urgente a necessidade de instauração de procedimento investigatório cabível para apuração das condutas ora reportadas, sob pena do mais absoluto descrédito do sistema de justiça brasileiro”.

Veja a íntegra do documento:

 

 

Resultado de imagem para charges entreguismo privatização
01
Ago18

Sérgio Moro arrasou a Petrobrás a quarta petroleira do mundo

Talis Andrade

 

 

PETROBRÁS É VITIMA DA MAIOR ROUBALHEIRA DA HISTÓRIA!

 

moro mambembe.jpg

 

 
por Emanuel Cancella
---
24
Jun18

O BRASIL, GOVERNADO PELO PT, FOI QUEM MAIS INVESTIU EM ENERGIA NO PLANETA E TUDO ESTÁ SENDO DESTRUÍDO PELA LAVA JATO!

Talis Andrade

demolição.jpg

 

por Emanuel Cancella

===

 

A energia é o insumo mais importante na economia de qualquer país. Sem energia não tem a industrialização, base do crescimento do PIB. Os EUA, a Europa e outros países precisam da energia até para não morrerem de frio.

 

No Brasil, governado por FHC, tivemos o “apagão” elétrico por falta de energia.

 

Nos governos do PT, de Lula e Dilma, os investimentos em energia foram maciços. E não foi só no petróleo, em que, no governo de Lula, a Petrobrás desenvolveu tecnologia inédita permitindo a descoberta do pré-sal.

 

A tecnologia inédita no mundo para permitir a descoberta do pré-sal estava parada há mais de 30 anos na Petrobrás. Os investimentos e os riscos eram imensuráveis.

 

Até que a ousadia de um geólogo, diretor da Petrobrás, Guilherme Estrela, venceu o desafio. Com o aval do presidente Lula, perfurou o poço de Tupi, que agora se chama Lula. O furo, de cerca de 7 km, no mar, custou US$ 240 milhões, em 2006. Estrela fez questão de ligar para o presidente Lula e informar: Presidente, descobrimos uma província de petróleo da melhor qualidade. Lula quase caiu para trás.

 

A Globo, nem mesmo com a descoberta do pré-sal, parou de atacar a Petrobrás, sempre visando à entrega da Empresa aos gringos.

 

A mesma Globo, que, na década de 90, fez campanha pela privatização da Petrobrás, comparando a Petrobrás a um paquiderme e chamando os petroleiros de marajás, também não se rendeu quando a Petrobrás, por ter descoberto o pré-sal, conquistou da OTC, pela 3ª vez, o “Oscar” da indústria do petróleo, o maior prêmio da indústria do petróleo em todo mundo (1).

 

A Globo, em editorial de dezembro de 2015: “O pré-sal pode ser patrimônio inútil” (2).

 

Em março de 2014, entre em cena a Lava Jato, chefiada pelo juiz Sérgio Moro. Em março de 2015, Moro é premiado pela Globo (3).

 

A Lava Jato chegou com o claro intuito de manchar a imagem da Petrobrás. Fazia isso através de criminosos vazamentos,  seletivos e diários, de delação premiada.

 

Esses vazamentos, proibidos na nossa legislação, eram diretamente para a mídia, principalmente para a Globo, mas só visavam atingir a Petrobrás nos governos do PT.

 

Isso porque o tucano FHC nunca foi molestado pela Operação, apesar de citado na Lava Jato em “trocentas” denúncias na Petrobrás e em muitas envolvendo seu próprio filho, além de ter apartamento de luxo em Paris e Nova York e fazenda com aeroporto no Brasil (5,6,7).

 

E Lula do PT é acusado de ser proprietário de um tríplex em Guarujá. A operação afirma que esse apartamento seria fruto de propina da OAS, entretanto a Lava Jato nunca provou através do registro de imóveis, ou qualquer documento válido, a propriedade de Lula. E Lula está preso por uma reforma nesse triplex de Guarujá que o dono da OAS, Leo Pinheiro, disse em delação premiada que fez a pedido de Lula. Pasmem! A reforma, já foi comprovado, que nunca existiu e Lula continua preso (4).

 

As duas refinarias do Nordeste (Ceará e Maranhão) tiveram suas construções canceladas pelo Pedro Parente, por conta de superfaturamento apontado pela Lava Jato. O correto seria prender os larápios, mas manter a Obra (8).

 

Resultado: por 4 meses de importação de diesel os EUA embolsaram R$ 7 BI (9). Por decisão de Pedro Parente as refinarias diminuíram para 60% a capacidade de refino. Quem ganhou com essas decisões foram os EUA. E Parente aprovou ainda a venda de grande parte de nossas refinarias, sempre beneficiando os gringos.

 

No campo das energias limpas e renováveis:

 

- Em 2015, no governo Dilma, o Brasil era o país que mais investia em energia eólica (10).

 

- No governo Dilma, 3 hidrelétricas foram construídas. Ainda há em andamento as obras de dez hidrelétricas (11).

 

- A Petrobrás, nos governos do PT criou Petrobrás Biocombustível. Energia renovável através da mamona, resido de óleo de cozinha etc. Pedro Parente tirou a Petrobrás não só do setor de biocombustíveis, como do gás, petroquímico, fertilizante para entregar para os gringos (12).

 

A lava Jato alegando combate a corrupção em 2014 paralisou as obras do Comperj, a Petroquímica é o braço mais lucrativo da indústria do petróleo e agora anuncia que o Comperj esta sendo entregue aos Chineses (13).

 

A lava Jato segundo o Clube de Engenharia, a Aepet, Fisenge, FUP e FNP destruiu a engenharia nacional e a industria naval. A lava Jato com o seu combate a corrupção irresponsável, é a grande responsável pela maioria dos 13 milhões de desempregados do Brasil, e também pela derrubada da presidente Dilma e pela   alçada ao poder do golpsita MiShel Temer, conhecido como o governo mais corrupto da história do país (15 a 19).

 

Encerro mais uma vez com a charge e o recado do Latuff, para a Fisenge (Federação interestadual dos Engenheiros):

 

“Pera aí, mas isso é investigação ou demolição?

moro explode petrobras pré-sal.jpg

 

 

Fonte:

1http://anpei.org.br/anpeinews/petrobras-recebe-premio-internacional-por-tecnologias-para-pre-sal/

2https://oglobo.globo.com/opiniao/o-pre-sal-pode-ser-patrimonio-inutil-18331727

3http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/03/juiz-da-lava-jato-ganha-premio-de-personalidade-do-ano-do-globo.html

4https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/351698/Lula-foi-condenado-por-reforma-que-nunca-existiu.htm

5https://www.cartacapital.com.br/revista/895/negocios-de-familia

6https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/350908/Com-ap%C3%AA-em-Paris-segundo-ex-amante-FHC-diz-que-pris%C3%A3o-de-Lula-%C3%A9-justa.htm

7http://www.tijolaco.com.br/blog/a-historia-da-incrivel-fazenda-de-20-dolares-de-fhc-e-seu-aeroporto-de-empreiteira/

8https://www.brasil247.com/pt/247/ceara247/173765/Cancelamento-de-refinarias-no-Nordeste-foi-decis%C3%A3o-econ%C3%B4mica-diz-gerente-da-Petrobras.htm

9http://www.fup.org.br/ultimas-noticias/item/22709-em-apenas-quatro-meses-eua-lucram-r-7-bi-em-vendas-de-diesel-para-o-brasil

10http://www.ebc.com.br/noticias/economia/2015/05/brasil-e-um-dos-paises-que-mais-investem-em-energia-eolica-diz-associacao

11https://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=82252

12http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2016-09/petrobras-deixara-setores-de-biocombustiveis-petroquimica-e-fertilizantes

13https://sindipetronf.org.br/component/k2/item/10538-comperj-desmonte-da-petrobras-e-lava-jato-deixam-25-mil-desempregados-em-itabora%C3%AD

14https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/02/chinesa-vence-licitacao-para-unidade-de-gas-do-comperj.shtml

15https://jornalggn.com.br/noticia/para-engenheiros-lava-jato-promovo-desmonte-da-industria-nacional

16https://jornalggn.com.br/noticia/documentario-mostra-como-a-lava-jato-destruiu-a-economia-em-poucos-meses

17https://jornalggn.com.br/noticia/para-engenheiros-lava-jato-promovo-desmonte-da-industria-nacional

18http://www.aepet.org.br/w3/index.php/artigos/noticias-em-destaque/item/919-lava-jato-e-desmonte-do-pre-sal-a-combinacao-que-levou-o-rio-a-falencia

19https://www.oantagonista.com/brasil/exclusivo-em-crusoe-pa



***

15
Mai18

É greve! Paralisação dos petroleiros pela soberania nacional e pela liberdade de Lula

Talis Andrade

 

 

Além da defesa das refinarias nacionais, os petroleiros contestam as privatizações de outros ativos estratégicos da Petrobrás, como os campos do pré-sal, as sondas de produção, redes de gasodutos, distribuidoras de gás, termoelétricas e usinas de biocombustíveis, levadas a cabo por Pedro Parente, nomeado presidente da estatal para entregar todo o seu patrimônio ao capital estrangeiro, depois do golpe de 2016.

 

Eles entendem que a defesa da soberania nacional está diretamente relacionada à defesa do ex-presidente Lula, mundialmente reconhecido como preso político, tendo sido o governante que mais investiu na companhia, com a lei do conteúdo nacional, a construção de grandes obras, abertura de concursos públicos, geração de emprego e distribuição de renda.

 

A categoria se posiciona duramente contra a volta do Brasil-colônia, servindo como mero país exportador de petróleo cru e importador de derivados industrializados.

 

Trata-se de uma questão de soberania que envolve não só os petroleiros, mas toda a população, que também deve se mobilizar e chamar greves de todas as categorias, em nome de sua própria sobrevivência, contra o golpe e pela liberdade de Lula.

 

Plataforma_P-52.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub