Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

27
Fev21

Requião reage a Dallagnol e diz que procurador não tem vergonha nem patriorismo

Talis Andrade

Roberto Requião e Deltan Dallagnol

247 - O ex-governador e ex-senador Roberto Requião reagiu a um ataque do procurador da república Deltan Dallagnol, revelada em mensagens acessadas por Walter Delgatti Neto.

"Não me causa surpresa Deltan festejar com jantar minha não reeleição para o senado. Afinal ele mesmo admite que não tem vergonha na cara. Nem vergonha nem patriotismo, nem respeito aos brasileiros. Por isso redigi e aprovei a lei de abuso de poder de agentes públicos”, comentou no Twitter.

Requião foi o autor do texto aprovado no Congresso Nacional que pune com mais rigor os abusos de autoridades.

Nas mensagens acessadas por Delgatti, Deltan Dallagnol aparece comemorando a derrota de políticos com os quais não simpatizava e que, em alguns casos, como coordenador da Lava Jato, já havia atacado.

dallas jejum encorajamento .jpg

jejum dallagnol beato salu.jpeg

jejum Juiz-Marcelos-Bretas-com-Fuzil-Twitt-em-apoi

Imparcialidade da lava jato levava ao jejum os cruelmente evangélicos 

 

“Requião e Beto fora. Tamo comemorando aqui. Comedido kkkk. Acho q pra fora temos q ser mto cuidadosos. Mas a gente tem que fazer uma janta de comemoração”, disse sobre a derrota de Roberto Requião (MDB) e Beto Richa (PSDB) para o Senado.

Um pouco depois, voltou ao chat para dizer:

“Vamos relacionar as notícias boas. 1. Beto Richa fora 2. Requião fora 3. Delcidio fora 4. Filhos de Cabral e Cunha fora 5. Witzel indo pro 2º no RJ 6. Lindbergh fora 7. Dilma fora 8. Pimentel fora 9. Graziotin fora”.

Nesta sexta-feira (26/02),  Requião já havia comentado: 

“Eu não festejo a desgraça do Sérgio Moro e do Dalagnol, mas me entristeço pelo fato de terem transformado a imagem e a prática do MP e do Judiciário, na merda em que transformaram.”

Deltan Dallagnol também teve divulgada uma mensagem em que ele fala de seus planos políticos.

Ele gostaria de ser candidato a senador pelo Paraná, e lançar colegas procuradores candidatos por outros Estados.

Deltan Dallagnol chegou a interferir na eleição para a mesa do Senado, no início de 2019, atacando Renan Calheiros e apoiando Davi Alcolumbre.

A Lava Jato era, na verdade, um projeto político de poder, como entendem diversos analistas independentes.

 

07
Nov20

O ex juiz Sergio Moro chamado de ladrão, capanga da milícia da família Bolsonaro, quer me calar!

Talis Andrade

face sergio moro.jpeg

 

 

por Emanuel Cancella

- - -

O deputado Glauber Braga do PSOL/RJ, dentro do Congresso Nacional, chamou o ex juiz Sergio Moro de ladrão, e foi absolvido pelo Conselho de Ética da Câmara. Depois chamou Moro de capanga da milícia, por blindar o clã Bolsonaro (15,16)

Já eu, Emanuel Cancella fui intimado 2 vezes pelo MPF, por suspeita de crime contra honra, a pedido do então juiz Sergio Moro, uma delas em 2017, tentando me intimidar na véspera do lançamento de meu livro “A outra face de Sergio Moro – Acobertando os tucanos e entregando a Petrobrás”.  Mas o livro saiu (3)!

Mas o mesmo MPF não respondeu até hoje a minha denuncia formalizada em novembro de 2016 onde acuso a Lava Jato chefiada então pelo juiz Sergio Moro de omissão frente a gestão criminosa dos tucanos, FHC e Pedro Parente na Petrobrás, veja denuncia na íntegra (1).

Veja o que disse a Associação dos engenheiros da Petrobrás - Aepet em relação ao lançamento do livro: “Incansável batalhador nas lutas em defesa da Petrobrás e do Brasil, Emanuel Cancella, diretor do Sindipetro-RJ, lançou nesta sexta-feira (6) o livro "A Outra Face de Sérgio Moro - acobertando os tucanos e destruindo a Petrobrás",  uma coletânea de textos e charges produzidos entre março de 2014 e dezembro de 2016, com foco nas conseqüências da Operação Lavo Jato para a economia nacional e o galopante índice de desemprego.  As charges são de Carlos Latuff e Luís Cláudio Mega” (4). 

Outro que me interpelou judicialmente (2) foi o tucano, ex presidente da Petrobrás, Pedro Parente, indicado pelo golpista Michel Temer, que muito contribuiu na gestão de desmonte da Petrobrás, e tinha a cumplicidade da Lava Jato, chefiada pelo então juiz Sergio Moro.

Pois com a omissão da Lava Jato, Pedro Parente, réu em ação, que em 2001 deu rombo de R$ 5 BI na Petrobrás (5), assumiu a presidência da Petrobrás.

Lembrando que a mesma Lava Jato  impediu Lula de ser ministro de Dilma. E na época segundo a Rede Brasil Atual: Lava Jato, então chefiada pelo então  juiz Sergio Moro, escondeu gravações para impedir posse de Lula como ministro de Dilma (6).

Lembrando que, no processo que me condena, o juiz tentou formalmente um acordo de silencio entre as partes (Sergio Moro e Emanuel Cancella). Não aceitei, mesmo com alguns companheiros, de boa fé, tendo me aconselhado a aceitar o acordo. Mas nada vai me calar!

O meu livro, muito antes do The Intercepet Brasil, mostra que a lava Jato mais do que perseguir Lula, Dilma, e o PT, visa manchar a imagem da Petrobrás, para permitir sua entrega aos gringos.

Lava Jato passou mais de 3 anos vazando diariamente  e criminosamente para mídia, principalmente o Jornal Nacional da  Globo, denuncias da Petrobrás na gestão do PT, alias a Globo faturou muito em audiência e dinheiro com essas denuncias contra a Petrobrás. Sem esquecer que o ex juiz Sergio Moro foi premiado pela Globo como homem que faz a diferença (17).

Não podemos esquecer que a Globo em editorial de dezembro de 2015, ano em que a Petrobrás era premiada pela descoberta do pré-sal com o terceiro premio OTC em Houston, nos EUA, considerado o “Oscar” da industria do petróleo. Lembrando que a Petrobrás já recebeu o quarto “Oscar” (11).

Disse a Globo em editorial: O pré-sal pode ser patrimônio inútil (14). E o pré-sal é a maior descoberta petrolífera no mundo contemporâneo e já responde por 70% da produção nacional de petróleo (13).

E ao final de anos de investigação, o procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol disse ao vivo na Globo que não tinha provas contra Lula, só convicção (7).

E Lula - foi preso, sem provas, pelo então juiz Sergio Moro, na véspera da eleição - líder em todas as pesquisas, num claro intuito de beneficiar Bolsonaro, de quem Moro virou ministro da Justiça e da Segurança Pública, e ainda teve a promessa de ser indicado ministro do STF (7).   

A mesma justiça que me condena por crime de calunia, Pena definitiva 1 (um) ano, 5 (cinco) meses e 15 dias de detenção multa de R$ 18.552, 00 também decidiu que o réu tem o direito de apelar em liberdade (12). Lembrando que Já recorri da condenação.

Essa mesma justiça que me condena, ignora denuncia daquele que é respeitado pela vasta obra em que disseca o poderio dos Estados Unidos a partir do financiamento de guerras e da desestabilização de países, o saudoso cientista político brasileiro Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira que afirmou em 2016, em entrevista a revista Carta Maior, que o juiz Moro e o  PGR Rodrigo Janot  trabalham contra o Brasil e a favor dos EUA (10).

E a justiça também ignora a denuncia do ex governador do Paraná, Roberto Requião, em relação ao escândalo do Banestado, cuja chefia da investigação coube ao então juiz Sergio Moro. Veja o que disse Requião, no senado federal, publicado pelo blog O Cafezinho:

A mãe de todos os escândalos no Brasil não é o Mensalão, o Petrolão, é o Banestado que surrupiou meio trilhão de reais dos cofres públicos, um escândalo exclusivamente tucano, e nenhum deles foi preso (8).

E para mostrar o poderio e a blindagem dos chefes da lava Jato, o então juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dalagnol, mesmo com o Conselho Nacional da OAB, por unanimidade, com base em inúmeras denuncias do Intercepet, inclusive com áudios, ter pedido o afastamento de Moro e Dallagnol de cargos públicos, para que fossem julgados, e não usassem a maquina pública em proveito próprio (9). Mas eles não acataram a orientação da OAB e continuaram a conspirar contra a Petrobrás e o Brasil!  

Vale lembrar o que disse o senador e pastor americano, Martin Luther King: O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.

Em tempo: Eleições municipais - Recomendo o voto no Rio na prefeita Benedita da Silva e no vereador Lindbergh Farias, em São Paulo em Guilherme Boulos do Psol; Manuela d'Ávila do PCdo B, em Porto Alegre.

Fonte: 1 - Petroleiro denuncia a operação lava jato ao MPF, veja denúncia protocolada

2 - http://www.patrialatina.com.br/moro-e-parente-querem-calar-os-sindicatos/

3 - https://bemblogado.com.br/site/o-mpf-tentou-me-intimidar-mas-o-livro-saiu-a-outra-face-de-sergio-moro/

4 - http://www.aepet.org.br/noticias/pagina/14099/Lanamento-A-Outra-Face-de-Srgio-Moro-de-Emanuel-Cancella

5 - https://www.redebrasilatual.com.br/blogs/2016/06/presidentes-da-petrobras-e-do-bndes-sao-reus-em-acao-por-rombo-bilionario-9872/

6 - https://www.redebrasilatual.com.br/politica/2019/09/lava-jato-escondeu-gravacoes-para-impedir-posse-de-lula-como-ministro/

7 - https://brasil.elpais.com/brasil/2019/05/12/politica/1557677235_562717.html

8 - https://www.ocafezinho.com/2015/10/03/requiao-relembra-banestado-roubalheira-tucana-desviou-meio-trilhao/

9 - https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,oab-recomenda-por-unanimidade-afastamento-de-moro-e-deltan,70002864190

10 - https://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/Moniz-Bandeira-Moro-e-Janot-atuam-com-os-Estados-Unidos-contra-o-Brasil-/4/37381

11 -  http://spebrazilfpsosymposium.com.br/petrobras-recebe-o-4o-premio-otc/#:~:text=A%20Offshore%20Technology%20Conference%20(OTC,Distinguished%20Achievement%20Award%20for%20Companies.

12 - Ação Penal Nº 0178170-29.2017.4.02.5101/RJ  Mandado Nº 510003871779

13 - https://exame.com/negocios/pre-sal-ja-responde-por-70-da-producao-de-petroleo-no-brasil/#:~:text=A%20produ%C3%A7%C3%A3o%20de%20petr%C3%B3leo%20na,Natural%20e%20Biocombust%C3%ADveis%20(ANP).&text=Os%20campos%20mar%C3%ADtimos%20foram%20respons%C3%A1veis,e%2086%25%20do%20g%C3%A1s%20natural.

14 - https://oglobo.globo.com/opiniao/o-pre-sal-pode-ser-patrimonio-inutil-18331727

15 - https://www.redebrasilatual.com.br/politica/2020/02/deputado-chama-moro-de-capanga-de-milicia-por-blindar-bolsonaros/

16 - https://noticias.uol.com.br/colunas/chico-alves/2019/10/22/deputado-que-chamou-moro-de-juiz-ladrao-e-absolvido-no-conselho-de-etica.htm

17 - Juiz de lava jato ganha prêmio personalidade do ano (2015) do Globo

02
Set20

"Dallagnol foi um instrumento do entreguismo no Brasil"

Talis Andrade

lava jato república de curitiba.jpg

 

Leonardo Attuch entrevista Roberto Requião

O ex-senador Roberto Requião comentou na TV 247 a saída do procurador da República Deltan Dallagnol da chefia da força-tarefa da Lava Jato. Para o senador, o adeus de Dallagnol foi um acordo para que o procurador não fosse punido pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e, por outro lado, aliviasse a pressão sobre a operação.

"Ele não foi punido, arquivaram aquelas denúncias seríssimas contra ele, mas ele voltou à Curitiba e disse que vai sair do comando da Lava Jato para cuidar da filha. É um típico acordo para não ser escrachado, humilhado com uma punição. Eu acho até que é uma boa solução", afirmou.

Para o ex-parlamentar, não é possível comparar Dallagnol ao ex-juiz Sergio Moro. Moro, segundo Requião, foi um instrumento do entreguismo ligado aos interesses dos Estados Unidos, enquanto Dallagnol viu na lava Jato uma oportunidade para enriquecer e ganhar notoriedade às custas do País. "O Deltan foi um instrumento do entreguismo no Brasil, de direita ele é, agora aquela moralidade que ele estampa não existe. Acho que a gente percebeu isso quando ele comprou residências, apartamentinhos do Minha Casa Minha Vida para vender no mercado, tirando a oportunidade de uma pessoa pobre poder, pelo baixo valor inicial, ter acesso à sua moradia. Eu não comparo o Deltan ao Sergio [Moro], o Sergio foi um instrumento do entreguismo, instrumento ligado à CIA, aos Estados Unidos. O Deltan não, o Deltan se fascinou com as possibilidades econômicas, mas ele é de direita, só que não é entreguista".

 

03
Abr20

Em manifesto, Manuela, Boulos, Ciro Gomes, Dino, Haddad pedem renúncia de Bolsonaro

Talis Andrade

 "Bolsonaro comete crimes, frauda informações, mente e incentiva o caos, aproveitando-se do desespero da população mais vulnerável"

Líderes de diversos partidos de oposição se uniram para lançar um documento denunciando Jair Bolsonaro de ser “um presidente da República irresponsável”, que agrava a crise do coronavírus pois “submete a vida de todos aos seus interesses políticos autoritários e aposta no caos social, econômico e político"

“Deveria renunciar” diz o texto, assinado por Fernando Haddad (PT-SP), Ciro Gomes (PDT-CE) e Guilherme Boulos (PSOL-SP) e pela candidata a vice de Haddad, Manuela Davila (PCdoB).

O documento é endossado ainda pelo governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), pelo ex-governador do Paraná Roberto Requião (MDB-PR), pelo ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro (PT-RS), e pelos presidentes do PT Gleisi Hoffmann, do PSB Carlos Siqueira, do PDT Carlos Lupi, do PCB Edmilson Costa, do PSOL Juliano Medeiros, do PCdoB Luciana Santos.

Governo anuncia medidas tardias e erráticas

O Brasil e o mundo enfrentam uma emergência sem precedentes na história moderna, a pandemia do coronavírus, de gravíssimas consequências para a vida humana, a saúde pública e a atividade econômica. Em nosso país a emergência é agravada por um presidente da República irresponsável. Jair Bolsonaro é o maior obstáculo à tomada de decisões urgentes para reduzir a evolução do contágio, salvar vidas e garantir a renda das famílias, o emprego e as empresas. Atenta contra a saúde pública, desconsiderando determinações técnicas e as experiências de outros países. Antes mesmo da chegada do vírus, os serviços públicos e a economia brasileira já estavam dramaticamente debilitados pela agenda neoliberal que vem sendo imposta ao país. Neste momento é preciso mobilizar, sem limites, todos os recursos públicos necessários para salvar vidas.

Bolsonaro não tem condições de seguir governando o Brasil e de enfrentar essa crise, que compromete a saúde e a economia. Comete crimes, frauda informações, mente e incentiva o caos, aproveitando-se do desespero da população mais vulnerável. Precisamos de união e entendimento para enfrentar a pandemia, não de um presidente que contraria as autoridades de Saúde Pública e submete a vida de todos aos seus interesses políticos autoritários. Basta! Bolsonaro é mais que um problema político, tornou-se um problema de saúde pública. Falta a Bolsonaro grandeza. Deveria renunciar, que seria o gesto menos custoso para permitir uma saída democrática ao país. Ele precisa ser urgentemente contido e responder pelos crimes que está cometendo contra nosso povo.

Ao mesmo tempo, ao contrário de seu governo – que anuncia medidas tardias e erráticas – temos compromisso com o Brasil. Por isso chamamos a unidade das forças políticas populares e democráticas em torno de um Plano de Emergência Nacional para implantar as seguintes ações:

-Manter e qualificar as medidas de redução do contato social enquanto forem necessárias, de acordo com critérios científicos;

-Criação de leitos de UTI provisórios e importação massiva de testes e equipamentos de proteção para profissionais e para a população;

-Implementação urgente da Renda Básica permanente para desempregados e trabalhadores informais, de acordo com o PL aprovado pela Câmara dos Deputados, e com olhar especial aos povos indígenas, quilombolas e aos sem-teto, que estão em maior vulnerabilidade;

-Suspensão da cobrança das tarifas de serviços básicos para os mais pobres enquanto dure a crise,
-Proibição de demissões, com auxílio do Estado no pagamento do salário aos setores mais afetados e socorro em forma de financiamento subsidiado, aos médios, pequenos e micro empresários;

-Regulamentação imediata de tributos sobre grandes fortunas, lucros e dividendos; empréstimo compulsório a ser pago pelos bancos privados e utilização do Tesouro Nacional para arcar com os gastos de saúde e seguro social, além da previsão de revisão seletiva e criteriosa das renunciais fiscais, quando a economia for normalizada.

Frente a um governo que aposta irresponsavelmente no caos social, econômico e político, é obrigação do Congresso Nacional legislar na emergência, para proteger o povo e o país da pandemia. É dever de governadores e prefeitos zelarem pela saúde pública, atuando de forma coordenada, como muitos têm feito de forma louvável. É também obrigação do Ministério Público e do Judiciário deter prontamente as iniciativas criminosas de um Executivo que transgride as garantias constitucionais à vida humana. É dever de todos atuar com responsabilidade e patriotismo.

Ilustração: Parte do painel de Corbiniano Lins, que retratou as revoluções pernambucanas.

Foto Ricardo Labastier

 

13
Mai19

SÉRGIO MORO NO STF, INDICADO POR BOLSONARO, É A SUPREMA BAIXARIA!

Talis Andrade

 

 

por Emanuel Cancella

___

Sérgio Moro é o juiz que prendeu Lula sem nenhuma prova, às vésperas da eleição, num claro intuito de beneficiar Bolsonaro. Segundo o Ibope, Lula ganharia a eleição em primeiro turno (2). E Moro, com essa baixaria, conquistou o lugar de titular no ministério da Justiça de Bolsonaro (1).
 
E mais: a advogada Rosângela Moro, esposa de Moro trabalha para o PSDB e para a Shell (3,4). Talvez por força do contrato da esposa com o PSDB, nenhum tucano foi preso, nem no escândalo do Banestado e muito menos na Lava Jato, ambas as operações chefiadas pelo juiz Sérgio Moro.
 
No Banestado, segundo palavras do ex-governador do Paraná, Roberto Requião: “A mãe de todos os escândalos no Brasil não é o Mensalão ou o Petrolão, é o do Banestado, que surrupiou dos cofres públicos meio trilhão de reais. Um escândalo exclusivamente tucano e nenhum deles foi preso” (5).
 
E na lava Jato, nem o tucano ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves, foi preso, mesmo sendo recordista em denúncias na Lava Jato e Aécio, como deboche, ainda cobra arrependimento de Lula (6).

moro aécio brinde.png

 

 
O também tucano Pedro Parente conseguiu assumir a presidência da Petrobrás mesmo sendo réu em ação em 2011 que deu um rombo na Petrobrás de R$ 5 BI (7).

Parente em Nova Iorque com Moro.jpeg

 

 
Assim a direção da Petrobrás pagou ao banco JP Morgan R$ 2 BI de um empréstimo que só venceria em 2022 e Pedro Parente é sócio do banco (8).

MPF-criou o fundao com pedro parente .jpg

 

 
Estranho também que a Lava Jato tenha se calado com a articulação e aprovação da lei da Shell pelo golpista Michell Temer. Por essa lei as petroleiras estrangeiras ficaram isentas em um trilhão de reais em impostos e a mais beneficiada a Shell (9 a 11). Seria por conta do contrato da esposa de Moro com a Shell, o silêncio da Lava Jato?

moro temer_jb.jpg

 

E para aqueles que acham que a esposa de Moro, Rosangela Moro, não tem nada a ver com os negócios do marido, segundo a revista Veja, com base em informação da Receita Federal, Rosangela Moro recebeu depósito do advogado da Odebrecht, Rodrigo Tacla Duran (13).
 
Duran, ao ser entrevistado pela jornalista Monica Bergamo, disse que foi procurado por Carlos Zucoloto Junior,  advogado oficial da Lava Jato, compadre de Moro e ex-sócio de sua esposa. E, na ocasião Zucoloto pedira US$ 5 milhões “por fora” para uma delação premiada que daria a Duran a prisão doméstica e perdão de US$ 10 milhões em multa da Odebrecht.

carlos-zucolotto-jr-sergio-moro-rosangela-moro-e-a

 

 
Moro, em resposta à entrevista de Duran, disse que ele é um fugitivo da lei e foragido da justiça. Sendo desmascarado pela Veja com o depósito de Duran na conta da esposa. Moro não perdeu a pose e disse que o depósito foi para pagar cópias do processo (13 a 16).
 
Não dá para acreditar nas palavras de Moro, é preciso quebrar o sigilo bancário da sua esposa para comprovar o valor do estranho depósito de Duran.
 

A indicação de Bolsonaro e possível aprovação do nome de Sergio Moro para o STF é a suprema baixaria (12)!

 

Fonte:

1https://www.brasil247.com/pt/blog/alex_solnik/373762/Moro-prendeu-Lula-para-eleger-Bolsonaro.htm

2http://atarde.uol.com.br/politica/noticias/1124938-ibope:-lula,-com-47,-ganharia-no-primeiro-turno

3https://www.conversaafiada.com.br/brasil/2014/12/06/mulher-de-moro-trabalha-para-o-psdb

4https://www.ocafezinho.com/2014/12/05/sergio-moro-e-casado-com-advogada-do-psdb/

5https://www.ocafezinho.com/2015/10/03/requiao-relembra-banestado-roubalheira-tucana-desviou-meio-trilhao/

6https://www.brasil247.com/pt/247/minas247/255474/Recordista-em-dela%C3%A7%C3%B5es-A%C3%A9cio-Neves-cobra-arrependimento-de-Lula.htm

7https://www.redebrasilatual.com.br/blogs/helena/2016/06/presidentes-da-petrobras-e-do-bndes-sao-reus-em-acao-por-rombo-bilionario-9872.html

8https://www.brasil247.com/pt/247/poder/356221/Banco-presidido-por-s%C3%B3cio-de-Pedro-Parente-recebeu-R$-2-bi-da-Petrobras.htm

9https://horadopovo.org.br/temer-sansiona-lei-que-da-r-1-trilhao-de-presente-para-as-multis-no-petroleo/

10https://congressoemfoco.uol.com.br/especial/noticias/camara-envia-ao-senado-a-%E2%80%9Cmp-do-trilhao%E2%80%9D-que-isenta-de-impostos-petroliferas-estrangeiras/

11https://www.fup.org.br/ultimas-noticias/item/22010-shell-se-mobiliza-para-aprovar-no-senado-mp-do-trilhao

12https://www.brasil247.com/pt/247/poder/393140/Bolsonaro-confirma-'ter-compromisso'-para-indicar-Moro-ao-STF.htm

13https://veja.abril.com.br/blog/radar/moro-poderia-ser-impedido-de-julgar-ex-advogado-da-odrebecht/

14https://www.google.com/search?ei=RYrYXJWSIdWV0Abdw7FI&q=entrevista+de+Duran+na+Folha&oq=entrevista+de+Duran+na+Folha&gs_l=psy-ab.12..35i39.22947.25215..30561...0.0..0.164.288.0j2......0....1..gws-wiz.HgDd0cNkTPU

15https://www.jb.com.br/index.php?id=/acervo/materia.php&cd_matia=875037&dinamico=1&preview=1

16https://jornalggn.com.br/coluna-economica/advogado-espanhol-fez-pagamentos-a-rosangela-moro/

 

22
Dez18

Livro de Requião contra Moro se esgotou em uma semana

Talis Andrade

por Esmaeal Morais

requiao_livro.jpg

 

A obra do senador Roberto Requião (MDB-PR) contra Sérgio Moro é um sucesso de público e de crítica. O livro se esgotou em apenas 1 semana. Terá de ser reimpressa uma nova tiragem.


O livro de Requião denuncia que operadores da Lava Jato — juízes e promotores do MPF — de assistirem passivamente a entrega do país e o desmantelamento do setor público sem qualquer reação, comprova o peemedebista sobre as privatizações em curso.

 

“Vender o Brasil, pode Sérgio Moro?

Entregar o pré-sal, pode Dallagnol?

Doar R$ 1 trilhão, pode Raquel Dodge?”,

é o título do best-seller do parlamentar emedebista.


A publicação de Requião foi originada por um discurso no Senado, em novembro de 2017, quando fez um estridente discurso da tribuna cobrando respostas da lava jato para o entreguismo criminoso e desenfreado no país.
Assista ao vídeo aqui

requiao livro moro .jpg

 

09
Ago18

Quem solta mais investigados? Gilmar Mendes ou Moro?

Talis Andrade

gilmar moro.jpg

 

por Emanuel Cancella

---

Se fosse para apostar, votaria no empate com a disputa indo para a prorrogação. Gilmar Mendes se especializou em soltar presos e Moro prende e solta.

 

Gilmar é acompanhado pela mídia, não por acaso, mas porque ele fez parte da turma do STF que soltou um petista, o ex-ministro, José Dirceu(1). Os golpistas morrem de medo de ele soltar Lula.

 

Aliás, Lula já foi solto pelo desembargador Rogério Favreto por algumas horas. Aí o arbitro de vídeo da Lava Jato, que é a Globo, entrou em ação. Acionou Moro de férias em Portugal que, de forma arbitrária, anulou o lance.  Favreto confirmou a validade e, mais uma vez, invalidaram o lance.

 

Já Moro se especializou em blindar tucanos. Não sei quantos, mas no escândalo do Banestado que Moro também chefiou, o senador Roberto Requião PMDB/PR deixou seu relato:

 

“Um escândalo exclusivamente tucano e nenhum deles foi preso. O maior escândalo do país não foi o mensalão, Petrolão foi o Banestado, que deu um rombo nos cofres públicos de meio trilhão de reais” (2).

 

Na Lava Jato chefiada por Moro, da mesma forma, nenhum tucano foi preso. E olha que a tucanalha faz força, mas Moro faz que nem os Três Macacos Sábios : “Não vê, não ouve e não fala!”.

 

Exemplo disso é o senador tucano Aécio Neves que, apesar de ser o mais delatado na Lava Jato, continua senador da República. Aécio, apesar das provas cabais contra ele, ainda pode ser candidato e cinicamente cobra arrependimento de Lula que foi preso sem qualquer prova e não pode se candidato (3).

 

Além do Aécio, na lista dos blindados da Lava Jato, temos também o ex-presidente, FHC, e os senadores Jose Serra, Antônio Anastasia  e o falecido Sergio Guerra.

 

E não podemos esquecer que os principais corruptos da Petrobrás, presos pela Lava Jato, estão inexplicavelmente pagando suas penas em casa, verdadeiros clubes de lazer construídos com dinheiro da corrupção. Entre eles: Paulo Roberto Costa, Fernando Baiano, Sérgio Machado, Alberto Youssef, etc. Este último condenado a mais de 80 anos de cadeia (4).  Moro também liberou a mulher de Eduardo Cunha, Claudia Cruz.

 

Já Gilmar Mendes que tem acompanhamento online, pela imprensa, segundo a mídia já liberou 37 investigados no Rio (5).

 

Sabe-se que política assim como na justiça não tem almoço de graça, porém nunca vazou cobrança de pedágio de Gilmar Mendes em suas benevolências.

 

O mesmo não se pode dizer da Lava Jato. Isso porque o advogado Rodrigo Tacla Duran, da Odebrecht, fez acusações contra o também advogado Carlos Zucollotto Junior. Zucollotto é padrinho de casamento de Moro e ex-sócio de sua esposa e foi então acusado por Duran de cobrar, em nome da Lava Jato, da qual faz parte, US$ 5 milhões “Por Fora”   para uma delação premiada que, entre outras benesses, lhe daria a prisão doméstica e perdão de US$ 10 milhões em multas a Odebrecht (8).

 

A advogada da Lava Jato, Beatriz Catta Preta, em 8 delações premiadas arrecadou, segundo a imprensa, R$ 20 milhões. Catta Preta foi para os EUA se dizendo ameaçada de morte (6).

 

Outro caso envolvendo grana para HC foi do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás, Aldemir Bendine. Amanda Bendine recebeu e-mail em que um criminoso, se passando por seu pai, pediu depósito de R$ 700.000 para 'garantir' habeas corpus no STF para libertar seu pai, preso pela Lava Jato. O caso é de agosto de 2017 e o juiz Sergio Moro disse que mandou investigar, mas  até hoje não houve resposta (7).

 

Enquanto o negócio de Gilmar Mendes é soltar investigados e presos, o negocio de Moro é prender petistas e blindar tucanos. Os interessados podem entrar em contato com a Lava Jato em Curitiba ou no escritório jurídico de Gilmar Mendes.

 

Pelos números apontados os negócios de ambos vão de vento em popa.

pelicano gilmar solta.jpg

 

 

Fonte:

1https://veja.abril.com.br/politica/stf-decide-soltar-ex-ministro-jose-dirceu/

2https://www.ocafezinho.com/2015/10/03/requiao-relembra-banestado-roubalheira-tucana-desviou-meio-trilhao/

3https://www.brasil247.com/pt/247/minas247/255474/Recordista-em-dela%C3%A7%C3%B5es-A%C3%A9cio-Neves-cobra-arrependimento-de-Lula.htm

4http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2016/07/10/interna_politica,654284/delatores-cumprem-prisao-domiciliar-em-mansoes-e-coberturas.shtml

5https://falandoverdades.com.br/gilmar-mendes-ja-soltou-37-investigados-da-lava-jato-no-rio/

6https://odia.ig.com.br/_conteudo/noticia/brasil/2015-07-31/advogada-se-diz-ameacada-e-deixa-clientes-da-lava-jato.html

7https://veja.abril.com.br/politica/moro-manda-investigar-estelionato-contra-filha-de-bendine/

8http://www.jb.com.br/pais/noticias/2017/11/30/amigo-de-moro-pediu-dinheiro-por-fora-para-reduzir-multa-da-odebrecht-diz-tacla-duran/

08
Jul18

Roberto Requião: “Moro é juiz de 1ª instância, não de execução e está em férias em Portugal”

Talis Andrade

Sérgio Moro vive viajando. Não pára em Curitiba. Este ano esteve por três vezes na matrix. Inclusive para uma noite da gala paga pela Petrobrás. Esteve no paraíso fiscal de Mônaco.

 

moro bola.png

 

 

Do Twitter de Requião:

Sérgio Moro é juiz de 1ª instância, não de execução, está em férias em Portugal, não é parte no processo, nem do MP, portanto nada tem a ver com a determinação do desembargador federal. Cabe a Sergio Moro, em férias, tomar bom vinho e comer bacalhau.

 

Girolamo Savonarola foi queimado em frente ao Palácio Vecchio, em Florença, no mesmo lugar em que injustamente mandou queimar tantos italianos.

 

 

21
Mai18

A esquecida doação de 10 bilhões de reais pela Petrobras aos abutres

Talis Andrade

casso-doleiro-escandalo-petrobras.jpg

 


Roberto Requião*


A moral brasileira está no lodaçal. A defesa da soberania brasileira foi entregue à Rede Globo, e a Rede Globo, tempos atrás, se apressou a defender a infame e quase esquecida doação de 10 bilhões de reais a fundos abutres americanos detentores indiretos de ações da Petrobrás, em ação arbitrada por juiz norte-americano. O pretexto tinha sido pagar prejuízos com a Lava Jato. Trata-se do mais extraordinário caso que conheço de total capitulação de uma nação supostamente soberana às imposições despropositadas de outra nação, sem guerra.


Muita gente está ganhando dinheiro com isso. Advogados, procuradores, oportunistas, vigaristas de toda espécie resolveram aproveitar a Lava Jato do juiz e dos procuradores de Curitiba para se locupletarem às custas de nosso povo. O argumento infame da Globo de que é melhor pagar os 10 bilhões a enfrentar uma ação judicial é desprezível. Afinal, até as pedras sabem que a Petrobrás não foi culpada do escândalo, mas sua vítima. Os culpados foram condenados, fizeram delação e estão soltos com seus milhões de dólares provavelmente escondidos em algum paraíso fiscal, protegidos pela Lava Jato. Quem tem que ser indenizada é a Petrobrás por parte dos bandidos que a dilapidaram. Não investidores americanos. Sua doação aos abutres já foi registrada em balanço por Pedro Parente.


Para investidores na bolsa de Nova Iorque não há prejuízo algum. Apenas ganhos fantásticos. As ações voltaram e superaram seu valor antes do roubo. De qualquer modo, se tivessem desabado e ficado por aí, não é este o jogo no capitalismo? Ou a Justiça norte-americana pretende ter um sistema de bolsa onde os investidores não perdem, e sempre ganham? Em qualquer hipótese, se defendermos a riqueza do Pré-Sal – o que não é certo com esse governo -, temos a petrolífera de maior patrimônio e potencialmente mais lucrativa do mundo para suportar qualquer prejuízo.


Infelizmente, a empresa está sendo dilapida por Pedro Parente, com seu esquema de retalhamento para privatização. É um demolidor. Seguimos a trilha aberta por Fernando Henrique Cardoso ao lançar ações da Petrobrás na bolsa de Nova Iorque, submetendo a empresa à soberania norte-americana. Para quê? Para figurar bem na fita do capitalismo globalizado. Ações que valiam 100 bilhões de dólares foram vendidas por 5 bilhões. A Petrobrás passou a ser vigiada e espionada pelo Governo americano. A associação entre o juiz Moro e os promotores de Curitiba, em frequentes cursos de treinamento nos Estados Unidos, gerou a Lava Jato, indiferente a empresas e empregos, e promotora de concorrentes internacionais das empresas de engenharia brasileiras. Até onde vamos tolerar essa agressão à soberania nacional?


A desnacionalização da Petrobrás começou no Governo Fernando Henrique. Poderia ter sido revertida nos governos do PT se tivessem prestado maior atenção no que havia acontecido. A colocação de 30% das ações da empresa na Bolsa de Nova Iorque submeteu a Petrobrás automaticamente à soberania, e particularmente à Justiça norte-americana, sendo que os acionistas podem alegar, a qualquer tempo, perdas devidas a iniciativas da estatal definidas pelo Governo brasileiro, como a própria política de preços. Disso não temos escapatória. Ou recompramos as ações, e esse deve ser o objetivo de um governo brasileiro progressista, ou seremos um risco permanente a ser explorado por abutres do mercado financeiro norte-americano.

FHC Petrobras lava jato.jpg

 


* Roberto Requião é senador da República pelo MDB do Paraná

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub