Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

23
Nov21

Chacina no Salgueiro: Moradores contam que policiais fizeram festa antes e depois de matar moradores

Talis Andrade

 

gilmar chacina.jpeg

 

  • Moradores do Complexo do Salgueiro revelaram que PMs fizeram festa antes e depois de matar moradores

  • Festa teria acontecido a 500 metros de onde os corpos foram encontrados, no mangue

  • OAB do RJ fala em 11 vítimas até o momento

 

 

Uma festa de policiais militar se estendeu ao longo do fim de semana no Complexo do Salgueiro, no Rio de Janeiro – o mesmo local onde houve uma chacina, praticada pelos próprios PMs. Os relatos de moradores foram relevados pelo portal Uol. Eles contam que a festa teria acontecido antes e depois da chacina.

Os policiais militares integram o 7º BPM e fizeram a “celebração” a cerca e 500 metros de onde os corpos foram encontrados. Enquanto a Polícia Civil fala em oito mortos, a Comissão de Direitos Humanos da OAB do Rio de Janeiro afirma que foram encontradas 11 vítimas fatais.

De acordo com informações do Uol, a festa teria acontecido na noite de sábado e também entre a noite de domingo e a madrugada de segunda-feira. Relatos de moradores revelados pelo portal afirmam que participaram cerca de 20 policiais militares. Eles teriam ido a um local chamado Piscina’s Bar na tarde de sábado e ficaram até 22h. No domingo, o grupo voltou por volta das 18h e continuaram a festa até a madrugada.

No local, havia garrafas quebradas, panelas com comida e a piscina tinha sinais de uso. Entre as bebidas, havia uísque e vodca. Moradores ainda revelaram ao portal que, quando alguém passava pela rua, os PMs desejavam “feliz natal”.

Segundo o Uol, moradores também revelaram que dois carros blindados do Bope, os chamados caveirões, foram usados para bloquear as entradas do estabelecimento enquanto a festa dos PMs acontecia.

Pedido de investigação da ONU 

O Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos pediu para que seja feita uma investigação, em um processo independente, sobre a chacina que ocorreu ao longo do fim de semana no Complexo do Salgueiro, no Rio de Janeiro.

Na última segunda-feira (22), famílias tiraram corpos das vítimas da região do mangue após policiais fazerem uma intervenção na comunidade. Até o momento, nove corpos foram encontrados.

No sábado, um policial militar, Leandro da Silva, morreu durante operação no Complexo do Salgueiro e, no dia seguinte, diversos moradores foram assassinados. Familiares e amigos falaram em sinais de tortura nos corpos encontrados. A suspeita é que a chacina tenha sido uma retaliação.

Segundo o Uol, o Alto Comissariado da ONU mostrou preocupação com o ocorrido e pediu a identificação dos responsáveis. “Nosso escritório pede ao Ministério Público que conduza uma investigação independente, completa, imparcial e eficaz sobre essas mortes, de acordo com padrões internacionais”, declarou a porta-voz da entidade, Marta Hurtado.

Sinais de tortura

Segundo a TV Globo, moradores das Palmeiras classificam a ação policial como uma chacina. “Os corpos estão todos jogados no mangue, com sinais de tortura. As pessoas, uma jogada por cima da outra. Estava com sinal totalmente de chacina mesmo”, revelou um morador do local.

Outra moradora afirmou que muitos conhecidos foram mortos pelos PMs. “A gente estava gritando no mangue para ver se consegue tirar, mas todos mortos”, disse.

À TV Globo, uma terceira moradora disse que as mães das vítimas estão entrando na região do mangue para resgatar os corpos. “As mães estão entrando dentro do mangue. Com o mangue acima do joelho para poder tentar puxar os corpos”, detalhou à TV Globo.

Ao jornal Extra, outra pessoa que vive no local revelou que, entre as vítimas, havia pessoas envolvidas com o crime, mas também “pais de família”. Além disso, o morador revelou que não foram encontradas armas junto aos corpos.

“Tinham pessoas envolvidas com o crime? Tinham. Mas a grande maioria não tem nada com o fato. Muitas pessoas estão desfiguradas. Se eles tivessem a intenção de prender, não teriam feito isso. Quem correu se salvou. Essas mortes aconteceram de ontem para hoje. (Os policiais militares) passaram de sábado para domingo e ontem durante o dia eles saíram e voltaram. Se fosse troca de tiros, os jovens não estariam assim. Eles fizeram uma chacina. Resgatamos os corpos e não achamos nenhuma arma. Morreu um PM em um dia e no outro eles fizeram uma chacina."

26
Out18

Novo laudo aponta que vídeo íntimo de orgia de Doria é verdadeiro

Talis Andrade

doria temer 1.jpg

moro-doria-4.jpg

A-Dória-e-Bolsonaro.jpg

bolsonaro família  2.jpg

doria_orgia.jpg

 

 

 

 

 

 

Yahoo - Novo laudo realizado pelo perito criminal Onias Tavares de Aguiar e divulgado nesta sexta-feira, 26, contraria outro laudo feito nesta semana e diz que João Doria é realmente o homem que aparece nas imagens do vídeo íntimo que ganhou as redes sociais nesta semana. O parecer técnico está disponível na íntegra aqui.

.

Metodologia

.

O perito aponta que como metodologia, extraiu todos os frames do vídeo, “ampliando e aplicando técnicas de software para ressaltar os pontos de interesse pericial”.  “O vídeo pode ser dividido em 603 frames (quadros) e considerando tratar de vídeo na velocidade de 30 frames/s o que equivale ao tempo de 20,1 segundos de tempo de duração”, indica.

.

Câmera espiã

.

Sobre a câmera utilizada, ele revela que “se trata de aparelho com características amadoras fixado sobre algum móvel e direcionado para a cama no qual se desenrola a maiorias das cenas”. “As pessoas gravadas agem naturalmente sem preocupações com a câmera indicando não ter o conhecimento de estarem sendo gravados”, indica o perito.

.

João Doria

.

Após analisar imagens em que o candidato aparece, o responsável indica que “a pessoa gravada no vídeo questionado(…) tem suas características compatíveis com as características de imagens pessoais de João Dória, cujas fotos foram analisadas. As análises no campo científico da visão computacional revelam convergências nas proporções (olhos /boca)”.

.

Conclusão

.

“Conclui-se que o vídeo não foi adulterado e nem alvo de qualquer manipulação. Trate-se vídeo autêntico, onde ressaltamos tratar-se de um trecho de 20 segundos de um vídeo maior o qual não foi apresentado para análise”, indica o perito.

 

Confira os principais resultados da análise:

  • As imagens não sofreram quaisquer interpolações sequencias na linha de tempo
  • Ainda que se verifiquem algumas duplicações de imagens, estas não naturais dos algoritmos de compressão de dados e não configuram fraudes. Como demonstrado no corpo do laudo, tais duplicações aparecem tanto nas imagens em o rosto do personagem masculino está exposto quanto nas imagens que o personagem está encoberto pela presença de alguma mulher;
  • Foram constatadas mudanças de contraste e nitidez que também não configura fraude. Trata-se de vídeo baixa qualidade gravados na presença de diversas fontes de luzes (direta e indiretas).
  • Considerando que as mulheres estavam sempre em movimento, qualquer passagem delas entre alguma fonte de luz e objeto focado ocasiona mudança de contrast
  • Foram constatadas granulações de imagens sendo comum em qualquer vídeo amador e de baixa qualidade e sem qualquer outro tratamento.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub