Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

O CORRESPONDENTE

22
Mai22

Imprensa internacional: com bobó de camarão e mistério, casamento de Lula é “trégua nupcial” antes da eleição

Talis Andrade

Image

Lula Mariage.webp

Envolto em mistério, o casamento de Lula ganhou destaque na imprensa internacional AP - Ricardo Stuckert

 

por RFI

O casamento do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva foi destaque na imprensa internacional desta quinta-feira (19). Jornais e revistas contam detalhes sobre a cerimônia, se interessam pelo perfil da noiva e apresentam o evento com uma “trégua nupcial” antes da corrida eleitoral.

O jornal francês Le Monde conta que o casamento foi envolto em mistério até o último minuto, lembrando que os noivos pediram discrição máxima aos cerca de 200 convidados para a cerimônia. O local da festa foi revelado apenas na véspera do evento, por meio de um QR Code impresso no convite.

“Um desejo de discrição que contrasta com as muitas declarações de amor que os dois [noivos] proferiram durante suas aparições públicas”, aponta a reportagem do vespertino. “Mas um pouco antes da cerimônia, a conta Instagram de Lula publicou uma foto da noiva, com seu vestido bordado de estrelas, em homenagem ao partido dos trabalhadores”, detalha Le Monde.

Retomando informações da imprensa brasileira, o jornal francês Le Figaro indicou os nomes de alguns presentes, como a ex-presidente Dilma Rousseff, o ex-governador Geraldo Alckmin ou ainda o cantor Gilberto Gil. O diário também deu alguns detalhes sobre a festa, descrevendo um cardápio “composto por sabores tipicamente brasileiros, como o bobó de camarão”.

O jornal uruguaio El Observador contou que os convidados beberam vinhos argentinos e espanhóis, além de espumantes brasileiros. Já o site da revista francesa Paris Match, conhecida por cobrir celebridades, aproveitou os detalhes do cardápio, que já haviam sido revelados por colunistas sociais brasileiros, para falar dos rumores nas redes sociais sobre o custo da cerimônia. Mas a revista preferiu dar mais destaque para o perfil da noiva, apresentada como “uma socióloga feminista”, membro do PT desde 1983.

A história de Rosângela Silva, 55 anos, suscitou o interesse de vários veículos internacionais. Com o título “‘Janja’, a socióloga que se tornou a esposa de Lula”, a revista francesa L’Obs conta que desde que o ex-presidente voltou a ser elegível, em 2021, Rosângela o acompanha em suas viagens e “foi uma das estrelas do lançamento de sua pré-campanha, em 7 de maio”. A revista relata ainda que Lula já deu pistas sobre o papel que "Janja" poderia desempenhar como primeira-dama, “em programas de segurança alimentar em um país onde a fome aumentou desde a pandemia de Covid-19”, detalha a L’Obs.

 

Rejuvenescer a imagem de Lula

 

O canal americano ABC contou que os convidados receberam uma lembrancinha com os dizeres “O Amor Venceu”. "Lula tem procurado caracterizar a corrida presidencial como uma luta entre amor e ódio, vinculando este último à campanha de [Jair] Bolsonaro", diz o texto, em uma das tentativas de fazer uma análise mais política do evento.

O correspondente da agência Bloomberg no Brasil aponta que o casamento faz parte de um movimento “que provavelmente ajudará a rejuvenescer a imagem de Lula", que tem 76 anos. Para o jornalista, o evento "aumentará seu apelo junto aos eleitores mais conservadores”.

Já o jornal Le Monde fala do casamento como “uma trégua nupcial antes da batalha eleitoral”, e tenta adivinhar os assuntos discutidos durante a festa. “Ninguém sabe se as estratégias políticas para o futuro estiveram no centro das conversas dos convidados (...), nem mesmo se os comentários sobre a noiva foram acompanhados de alguns questionamentos sobre suas supostas inclinações para concorrer a um mandato de deputada federal, em outubro”, escreve o vespertino. “Oficialmente, era hora de comemorar. (...) Apenas uma trégua de casamento antes da batalha”, finaliza o jornal.

 
21
Mai22

Casamento de Lula e Janja teve jingle, penetra e convidados famosos

Talis Andrade

Casamento Lula e Janja

Netos de Lula

Na noite mais fria do ano em São Paulo, grandes nomes de políticos de esquerda e artistas famosos festejaram os noivos

 
 
Foi em uma casa de eventos na Avenida Morumbi, na zona sul de São Paulo, que ocorreu o enlace do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Rosangela “Janja” da Silva, marcando o terceiro casamento do petista.
 
Do lado de fora, fazia menos de 10ºC na noite mais fria do ano na cidade. Dentro, grandes nomes de políticos de esquerda e artistas famosos. A festa teve até penetra. 
 

Segundo convidados presentes, tanto Lula quanto Janja choraram durante a cerimônia e a festa. Um dos momentos mais tocantes foi quando as netas de Lula, que eram daminhas de honra, subiram até o altar.

“Foi tudo, choros e risos”, descreveu a cantora Duda Beat. “Cerimônia muito bonita”, disse Fernando de Morais, biógrafo de Lula.

Mas não passou em branco na festa o fato de que Lula quer ser presidente novamente: no telão, o vídeo de “Sem Medo de Ser Feliz”, single do petista lançado no início do mês. E após a cerimônia, alguns convidados gritaram: “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula”.

Apesar de o buffet estar reservado até as 3h30, os convidados começaram a sair mais cedo.

Por volta das 22h20, o cantor Gilberto Gil deixou o local. A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o pré-candidato a vice na chapa de Lula, Geraldo Alckmin (PSB), e o deputado Marcelo Freixo (PSB) saíram por volta das 23h30.

Os noivos se despediram dos convidados por volta da meia-noite. Lula e Janja não viajarão. Ficarão em São Paulo e terão alguns poucos dias de descanso, sem compromissos públicos.

Gilberto Silva 
@GilbertoL_Silva
Esse casal não tem nenhum cartão corporativo para a senhora fazer suas cínicas insinuações dona ... Porque não cobras os gastos do cartão corporativo do mito dos seus patrões, do e seu?...Image

 

Imprensa internacional repercute casamento de Lula e Janja

 

O casamento do ex-presidente e pré-candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e a socióloga Rosângela Silva, a Janja, repercutiu na imprensa internacional, em países da América Latina, Europa, Estados Unidos e na China.

A Bloomberg destacou que o casamento "aumenta as credenciais" de Lula como "homem de família" em pleno ano eleitoral. 

O Washington Post lembrou que Lula atualizou a descrição do seu perfil nas redes sociais logo após o casamento. O ex-presidente acrescentou que agora é “marido de Janja”.

O espanhol El País afirmou que "nenhum outro casamento foi tão anunciado nos últimos tempos no Brasil" quanto o de Lula e Janja.

O chinês South China Morning Post lembrou que Lula está em primeiro lugar nas pesquisas eleitorais e fez uma pausa na pré-campanha para casar com uma mulher que também é sua companheira de partido.

O argentino Clarín publicou uma foto de Lula com Janja em sua edição impressa. 

 

Lula se casa pela terceira vez

casamentos-do-lula .jpg

por Hygino Vasconcellos /UOL

Prestes a se casar novamente, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de 76 anos, já oficializou união outras duas vezes.

A última esposa foi Marisa Letícia Lula da Silva, que morreu em 2017 por conta de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), enquanto a primeira companheira foi Maria de Lourdes da Silva, com quem ficou pouco mais de dois anos.

O primeiro casamento de Lula foi com a tecelã Maria de Lourdes da Silva, em 25 de maio de 1969. Na época, a festa foi simples "com batatinha, pão, sanduíche, bolo e guaraná", segundo trecho de reportagem do jornal Hoje em Dia.

Em junho de 1971, Lourdes contraiu hepatite no oitavo mês de gravidez e precisou ser hospitalizada. Ela e o filho morreram durante uma cesárea de emergência, feita para tentar salvar a vida dos dois.

Lula disse que ela estava com anemia profunda e hepatite crônica e alegou negligência do hospital, segundo depoimento a Denise Paraná para a biografia autorizada "Lula, o Filho do Brasil".

"Ninguém me tira da cabeça que ela morreu por negligência da rede hospitalar do Brasil, por problemas de relaxamento médico", disse ele.

"Ela poderia ter sido melhor tratada. Morreu sem que houvesse nenhuma assistência para ela. Eu fui ao hospital e vi. Ela gritava, ela gritava, ela gritava. Não tinha um médico para atender, não tinha ninguém. Sinceramente, eu tenho muitas restrições a esses médicos que estavam no hospital. Hoje, eu tenho consciência de quanto um desgraçado de um pobre passa nos hospitais."

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub