Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

07
Mai21

Pazuello vai fazer media training com Alexandre Garcia

Talis Andrade

garcia pazzuello.jpg

"Ele dá o treinamento e eu obedeço, mas tem um carinho", disse Pazuello quando questionado sobre a relação com Garcia em uma live

 

por Piauí Herald

SILÊNCIO ENSURDECEDOR – “O Romário não falou que o Pelé calado é um poeta? O Alexandre Garcia também é. Então ele vai ensinar essas coisas de poesia aí pro Pazuello, tá ok?” explicou o presidente Jair Bolsonaro, ao revelar que o Planalto contratou o jornalista (sic) da CNN Brasil para fazer media training do general da ativa e ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

Como Garcia já foi porta-voz do ex-general Figueiredo, e já lambeu as botas de Bolsonaro de todas as maneiras possíveis, o convite pegou um total de zero pessoas de surpresa. Pelo contrato, ele vai ensinar Pazuello a ficar calado na CPI mesmo quando for chamado de assassino, incompetente, capacho, negacionista e genocida. “É só ele imitar o que eu fiz hoje na CNN que o assunto está resolvido”, disse Garcia.

Especialistas em técnicas básicas de evasão em entrevista hostil dizem que as estratégias que Pazuello vai aprender já vêm sendo usadas com moderado sucesso no governo. “O próprio presidente Bolsonaro domina o procedimento de fugir em tempo recorde quando acuado por uma pergunta no front.”, disse um consultor militar que desapareceu antes de se identificar.

16
Jan21

Tribunal de Nuremberg abre edital de contratação para futuro julgamento do governo Bolsonaro

Talis Andrade

general e o capitao.jpg

 

por Piauí Herald

17º REICH – Em decisão extraordinária, o Tribunal de Nuremberg, que julgou os crimes do regime nazista de 1945 a 1949, voltou a se reunir hoje para anunciar a formação de um novo juri para julgar os crimes contra a humanidade cometidos pelo governo Bolsonaro.

“A ideia já vinha sendo estudada desde que o ex-secretário de Cultura, Ricardo Alvim, achou que era de bom tom copiar um discurso do Joseph Goebbels”, esclareceu o tribunal, por meio de nota. “Mas a situação ficou de fato incontornável com o descaso do governo diante do colapso da saúde em Manaus.” Contra Bolsonaro pesam as frases “E daí”, “Quer que eu faça o quê?”, “Não sou coveiro” e “Minha especialidade é matar”. A favor de Bolsonaro não pesa nada.

“Para que essa ansiedade, essa angústia?”, reclamou o ministro da Saúde (sic), o general Pazuello, que também deverá constar entre os réus a serem julgados pelo Tribunal. Já o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, publicou um tuíte de repúdio ao governo Bolsonaro, em que defende “um julgamento duro e inclemente” por parte do tribunal, para em seguida lamentar ainda não ter elementos para abrir um processo de impeachment. (Transcrito do Humor Político)

pedalada.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub