Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

15
Fev20

Bolsonaro inimigo dos professores, dos jornalistas e dos livros

Talis Andrade

Bolsonaro ataca jornalistas.

Jair Bolsonaro voltou a atacar os jornalistas que fazem plantão na saída do Palácio da Alvorada. O ataque deste sábado veio na esteira da revelação do desmonte de metade da biblioteca presidencial para que seja instalado um gabinete com banheiro privativo para que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e a equipe do programa  Pátria Voluntária possam despachar em uma sala sob a vigilância dele.

“Minha esposa faz um trabalho para pessoas deficientes de graça. Arranjei um lugar pra ela trabalhar lá na Presidência, porque é melhor, fica mais perto dos ministros pra despachar. E a verdade é que (inaudível). Estão descendo a lenha que a biblioteca vai diminuir em vez de elogiar a primeira-dama. Quem age dessa maneira merece outra banana”, disse Bolsonaro ao mesmo tempo em que fazia gestos obscenos à imprensa. No último dia 8, Bolsonaro já hava dado uma "banana" para os jornalistas.

bolsonaro livros biblioteca.jpg

A biblioteca da Presidência da República abriga um acervo de 42 mil itens e 3 mil discursos de presidentes. O custo com a “reforma” não foi divulgado e os espaços de estudo, convivência e leitura do local serão praticamente extintos. Há sete meses, os cofres públicos foram abertos para a realização de obras no valor de R$ 330 mil no Ministério da Cidadania com o objetivo de adaptar várias salas para receber Michele e sua equipe. Bolsonaro presenteou a esposa com o Petit Trianon, imitando Temer que gastou milhões com a reforma do Palácio da Alvorada, que viveu austeros tempos quando o franciscano Marco Maciel era vice-presidente. 

Segundo reportagem do blog da jornalista Bela Megale, Michele pouco aparecia para trabalhar.  No final de 2019, o programa Pátria Voluntária foi incorporado pela Casa Civil, que funciona nas dependências do Palácio do Planalto.

Quem nomeia Ricardo Vélez Rodríguez e Abraham Weintraub para comandar o Ministério da Educação odeia professores e estudantes.

O piso salarial dos profissionais da rede pública da educação básica em início de carreira foi reajustado em 12,84% para 2020, passando de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24. 

O reajuste foi anunciado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, em transmissão ao vivo pela internet. Que miséria de ordenado. É o salário do medo e da fome.

O governador do Maranhão Flávio Dino, do PCdoB, anunciou neste começo de fevereiro, que o novo piso salarial para professores que trabalham 40 horas semanais nas escolas do Estado é de R$ 6.358,96. 

Segunda banana

Primeira banana

bolsonaro banana _brum.jpg

bolsonaro livro ministro.jpg

 

 

 

12
Jul19

Blogueiros de Sergio Moro anunciam censura e prisão de jornalistas

Talis Andrade

hacker_suspect__elihu_duayer.jpg

 

Três blogueiros da extrema direita anunciam a prisão da fonte (que eles chamam de hacker, repetindo Sergio Moro e procuradores) das reportagens do Intercepet. Isso é terrorismo mais justificativa antecipada da censura de imprensa pelo governo de ex-fardados e ex-togados de Jair Bolsonaro, o malogrado e complexado capitão. 

Três 'espalhafatos', que dependem de verbas oficiais, avisam, ordenados por Sergio Moro, via Polícia Federal: "O hacker que roubou as mensagens de Deltan Dallagnol vai ser preso". Sacanagem. Esse "vai" pode ser hoje, amanhã, ou dia de são nunca, como Moro fazia nos corredores dos porões da lava jato com os delatores que decoravam os depoimentos, os torturados e depenados "papagaios".

Delações que sempre começavam com o chefe da máfia libanesa Alberto Youssef, que financiava e financia impune, e numa boa, os tráficos internacionais de cocaína e pedras preciosas e moedas. 

Agora mesmo estão armando mais uma arapuca com Youssef, o faz tudo das sujeiras do BanEstado e da lava jato para Sergio Moro e Carlos Fernando dos Santos Lima. Que a Polícia Federal colocou escuta na cela do bandido, que pegou mais tempo de cadeia que "seu" Cabral, e já está leve e solto e podre de rico com amigos advogados da indústria de delações premiadas, com as participações nas multas milionárias e bilionárias, sendo que a vida de crimes não oficiais ficam por conta da adrenalina. Isso tem coisa. Transcrevo do GGN:

No dia que anuncia a prisão do hacker, cinco anos depois de ter sido revelado pela defesa de Alberto Youssef, a existência de um grampo ilegal na antiga cela do doleiro, na Superintendência em Curitiba, foi admitida em relatório produzido por um perito da Polícia Federal. A informação foi confirmada pela Folha de S. Paulo nesta sexta (12).

Segundo o jornal, uma análise feita pela PF mostrou que a escuta instalada sem autorização judicial captou falas de ao menos 3 presos da Lava Jato em 2014. São 260 horas (11 dias) de conversas entre Youssef, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e a doleira Nelma Kodama, amante de Youssef, reponsável pela entrega da grana para financiar o tráfico de cocaína.

A apuração começou a ser feita entre 2015 e 2016, mas “até hoje as circunstâncias da instalação da escuta ainda não foram esclarecidas”, frisou o jornal. Recentemente, a PF voltou a colher, em São Paulo, depoimentos de Youssef para “um processo administrativo disciplinar sobre o agente responsável pela instalação do equipamento de escuta, Dalmey Werlang.” Outro hacker famoso no Brasil ninguém conhece o nome. Foi preso pelo então secretário de Segurança de Alckmin Alexandre de Morais, e tal como aconteceu com Moro, recebeu o ministério da Justiça como prêmio. O sujeito invadiu o celular de Marcela Temer, esposa de Michel Temer. O hacker foi preso com nome falso, e assim julgado. Pegou seis anos de cadeia. Parece Fabrício Queiroz, que depositou dinheiro na conta de Michelle Bolsonaro. Ninguém sabe se está vivo ou morto. Ainda como prêmio, o Sergio Moro espera o mesmo. Ser nomeado ministro do Superior Tribunal de Justiça. 

 

“O advogado de Alberto Youssef, Antonio Figueiredo Basto, disse que não sabia da existência da análise e que a polícia negou o acesso da defesa às sindicâncias.”

Segundo a Veja, numa audiência de julho passado, o doleiro afirmou que Sergio Moro disse a seus advogados que não deu autorização para o grampo na cela. E mais: Os delegados apontados como mandantes da escuta ilegal, agora, ocupam postos de comando na Polícia Federal de Moro. O agente, segundo as perguntas da PF a Youssef, apontou os delegados Igor Romário, Márcio Anselmo e Rosalvo Franco, que atuavam na Lava-Jato naquele período, como os mandantes da ação clandestina.

Inventa o Antagonista super favorável a Bolsonaro e Moro: "Desde que supostas conversas entre os procuradores da Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro começaram a ser publicadas no site The Intercept e em veículos parceiros do site, comparações com os hackers Julian Assange, Edward Snowden e Chelsea Manning foram ventiladas para tentar legitimar ou dignificar os atos criminosos cometidos no Brasil. A ideia subjacente é a de que, ao roubar mensagens privadas e publicá-las, os envolvidos na ação brasileira estariam seguindo a trilha dos que revelaram dados secretos do governo americano em nome da transparência e do combate ao abuso de autoridade. Se este é o caso, então o destino dos hackers estrangeiros deveria servir de aviso. Após desafiar o sistema de Justiça dos Estados Unidos e da Inglaterra, Assange, Chelsea e Snowden levaram a pior. Os dois primeiros estão presos. Snowden só não teve a mesma sorte porque se exilou na Rússia. É um aviso". Também já aterrorizaram com a ditadura da censura, o assédio judicial e degola de jornalistas (Caso mais recente: Paulo Henrique Amorim) 

O Antagonista acredita que só Delta ou D.D. foi invadido, penetrado. Juízes e procuradores outros, que denunciaram que também foram hackeados, mentiram, falsearam. E ameaça o Antagonista, em nome do ministro da Segurança Pública, que a notícia da prisão do "hacker" é "um aviso".

Ora, ora, que os jornalistas podem esperar de um governo que sonha uma ditadura, de um ministro quando juiz fez mais do que campanha eleitoral, prendeu o único adversário que podia derrotar o candidato Jair Bolsonaro? 

247 informa: Na tentativa de tirar a credibilidade das reportagens do Intercept Brasil que revelaram um conluio entre Sérgio Moro e procuradores da Operação Lava Jato, agentes policiais devem prender nas próximas horas o que o ministro da Justiça chama de "hacker", após o vazamento de conversas dele com membros do Ministério Público Federal (MPF-PR). A informação é do site O Antagonista, porta-voz da direita e de Moro.

O jornalista Glenn Greenwald, um dos fundadores do Intercept, revelou que Moro interferiu no trabalho de procuradores quando era juiz da Lava Jato. Chegou, por exemplo, a pedir acréscimo de informações na elaboração de uma denúncia e recomendou a inversão da ordem das operações.

 

 

 

 

01
Ago18

72 detentos sumiram após rebeliões de 2017; MDH suspeita de mortes

Talis Andrade

 

medo morte jornalista legenda.jpg

 

 

Segundo relatório anual do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, órgão que inspeciona penitenciárias e é ligado ao Ministério dos Direitos Humanos, depois das rebeliões em presídios no ano passado, 72 detentos desapareceram. O relatório será divulgados nesta quarta (1º).

 

A versão oficial do governo federal é que os presos fugiram e não foram localizados. Mas o órgão levanta outra hipótese. “Os casos envolvem desde a omissão criminosa do Estado – ao não exercer sua obrigação de empreender investigação e buscas de corpos – até suspeitas fundadas em fortes indícios de práticas de homicídios envolvendo agentes públicos, passando inclusive pela ocultação de cadáver”, diz o relatório.

 

Entre esses desaparecidos do ano 2017 do governo Michel Temer o preso sem nome que deu uma de Sérgio Moro e espionou o celular de Marcela Temer? O preso desconhecido, em um arrumadinho do então secretário de Segurança de Alckmin, ministro Alexandre Morais, pegou mais de seis anos de cadeia, em local ignorado, e sem direito de comunicação com outros presos e familiares.  

 

Até hoje a imprensa não divulgou nenhuma foto do invasor do celular de Marcela, para copiar conversas e fotos e filmetes íntimos. 

 

Ninguém quer saber se o sujeito está vivo ou morto.

 

Leia a íntegra do texto sobre os 72 detentos que nenhum juiz carcereiro à Carolina Lebbos, "a algoz de Lula", quis saber o paradeiro. 

 

 

25
Mai18

Tereza a cunhada de Temer, que teve a nudez castigada, ostenta o carro com tanque cheio

Talis Andrade

fernando cunhada de temer.jpg

 

 

Em meio à maior crise de abastecimento vivida pelo Brasil, causada pela greve dos caminhoneiros, em protestos contra a política de reajuste de preços dos combustíveis de Michel Temer e Pedro Parente, a irmã de Marcela Temer, Fernanda Tedeschi, debochou dos brasileiros nesta sexta-feira, 25.

 

Em vídeo publicado em sua página no Instagram, Fernanda Tedeschi, mostra um marcador de combustível de carro com o tanque cheio. O vídeo, publicado no stories do Instagram de Fernanda, está legendado pela mensagem: "Ostentação".

 

A irmã de Marcela Temer não chegou a usar a rede social para informar ao público onde conseguiu abastecer o carro que aparece na gravação.

 

 

Esta a segunda vez que a irmã mais nova da primeira-dama constrange Michel Temer. Antes do golpe, Marcela posou nua para a Playboy

 

Temer conseguiu que tirar as fotas da revista, e a revista de circulação.

 

 

 

fernanda .png

 

 

 

10
Mai18

Marcela Temer vira piada nas redes sociais por ‘fake news’ sobre salvamento de cão

Talis Andrade

Marcela-Temer-pula.jpg

 

 

 

por Esmael Morais

 

A fake news da Veja sobre o suposto pulo de Marcela Temer no lago para salvar um cachorro virou chacota nas redes sociais e um prato cheio para humoristas. Segundo a publicação da Editora Abril, a primeira-dama teria pulado no Lago Paranoá “de roupa e tudo” para salvar seu cão, Picoly, durante caminhada pelo Palácio Alvorada.

 

LEIA TAMBÉM
Marcela Temer pulou no lago para salvar seu cão; mais uma fake news de Veja?

 

Para o humorista José Simão, cachorro de rico não sabe nadar e que o animal pulou na água para fugir do Vampirão Neoliberalista, isto é, Michel Temer.

 

temer vampiro.jpg

 

temer vampirão.jpg

 

“Cachorro de Marcela tenta o suicídio! Num guentou o Temer!”, tuitou Simão.

 

quinho temer mar 1.jpg

 

Já o jornalista Chico Pinheiro, da Globo, também achou estranha a história contada pela Veja (de que Marcela pulou no lago “de roupa e tudo”). “Eu achava que cachorro sabia nadar”, disse o apresentador do Bom Dia Brasil.

 

LEIA TAMBÉM
PF afirma que capa de Veja é fake news

 

Resumo da ópera: a historinha contada por Veja, além de fake news, foi armada por algum “marqueteiro de D. Pedro I” devido a inverossimilhança.

 

tacho marcela .jpg

 ALGUNS DIAS DEPOIS

 

orlando temer .jpg

 

17
Abr18

A nudez de Roberto Justus candidato a presidente

Talis Andrade

O cara que invadiu o telefone de Marcela Temer pegou mais de 6 anos de cadeia. Está preso com nome trocado em local desconhecido, e nenhum defensor dos direitos humanos aparece para revelar a verdadeira identidade do coitado. Talvez seja o único caso de preso brasileiro, depois da ditadura militar, que foi julgado sem o nome de pia e/ou registro civil.


O ministro Alexandre de Morais, que prendeu o sujeito, botou um codinome no portador das fotos íntimas de Marcela que aparece no processo, também, com nome trocado.


Só não tem nome escondido nessa peça da alta justiça, a juíza que bateu com a vara no lombo do preso: Seis de cadeia, sentenciou a magnânima magistrada.


Nesses tempos de golpe, possívelmente o preso virou arquivo morto. Indigente morto sem nome numa sepultura sem lage.


Nestes tempos de golpe, 131 camponeses, líderes dos sem terra, foram trucidados no governo de Temer. No Rio de Janeiro, com um general interventor, paramilitares assassinaram a vereadora Marielle Franco. 

 
Depois do caso das fotos íntimas de Marcela, temos entre os presidenciáveis a bela esposa de Roberto Justus, cuja nudez jamais será castigada. Nem a de Justus, um dos candidatos de Temer.

-ana-paula-siebert-e-julio-rocha201309171113794283

 

 

Ana Paula.jpg

 

 

Justus, no Programa do Porchat, comentou sobre a possível reeleição do ex-presidente Lula.

 

“Você vê o programa do PT, o Lula falando que o Brasil precisa dele de volta. O que está aqui, o que nós herdamos, 13 milhões de desempregados, a maior crise institucional e política da história do país foi fruto de 12 anos de PT. Ele ajudou bastante essas pessoas, mas numa ilusão: quebrou o país”, disse o empresário ao apresentador.

 

Justus também fez uma promessa polêmica: “Eu sou o primeiro a dizer: se ele voltar, eu pulo do Brasil. Eu mudo do país. Não vou investir no país com um cara desses”, prometeu.

 

Esse palhaço do Justus é uma mistura de Faustão com Huck. É um Bial rico, apresentador do reality show O Aprendiz e A Fazenda, da Rede Record, dos bispos Macedo e Crivella, comprada a Sílvio Santos, com dinheiro do dízimo e do tráfico de drogas da Colômbia.


A TV Record, por sua vez, é a antiga TV Corcovado, comprada com dinheiro "emprestado" de PC Farias, mais de 4 bilhões. Novamente dinheiro do tráfico de drogas, que envolve a família da esposa de Moro. Aliás, um tráfico que Moro não quis ou impediu que fosse investigado, desviando a lava jato de suas origens, que era justamente investigar o tráfico de drogas e diamantes.


Esses partidos de esquerdas são muito incompetentes, ou temem apontar as sujeiras da República do Paraná. Tem muito delegado envolvido com drogas no Paraná e Santa Catarina, com jornalistas jurados de morte e exilados, porque denunciaram. Como acontece com as milícias no Rio de Janeiro, forças paramilitares formadas poe policais da ativa e aposentados ou expulsos do funcionalismo público.

 

 

21
Dez17

Pedido secreto de Marcela Temer a pai de santo

Talis Andrade

O passe do baba Roberval Uzêda em Michel Temer, na convenção do pê do PMDB, foi notícia internacional, para desconforto e escândalo dos pastores evangélicos.

 

Informou Afonso Benites, em El País, da Espanha:

Ao subir no palco do evento, o babalorixá Roberval Uzêda passou folhas de guiné em torno do presidente para “tirar uma macumba” feita com o objetivo que Temer morresse. Enquanto recebia o passe, o presidente abria os braços. Em seu discurso, quando alguém ergueu um outro galho de folhas em direção ao púlpito, Temer agradeceu e disse que as energias o revitalizavam. “Jogaram pesado contra o presidente. O trabalho que foi feito contra o doutor Michel foi para ele morrer”, afirmou o babalorixá na saída da convenção.


Uzêda disse aos repórteres que ele havia sido contratado pelo próprio presidente e pela primeira-dama, Marcela Temer.

BRA_ZH. temer benção centro espírita .jpg

CHARGE. thiago temer.jpg

Uzêda também declarou que estava atendendo “a um pedido da primeira-dama”. O que exatamente Marcela Temer lhe pediu vai ficar entre eles.

presidente-mini.jpg

Temer-mijando-no-Congresso.jpg

DAVID-LUIZ.png

AUTO_sponholz. pinto saco papai noel temer .jpg

21
Dez17

A bancada da Bíblia e os poderes do pai de santo Uzêda

Talis Andrade

a trama .jpg

 A conspiração golpista 

 

Michel Temer possui os santos poderes da bancada evangélica que no Congresso tramou o golpe, votou o impeachment de Dilma Rosseff, a reforma trabalhista e os cortes nos serviços essenciais para o povo.

 

Temer convocou para seu gabinete vários líderes religiosos para o que foi chamado de “culto de posse”.

 

oracoes-por-michel-temer.jpg

 

Estavam na sala de reuniões do gabinete presidencial vários pastores evangélicos, incluindo Silas Malafaia (Vitória em Cristo) e Samuel Ferreira (Assembleia de Deus Brás). Participaram do encontro cristão Dom Edgar Madi e Dom Damaskinos Mansour, representantes da igreja católica maronita, a qual a família Temer é ligada – bem como o arcebispo metropolitano da Igreja Ortodoxa Antioquina.

 

Temer já recebeu a bênção dos principais chefes de igrejas. Mas era preciso mais, um poder maior.

 

O pai de santo fluminense Roberval Uzêda, o “Pai Uzêda”, esteve em Brasília na terça-feira, dia 19, para benzer Michel Temer. Para “tirar os trabalhos de macumba” contra Michel.

 

O ritual ocorreu durante a convenção do PMDB, que mudou o nome para MDB.

 

“Vim a convite do partido, tanto é que estou aqui neste hotel, pago pela legenda”, disse aos repórteres do jornal Metrópoles.

 

Uzêda também declarou que estava atendendo “a um pedido da primeira-dama”. O que exatamente Marcela Temer lhe pediu vai ficar entre eles.

 

pai de santo 1.jpg

pai de santo 2 .jpg

pai de santo 3.jpg

pai de santo 4.jpg

pai de santo 5.jpg

 Que de secreto e íntimo pediu Marcela?

 

 

 

05
Dez17

O Secreto Prisioneiro da Bela, Recatada e do Lar

Talis Andrade

A revista Veja faz a apologia da mulher "bela, recatada e do lar". Da mulher rica, que vive no ócio. A pobre ou da classe média precisa trabalhar fora de casa, sem tempo para descanso, sem tempo para os filhos. Que pela reforma trabalhista de Temer, redigida por Henrique Meirelles, a jornada passou a ser de oito mais quatro horas de trabalho gratuitas.

 

image-1.jpg

 

 

A Veja não faz nada de graça. A reportagem "Bela, recatada e do lar" visava:

 

1 - Apresentar uma Marcela Temer dedicada a cuidar do filho Michelzinho

 

2 - Apagar o escândalo do julgamento kaftiano do cara que ameaçou divulgar filmes e fotos íntimas da primeira-dama. Um julgamento tão secreto que, no processo, a vítima, o acusado e demais pessoas envolvidas aparecem com nomes falsos. Certamente não existe nenhuma referência ao fotógrafo e/ou cinegrafista. O acusado, preso por Alexandre de Moraes, pegou mais de seis anos de cadeia. Não se sabe em que local se encontra incomunicável, ou se continua vivo. Se o nome verdadeiro, desconhecido nome, aparecer em alguma lista de mortos, ninguém saberá quem é esse prisioneiro de Zenda, que talvez use uma máscara de ferro, nome de outro romance célebre que virou filme. Quem sabe se o prisioneiro de Marcela não será também tema literário e cinematográfico no futuro. Bem que a trama merece. Fez a fulminante carreira de Alexandre de Moraes, de advogado do PCC virou secretário de Segurança de São Paulo, cargo que Temer ocupou por três vezes. Alexandre foi promovido a ministro da Justiça, e agora ocupa o cargo supremo de ministro do Superior Tribunal Federal - STF. 

a-devoradora-de-livros_prisoner-of-zenda.jpg

 

 

 

A campanha da Veja vem promovendo estragos. Ainda existem maridos que pretendem manter as esposas apenas dedicadas aos afazeres domésticos. O patriarcal modelo de  "bela, recatada e do lar".

 

BRA^MG_SN. lar mulher assédio violência .jpg

 

 

01
Ago17

Joesley entrava escondido pela garagem do Jaburu e mandou enfeitar de flores um avião para Marcela passear

Talis Andrade

aviao da JBS.jpg

 

 

 

Em julho de 2016, o empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, começou a ser investigado pela Operação Lava Jato, por pagamentos de propinas para o deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, pela liberação de recursos do FI-FGTS.

 

Em 17 de maio de 2017, o Jornal O Globo divulgou que Joesley, em delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato, entregou uma gravação feita na noite de 7 de março de 2017, de uma conversa reservada que teve com o presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu. O diálogo tratava de uma suposta "compra do silêncio" de Cunha.

 

Temer negou o encontro, e revelou não conhecer Joesley que, por sua vez, reafirmou ser amigo pessoal, e que emprestou uma aeronave para Temer, então vice-presidente, viajar com Marcela a Comandatuba. 

 

Joesley contou ter enviado flores para enfeitar o avião para agradar Marcela, o que teria deixado o então vice-presidente  com ciúmes

 

José de Oliveira Cerqueira, de 61 anos, trabalha há 33 como piloto, contou que entregou pessoalmente a Marcela Temer um buquê de flores na entrada da aeronave. 

 

Um dos trechos de conversa gravada por Joesley, Temer recomenda para o empresário entrar no Palácio do Jaburu "sempre pela garagem, viu?".

 

Antes Joesley Batista contou a Michel Temer que não se identificou para entrar, apenas mostrou a placa do carro.

 

"Eu passei a placa do carro", diz Joesley, referindo-se ao fato de ter informado por telefone a identificação de seu veículo para o ex-deputado Rocha Loures, ex-assessor especial de Temer. "Eu sei, sei", respondeu Temer.

 

"... fui chegando, eles abriram, nem dei meu nome. (...) eles viram a placa do carro, abriram, eu entrei, entrei aqui na garagem", relatou o empresário. "É o melhor", comentou o peemedebista.

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub