Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

O CORRESPONDENTE

08
Dez22

A contribuição do mau-caratismo de Moro

Talis Andrade

sergio moro pesquisa vaccari.jpeg

 

A face obscura da Lava-Jato

 
 
05
Nov22

Piquet faz pix de R$ 501 mil para Bolsonaro após receber R$ 6,6 milhões do Governo

Talis Andrade

reprodução de vídeo

RACHADINHA PREMIUM?

Empresa do ex-automobilista faturou a bolada devido a um aditivo de contrato assinado em 2019 com o Ministério da Agricultura, e pode ganhar mais até 2026

 

Por POLÍTICA JB com Revista Forum

Raphael Sanz - O ex-piloto de Fórmula 1 Nelson Piquet fez um pix de R$501 mil reais para a campanha de Jair Bolsonaro (PL) e se tornou seu maior doador no quesito “pessoa física”. A doação está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e veio a público nessa sexta-feira (26), cerca de um mês depois que sua empresa faturou R$ 6.683.791,80 por conta de um contrato assinado em 2019 com o Ministério da Agricultura, sem licitação.

O contrato foi firmado, à época, com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ligado ao Ministério, e previa o fornecimento de equipamentos de manutenção para as estações meteorológicas. O valor contratado junto à Autotrac Comércio e Comunicações, empresa que Piquet preside, foi de R$ 3,5 milhões, mas em dezembro de 2020 o governo concedeu um termo aditivo que fez com atualmente o total superasse os R$6,6 milhões.

De acordo com a coluna de Guilherme Amado, no Metrópoles, é possível que as cifras aumentem uma vez que há previsão de aditivos ao contrato até 2026. No entanto, apesar das altas cifras, a Autotrac tem uma dívida de R$ 6,3 milhões com a União.

De qualquer forma, ficam mais do que explícitas as razões do bolsonarismo ferrenho de Nelson Piquet e seu apoio à reeleição de Jair Bolsonaro. É inesquecível, por exemplo, o episódio em que o tricampeão dirigiu o Rolls Royce do presidente no desfile de 7 de setembro do último ano, dia em que o presidente testou narrativas golpistas e conspiratórias diante dos seus apoiadores.

Recentemente o ex-automobilista bolsonarista fez uma declaração racista sobre o piloto inglês Lewis Hamilon, heptacampeão mundial de Fórmula 1. A Justiça não o encontra há semanas e ainda não conseguiu intimá-lo. Se condenado, pode ter que desembolsar R$ 10 milhões em multas e indenizações a Hamilton. Além disso, ele pode ser banido de ambientes da F1 por conta do comportamento racista.

Ao todo, a campanha de Bolsonaro recebeu R$1.171.435,88 de pessoas físicas. Além do meio milhão de Piquet, outra doação de peso foi a do empresário gaúcho e vice-prefeito da pequena cidade de Não-me-toque, Gilson Lari Trennepohl. Sua doação foi de R$350 mil. A campanha ainda recebeu R$10 milhões do PL, oriundos do Fundo Partidário.

Nelson Piquet garfa R$ 6,6 milhões e doa R$ 501 mil - TV Comunitária DF

21
Out22

A nazista vereadora bruxa de Bolsonaro compara mulheres de esquerda a cadelas

Talis Andrade

Û©Gifs/Imagens | Gifs, Bruxas, Halloween

A vereadora bolsonarista de Montenegro, no Rio Grande do Sul, Camila Carolina de Oliveira (Republicanos), está sendo alvo de representação por quebra de decoro em virtude de um vídeo que a parlamentar postou em suas redes sociais comparando mulheres de esquerda a cadelas. 

Na denúncia apresentada pelos partidos PSB, MDB e PTB, os vereadores alegam que Camila utilizou a estrutura da Câmara Municipal para a filmagem de propaganda política eleitoral, “contendo música com expressões de ódio e preconceito a um determinado grupo da sociedade”, diz trecho de reportagem do Metrópoles.

No vídeo, Camila aparece dançando ao som de um funk que tem como refrão que “as de esquerda têm mais pelo que cadela”, se referindo às mulheres que são contrárias à sua ideologia política.

Ela aparece dançando música com requebros indecentes, ladeada por duas adolescentes, o que caracteriza abuso de menores. 

A vereadora de Montenegro (RS), Camila de Oliveira (Republicanos), durante performance nas redes sociais.

200 mulheres se ofendem com postagem de vereadora e mobilizam movimento por cassação

Um grupo de 200 mulheres se revoltou com postagens nas redes sociais de uma vereadora da pequena cidade de Montenegro, no Rio Grande do Sul, e começou um movimento para pautar sua cassação. A postagem que causou a mobilização foi feita no último sábado (15) e um protesto já está marcado na próxima quinta-feira (20).

A vereadora Camila Carolina de Oliveira (Republicanos) foi eleita em 2020 na cidade de aproximadamente 65 mil habitantes e distante 60 quilômetros de Porto Alegre. Ela costuma fazer postagens no Instagram onde aparece dançando, junto de duas meninas que aparentam ser adolescentes menores de 18 anos, cantando e dançando músicas do candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL).

Na postagem do último sábado o trio dançava e cantava uma letra da música comparava mulheres de esquerda a animais. “As mina de direita são as top bela (sic), enquanto as de esquerda têm pelos igual cadela”, diz a música que utiliza a batida do famoso funk Baile de Favela, do MC João.

“Após esse último ataque da vereadora, em que agride as mulheres e os partidos de esquerda, criamos um grupo com mais de 200 mulheres. Ela é uma representante do povo, foi eleita com voto popular e não pode ter uma atitude dessa, deveria estar preservando e reconhecendo as mulheres, não nos atacando com palavras tão tristes e desvairadas como as postagens infelizes que tem feito”, afirmou Eliane Morfan, do PT da cidade.

Ela explica que apesar de endereçada às mulheres de esquerda, a vereadora acabou ofendendo também as mulheres de direita e apoiadoras de Bolsonaro. Elas convocaram uma manifestação para a próxima quinta-feira na Câmara de Vereadores de Montenegro, onde irão pedir a cassação da vereadora por quebra de decoro.

“Há tanto mulheres de esquerda como de direita no grupo, então marcamos de irmos todas de camisetas brancas, e cada uma vai levantar a bandeira do seu partido para mostrar que não foram apenas as mulheres de esquerda as ofendidas, mas também as mulheres de direita e que votaram no Bolsonaro que compreendem o que é uma democracia, coisa que ela não compreende”, afirmou.

Além do PT, outros partidos presentes na cidade também expressaram seu repúdio às atitudes da vereadora. Entre eles MDB, PSB e PTB, que possuem representantes na câmara municipal, protocolaram denúncia por quebra de decoro parlamentar contra Camila de Oliveira na última segunda-feira (17).

Leia a seguir a nota de repúdio do PT da cidade

O PT Montenegro vem a público expressar seu repúdio às manifestações ofensivas da vereadora Camila Oliveira (Republicanos) aos educadores no Dia do Professor e as mulheres de esquerda em falas preconceituosas e discriminatórias através de suas redes sociais. Com o agravante de usar o espaço da Câmara de Vereadores e a estrutura pública para propaganda eleitoral e ataques abjetos à comunidade montenegrina, inclusive expondo adolescentes nos vídeos publicados.

O PT comunica que a partir de reunião da executiva municipal constituiu-se uma comissão de mulheres, lideranças de esquerda, como grupo de trabalho para encaminhamentos do ponto de vista administrativo e jurídico cabíveis.

Por fim, solidários com todes, convidamos para ato de repúdio, no dia 20 de outubro, a partir das 18h em frente à Câmara Municipal de Vereadores .

Ricardo Agadio Kraemer- Presidente do PT Municipal

Ezequiel de Souza- Vice Presidente do PT municipal

Comissão de Mulheres: Liliane Mello, Eliane Morfan, Monalisa Furtado e Maria Lucimar Machado

Três partidos ingressam com representação contra vereadora que gravou  vídeos com músicas na Câmara - Fato Novo

05
Ago22

Desfile das Forças Armadas do bicentenário da Independência promete reunir extremistas da direita e psicopatas

Talis Andrade

máquina bozo.jpeg

 

DesmentindoBolsonaro: perfil que desmascara o presidente tira bolsonaristas  do sério e hashtag explode no Twitter | Revista Fórum

Delegado bolsonarista promete “lutar” contra a esquerda no 7 de setembro. Militares deputados também ameaçaram Lula de Morte

 

por Fabrício Rinaldo /DCM Diário do Centro do Mundo

- - -

O delegado de polícia e instrutor de tiro Paulo Bilynskyj, que também atua como lobista em defesa do armamento, postou no Stories de sua conta do Instagram um “treinamento para o 7 de Setembro”.

No vídeo, ele responde à pergunta de um seguidor sobre um “possível ataque”.

“Eu estarei lá”, ele respondeu. Em seguida, publicou uma gravação em que se esconde atrás de um automóvel e dá várias disparos em um alvo.

Ainda escreveu: “Eu vou no dia 7 de setembro” e “Eu não vou sou fracote”.

O delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo Osvaldo Nico Gonçalves declarou ao Estadão que determinará à Corregedoria que investigue publicações feitas por Bilynskyj. O bolsonarista tem mais de 697 mil seguidores.

Em outro stories, ele reclama que o Instagram deletou “o vídeo da Laurinha” e informa a audiência, com um sorriso sarcástico, que postou em outro grupo.

Nas imagens, a caçula de Bolsonaro tem a imagem congelada batendo continência ao som do rapper Coolio e a legenda: “Eu vou explodir a Globo, vou invadir a Venezuela. PSDB roubou minha merenda, vou apagar eles primeiro. Será que a ONU pega fogo rápido?”

 

Delegado Bolsonarista conhecido por ameaça velada a Lula foi suspeito de assassinar namorada

 

por Raphael Sanz /Revista Forum

- - -

O delegado e digital influencer bolsonarista, Paulo Bilynskj, que está sendo investigado por incitar a violência política no próximo 7 de setembro, além de ter feito ameaças veladas ao ex-presidente Lula, também continua suspeito de ter assassinado a namorada, Priscila Delgado, em 2020.

Bilynskj tinha 33 anos em 20 de maio de 2020 quando foi socorrido por vizinhos na porta do apartamento onde vivia com a namorada Priscila Delgado e levado para um hospital. Priscila, por sua vez, foi encontrada morta no banheiro do apartamento. À época, a Polícia Militar, mesmo após visitar o local, afirmou que não iria se manifestar e que informações poderiam ser procuradas na Secretaria de Segurança Pública (SSP). A SSP, por sua vez, disse que a investigação do caso ficaria a cargo da Corregedoria da Polícia Civil.

De acordo com sua versão, o delegado tomava banho quando a namorada entrou no banheiro atirando contra sua pessoa, por haver se irritado com mensagens que encontrou no celular do companheiro. Ele foi baleado no abdômem mas teria conseguido fugir para o local onde foi encontrado enquanto a namorada teria se suicidado com um tiro no peito. A tese foi acatada pela Justiça e o delegado acabou absolvido.

No entanto, a família da vítima e especialistas forenses ouvidos na época ainda colocam dúvidas sobre a decisão. O próprio exame que mostraria se o delegado disparou ou não uma arma naquele dia acabou não sendo realizado.

Para o perito forense particular Eduardo Llanos, a ausência da prova residual “chama muito a atenção”. “É feito o exame residuográfico na maioria dos casos, mesmo nas mãos de vítimas feridas ou bandidos feridos quando levados a hospital”, disse ele à Ponte. “Não há como dar 100% de crédito à história que ele está contando. Por que omitir uma prova que pode confirmar a inocência do delegado?”, questionou à época.

Já cientista forense Sérgio Hernandez, também à época, mostrou uma opinião semelhante a de Llanos e destacou que quem teria que ter feito a solicitação dessa perícia é o delegado que registrou a ocorrência. “Houve negligência, omissão. Todos os casos balísticos, onde se efetue tiros de arma de fogo, tanto a vítima, como o suspeito, o agressor, eles devem passar pela coleta de resíduos, obrigatoriamente, para verificar se essas pessoas efetuaram ou não os tiros”, afirmou.

Os peritos ainda comentaram sobre possíveis roupas que Bilynskj  estaria usando quando foi encontrado, uma vez que segundo sua versão ele teria corrido do chuveiro para fora do apartamento, e se estivesse vestido seria difícil confiar em sua história. Além disso, chamaram a atenção para a não realização de perícia do celular do então suspeito, para apurar se havia alguma troca de mensagens que pudesse despertar o ciúme da namorada, a fim de verificar sua versão dos fatos.

As indagações dos especialistas à época deixaram dúvidas quanto à história, e a família da vítima ainda nega a versão de suicídio. No entanto o processo foi arquivado.

 

Investigado por incitar a violênciaFrei Betto: Como se explica a eleição de Bolsonaro? - Vermelho

 

No último dia 20 de julho, Bilynskyj voltou aos noticiários ao divulgar em suas redes sociais  um vídeo debochando da fala de Lula sobre transformar clubes de tiro em clubes de leitura. Com caixas de armas que simulam esteticamente livros, o delegado convidou o ex-presidente Lula, de forma irônica, a conhecer seu ‘clube do livro’.

Dias depois, em novo vídeo, Bilynskyj aparece realizando treinos de tiro junto a um carro e um alvo em um local que parece um sítio. Nesse novo vídeo, fez questão de anunciar sua ida aos atos pró-Bolsonaro no próximo 7 de setembro

A conduta de Paulo Bilynskyj será investigada pela polícia

 

Deputados militares ameaçaram Lula de morte

 

Como classificar um deputado que ameaça de morte um ex-presidente do Brasil e candidato a presidente - conforme pesquisas de opinião pública - que deve ser eleito no próximo dia 2 de outubro, 26 dias depois do desfile praeiro de 7 de Setembro? Uma data cívica, que o presidente Bolsonaro pretende avacalhar, transformando em um curral eleitoral. 

Lesa-majestades prometem atender o chamamento do caudilho Bolsonaro, que anuncia um golpe militar, para impedir a posse de Lula.

Existe uma lista de extremistas da direita volver que preferem matar o presidente mais querido do povo em geral.

Ameaçaram Lula de morte os deputados general Eliezer Girão Monteiro, os coronéis MarcioTadeu Anhaia de Lemos, André Luiz Vieira de Azevedo, Washington Lee Abe, Paulo Adriano Lopes Lucinda Telhada, cabo Junio Amaral, o vereador Anderson Simões. Carla Zambelli por ser esposa de um coronel, Aginaldo de Oliveira. Pasmem até o pastor Otoni de Paula. 

Quantos homicidas são deputados estaduais, deputados federais? Nesta eleição não vote em deputado serial killer, quem assassinou mais de três pessoas. 

Policial bolsonarista de SP sofre nova punição

 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub