Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

30
Out20

Bolsonaro faz piada homofóbica: “Virei boiola igual maranhense”

Talis Andrade

Image

 

Presidente se divertia, ao lado de apoiadores, com brincadeiras relacionadas à cor rosa do refrigerante que tomava

 
 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez uma piada de cunho homofóbico durante uma parada em um bar, em visita oficial ao Maranhão nesta quinta-feira (29/10). O chefe do Executivo fez uma parada não programada no município de Bacabeira (MA), tomou refrigerante e disse à pessoa que o estava servindo: “Agora eu virei boiola igual maranhense”.

A fala foi registrada em live transmitida pelo Facebook do próprio Bolsonaro e pode ser ouvida aos 10 minutos e 30 segundos de vídeo.

Bolsonaro tomava um guaraná de coloração rosa e brincou com a cor da bebida ao fazer a piada. “Olha o guaraná cor de rosa do Maranhão, ó. Quem toma esse guaraná aqui vira maranhense”, emendou. Rodeado de apoiadores, muitos deles sem máscara, o presidente também cumprimentou e tirou fotos com os frequentadores do bar.

Nota deste correspondente: Bolsonaro desvaloriza um produto nacional, na mesma semana que assina decreto que torna permanente o benefício fiscal para as multinacionais de refrigerantes da Zona Franca de Manaus. 

 

 
27
Ago20

Mais de 4.000 pessoas com covid-19 morreram à espera por um leito de UTI em seis Estados brasileiros

Talis Andrade

bolsonaro-cloroquina-.jpg

 

 

Dados levantados pelo EL PAÍS mostram como a pressão no SUS alijou pacientes no Rio, Minas, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Bahia e Maranhão durante a crise sanitária

por Beatriz Jucá

- -

Ao menos 4.132 pessoas morreram antes de conseguir chegar a um leito de terapia intensiva para o tratamento de covid-19 durante a pandemia do novo coronavírus em seis Estados brasileiros: Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia e Maranhão. O número, levantado pelo EL PAÍS com dados das secretarias estaduais da saúde, tenta dar pistas sobre o tamanho da pressão sofrida pelo SUS desde fevereiro, quando começou a crise sanitária no Brasil. O jornal procurou as 27 unidades da federação para saber quantas solicitações por uma UTI com perfil de covid-19 foram canceladas por morte do paciente em suas centrais de regulação ― setor que recebe todos os pedidos das unidades de saúde da rede estadual e os distribui conforme vários critérios, incluindo a gravidade do paciente. Essas mais de 4.000 mortes à espera por um leito retratam a situação em menos de um terço do país, já que apenas seis Estados informaram este dado, que pode incluir tanto os casos de desassistência por conta do colapso do sistema de saúde, quanto situações em que pacientes já chegaram tão graves que não houve tempo para colocá-los na terapia intensiva.

Em um país de proporções continentais como o Brasil, a epidemia se desenha em diferentes velocidades ao longo dos últimos seis meses. Os impactos observados até agora são muito distintos entre os Estados, historicamente marcados pela desigualdade que permeia o sistema de saúde. Nos primeiros meses da crise ―especialmente em abril e maio―, Amazonas, Ceará e Rio de Janeiro protagonizaram histórias duras da pandemia, com hospitais superlotados. Registraram longas filas de espera por um leito de UTI, onde são tratados os pacientes com a manifestação mais grave da covid-19. Em alguns locais, unidades de pronto atendimento chegaram a funcionar praticamente como hospitais, improvisaram leitos de estabilização para pacientes que precisavam ser entubados e instalaram até contêineres frigoríficos para armazenar corpos. Simplesmente não havia leitos de UTI suficientes para atender à demanda, embora gestores locais afirmassem que trabalhavam para expandir o sistema de saúde. Desde então, taxas de ocupação hospitalares têm caído, seja por sinais de arrefecimento de casos graves que demandam internação ou pelas vagas de UTI criadas durante a crise. (Continua)

23
Mar20

Marco Aurélio suspende cortes no Bolsa Família na região Nordeste

Talis Andrade

quarentena coronavirus_thiagolucas.jpg

 

Por Fernanda Valente

Configura postura discriminatória promover cortes na transferência direta de renda por meio do programa Bolsa Família a apenas uma região do país. Assim entendeu o Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, ao determinar a suspensão dos cortes na região Nordeste.

A decisão, da última sexta-feira (20/3), acolhe pedidos dos Estados da Bahia, do Ceará, do Maranhão, da Paraíba, de Pernambuco, do Piauí e do Rio Grande do Norte. Eles sustentaram que entre maio e dezembro de 2019 houve a redução da concessão dos benefícios na região.

De acordo com a ação, foram destinados à Região Nordeste 3% dos novos benefícios e 75% às Regiões Sul e Sudeste. Os estados dizem ser "inexplicável a dissonância".

Ao analisar o pedido, o ministro considerou que há um estado de calamidade pública no país e que a concentração de cortes do benefício na Região Nordeste configura discriminação. Na decisão, ele determina que a União justifique quais foram os critérios adotados para os cortes.

"A postura de discriminação, ante enfoque adotado por dirigente, de retaliação a alcançar cidadãos – e logo os mais necessitados –, revela o ponto a que se chegou, revela descalabro, revela tempos estranhos. A coisa pública é inconfundível com a privada, a particular. A coisa pública é de interesse geral. Deve merecer tratamento uniforme, sem preferências individuais. É o que se impõe aos dirigentes. A forma de proceder há de ser única, isenta de paixões, especialmente de natureza político-governamental", diz Marco Aurélio. 

Clique aqui para ler a decisão

 

15
Dez19

Quarto assassinato de indígena Guajajara no Brasil repercute na França

Talis Andrade
A líder Sônia Guajajara (centro) denuncia mais "um crime brutal" contra a etnia Guajajara.
A líder Sônia Guajajara (centro) denuncia mais "um crime brutal" contra a etnia Guajajara. 
THOMAS SAMSON / AFP
11
Dez19

Em novo ataque a tiros, dois caciques Guajajara são mortos no Maranhão

Talis Andrade

Corpo-de-Firmino-Prexede-Guajajara.jpg

 

"Aquela menina lá… De fora lá… A Greta! A Greta já falou, inclusive, que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia", disse Jair Bolsonaro em tom irônico. "É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessas aí, uma pirralha", complementou.

A raiva do presidente foi porque a pirralha Greta Thunberg denunciou a morte de dois caciques Guajarara no Maranhão.

 

Por Elaíze Farias 

Amazona Real

A imagem acima mostra o corpo do cacique Firmino Prexede Guajajara, de 45 anos, da aldeia Silvino (Foto: Mídia Índia)


Manaus (AM) – Um grupo de indígenas do povo Guajajara foi atacado a tiros de revólver, por volta das 12h40 (horário de Brasília) deste sábado (07), enquanto percorria em motocicletas um trecho da rodovia BR-226 próximo à aldeia El Betel, na Terra Indígena Cana Brava, no município de Jenipapo dos Vieiras, no Maranhão. No ataque morreram dois caciques: Firmino Prexede Guajajara, de 45 anos, da aldeia Silvino (TI Cana Brava), atingido por quatro disparos, e Raimundo Benício Guajajara, de 38 anos, da aldeia Descendência Severino, Terra Indígena Lagoa Comprida, segundo informou a liderança Magno Guajajara à agência Amazônia Real. Dois indígenas ficaram feridos.

Conforme informações do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) no município de Barra do Corda, os feridos são Neucy Cabral Vieira, da aldeia Nova Vitoriano, e Nico Alfredo, da aldeia Mussun, da TI Cana Brava. Eles estão sendo atendidos na Unidade de Pronto Atendimento de Barra do Corda.

Neucy Vieira tem perfuração na perna e foi submetido à sutura e deve ter alta neste domingo. Nico Alfredo tem perfuração na região do glúteo, com suspeita de hemorragia interna, e deve ser transferido para o Hospital Socorrão, no município de Presidente Dutra. Não há informações sobre quem são os criminosos. Segundo as testemunhas, os atiradores estavam dentro de um veículo Gol branco quando começaram a disparar contra os indígenas.

Após o ataque, os indígenas Guajajara iniciaram um protesto na rodovia BR-226 no início da tarde deste sábado, impedindo o acesso ​de veículos na rodovia. “O clima está tenso aqui”, revelou Magno Guajajara.

Protesto-Guajajara-.jpgO protesto fechou a BR-226 

 


Este é o segundo ataque a tiros contra indígenas Guajajara em menos de dois meses. No dia 1º de novembro, o guardião da floresta Paulo Paulino Guajajara, 26 anos, foi assassinado em um ataque de madeireiros na Terra Indígena Arariboia. O indígena Laércio Guajajara ficou ferido. Ele e mais dois Guardiões da Floresta ingressaram no Programa de Proteção à Testemunha devido às ameaças que sofrem no território. Os Guardiões da Floresta são defensores e atuam monitorando e combatendo a exploração ilegal de madeira nas terras indígenas do Maranhão.

No ataque de novembro também morreu, segundo a Polícia Federal, durante um confronto com os indígenas, o madeireiro Márcio Greyck Pereira. As circunstâncias dos crimes estão sendo investigadas pela polícia.

Os assassinatos de indígenas Guajajara acontecem no momento em que a coordenadora-executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), Sonia Guajajara, está participando de protestos internacionais denunciando a situação de ausência de poder público e invasão para exploração de madeira nos territórios indígenas brasileiros.

“Mais dois parentes Guajajaras foram assassinados hoje no Maranhão. Basta de vítimas, não queremos mártires, queremos vozes vivas! Toda solidariedade aos parentes da terra indígena Cana Brava”, declarou Sonia Guajajara, em sua conta no Twitter nesta tarde.

Em sua conta no Twitter, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, se manifestou sobre o ataque e se solidarizou com as vítimas e os familiares. Ele disse que a Polícia Federal “já enviou uma equipe ao local e irá investigar o crime e a sua motivação”. Ele disse também vai “avaliar a viabilidade do envio de equipe da Força Nacional à região”.

“Lamento o atentado, ocorrido hoje no Maranhão, que terminou com dois índios guajajaras mortos e outros feridos. Assim que soube dos tiros, a Funai foi até a aldeia tomar providências, junto com as autoridades do governo do Maranhão”, afirmou no Twitter.

A Secretaria do Estado de Direitos Humanos e Participação Popular do Maranhão divulgou nota dizendo que está acompanhando o caso junto à Secretaria de Estado de Segurança Pública e representantes da Funai.


Caciques estavam em reunião

Ataque-aos-Guajajara.jpg

O indígena Nelsi Olímpio Guajajara levou um tiro na perna e escapou com vida (Foto: Mídia Índia)

 


Segundo Magno Guajajara, os indígenas foram atacados quando voltavam de uma reunião na aldeia Coquinho​, onde se encontraram com diretores da Eletronorte Energia.

Na reunião, da qual participaram 60 caciques e lideranças Guajajara, os indígenas discutiram temas sobre as compensações de impactos ambientais de obras de linhas de transmissão que existe dentro território, segundo o coordenador da Funai (Fundação Nacional do Índio) no Maranhão, Guaraci Mendes.

“Estávamos tratando do assunto da Eletronorte. Ao finalizar a reunião​, os indígenas voltaram para casa de moto. Numa descida ​na ladeira, os parentes foram abordados e alvejados. Simplesmente atiraram nos parentes. No trajeto, baixaram o vidro e olharam​ para identificar se​eram indígenas. Aceleraram e atiraram. Foi um tiro fatal. Ninguém sabe por que ocorreram esses disparos, essa violência, essa manifestação de ódio”, afirmou Magno Guajajara à Amazônia Real.

Guaraci Mendes contou à reportagem que enviou equipes para o local e comunicou o caso à Polícia Federal no Maranhão, que já está em campo para as investigações. Os corpos serão periciados pelo Instituto Médico Legal (IML) antes do enterro dos caciques. Mendes também relatou como soube do atentado.

“Meu colega [da Funai] foi participar da reunião, mas depois vi que havia esquecido um documento. Pedi para o Magno entregar. Em dez minutos que ele sai, o Magno me liga: ‘Guaraci, acabaram de matar dois parentes. Tem dois baleados. A gente viu​ o carro, ele abriu fogo e fugiu’. Já mandamos as equipes e procuramos a polícia e agora estamos aguardando mais informações”, disse Mendes.

O coordenador da Funai destacou que “apenas as principais lideranças Guajajara estavam reunidas para tratar dos recursos da compensação com a Eletronorte” e este fato lhe chamou atenção.

“Era toda a cúpula, caciques e lideranças, da Terra Indígena Cana Brava. Parece que foi ação planejada”, afirmou Mendes. (Colaboraram Izabel Santos, Kátia Brasil, Alberto César Araújo e Elvira Eliza França)

 

 

09
Mai19

SABE PARA ONDE OS ENTREGUISTAS, TEMER E BOLSONARO, MANDAM O LUCRO DA PETROBRÁS? PARA OS EUA E SEUS ALIADOS!

Talis Andrade

 

pre sal petroleo era nosso.jpg

 

por Emanuel Cancella

___

O lucro da Petrobrás caiu 42% e vai cair muito mais (1).
 
Quando o golpista Michel Temer colocou o tucano Pedro Parente, para presidir a Petrobrás, estranhou-se que a Lava Jato, que diz investigar corrupção na Petrobrás, tenha ficado calada, pois Pedro Parente é réu desde 2001, na venda de ativo na Petrobrás, quando dera um rombo de R$ 5 BI na companhia (3).
 
Assim Pedro Parente tirou da Petrobrás e entregou aos gringos as áreas mais estratégicas, empregatícias e lucrativas tais como  Petroquímica, Fertilizantes, gás e biocombustíveis. Olha para onde está indo o lucro agora (2)!
 
Bolsonaro, que dissera no programa do Jô que fuzilaria FHC porque ele estava vendendo as estatais e entregando nosso petróleo, está fazendo o mesmo agora. Precisamos não fuzilar Bolsonaro, mas detê-lo (4).
 
Bolsonaro, que já anunciou a venda dos Correios, anuncia também a venda da metade das refinarias da Petrobrás e da Cessão Onerosa do pré-sal (5,6,7).
 
A Cessão Onerosa do pré-sal possui mais de 15 Bi de barris de petróleo. O entreguismo de Bolsonaro tem lógica, pois se vai entregar o pré-sal para que refinarias?
 
Lula e Dilma queriam construir duas refinarias a do Maranhão e do Ceará, que nos dariam além da autossuficiência na produção do petróleo, teríamos também a do refino.
 
Pasmem! Pedro Parente, baseado em denúncia da Lava Jato em superfaturamento na construção das refinarias do Ceará e Maranhão, mandou cancelar as obras (8). Se a decisão fosse para beneficiar o país teria que mandar prender os corruptos, mantendo as obras.

parente moro foto vanessa carvalho.jpg

Pedro Parente e o casal Sergio Moro em um banquete em Nova Iorque

 
Com isso, sem as refinarias do Ceará e Maranhão, em apenas quatro meses, EUA lucram R$ 7 bi em vendas de diesel para o Brasil (9). E Bolsonaro ainda anuncia a venda da metade das refinarias da Petrobrás.
 
Diante disso deduz-se para onde está indo o lucro da Petrobrás. Imagine o lucro dos EUA com o Brasil vendendo a metade das suas refinarias?
 
Se na Venezuela estão ameaçando uma guerra para usurpar o petróleo, no Brasil Temer e Bolsonaro, sem qualquer ameaça,  entregam a Petrobrás aos EUA e seus aliados.  A submissão de Bolsonaro aos EUA consegue superar a de Temer.
 

Bolsonaro, além de entregar a Petrobrás, quer fazer guerra com a Venezuela para que os EUA, com a derrubada do presidente Nicolás Maduro, aproprie-se do petróleo venezuelano. Para quem não sabe, os EUA para derrubar Maduro usam o engodo da ajuda humanitária, mas o fato é que a Venezuela possui as maiores reservas de petróleo do planeta (10).

rafael guerra do petroleo venezuela pre sal.jpg

 

Fonte:

1https://www.infomoney.com.br/petrobras/noticia/8294924/lucro-da-petrobras-petr4-cai-42-e-fica-em-r-403-bilhoes-no-1-trimestre

2http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2016-09/petrobras-deixara-setores-de-biocombustiveis-petroquimica-e-fertilizantes

3https://www.redebrasilatual.com.br/blogs/helena/2016/06/presidentes-da-petrobras-e-do-bndes-sao-reus-em-acao-por-rombo-bilionario-9872.html

4https://www.esmaelmorais.com.br/2018/12/bolsonaro-defendeu-fuzilamento-para-quem-privatiza-estatais-assista/

5https://www.brasil247.com/pt/247/economia/391552/Bolsonaro-anuncia-privatiza%C3%A7%C3%A3o-dos-Correios-e-cita-'Foro-de-SP'-como-justificativa.htm

6https://exame.abril.com.br/economia/governo-quer-arrecadar-r-1065-bilhoes-com-leilao-da-cessao-onerosa/

7ttps://g1.globo.com/economia/blog/joao-borges/post/2019/04/16/petrobras-vendera-metade-das-refinarias-a-partir-de-junho.ghtml

8https://veja.abril.com.br/economia/no-maranhao-petrobras-deixa-esqueleto-de-uma-quase-pasadena/

9https://www.fup.org.br/ultimas-noticias/item/22709-em-apenas-quatro-meses-eua-lucram-r-7-bi-em-vendas-de-diesel-para-o-brasil

10https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_pa%C3%ADses_por_reservas_de_petr%C3%B3leo

 

Privatizacao-de-Refinarias.jpg

petrobras abreu e lima refinaria.jpg

 

 

25
Ago18

Lula tem 67% das intenções de voto no Maranhão

Talis Andrade

Haddad reforçou compromisso com a candidatura de Lula e cobrou Brasil cumpra as determinações do comitê da ONU

 

haddad.jpg

 

A campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou na noite dessa sexta-feira (24/08) em São Luis do Maranhão. Falando ao público, Fernando Haddad, vice-presidente na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva e seu porta-voz, voltou a defender a candidatura de Lula e reafirmou que o Brasil precisa respeitar a decisão da Organização das Nações Unidos (ONU), que determinou que Lula seja candidato à Presidência da República.

 

Sobre a determinação da ONU, Haddad afirmou que ela é obrigatória, uma vez que o Brasil é signatário do Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos da ONU e de seus protocolos Facultativos, que foram aprovados no Congresso Nacional e portanto têm força de lei. E é essa lei que está exigindo que Lula seja candidato à presidência.

 

Haddad relembrou de quando foi Ministro da Educação. “Eu tive o prazer de vir com Lula para o Maranhão para inaugurar escolas técnicas, ampliar universidades. A gente vinha trazer notícia boa para o estudante, para o trabalhador. O povo só pede oportunidade de estudo e trabalho. E se você garantir isso o Brasil decola”.

 

O porta-voz do ex-presidente disse que ainda que independentemente do que vai acontecer nas próximas semanas, o compromisso com a candidatura de Lula tem que continuar. “Nós não vamos arredar o pé até que Lula suba a rampa do Planalto de novo. Isso é compromisso com a soberania popular”.

 

No mesmo ato, a deputada Manuela D’Ávila também pediu aos apoiadores que percorram as ruas do estado levando as ideias do ex-presidente. Segundo ela, somente Lula será capaz de colocar o país no caminho do desenvolvimento outra vez. “Nós temos uma missão muito grande nos próximos 44 dias. Temos a obrigação de levar essa campanha para às ruas porque o melhor presidente do Brasil está preso injustamente”, disse.

 

O atual governador e candidato a reeleição ao governo do Maranhão pelo PCdoBFlávio Dino, do PCdoB, lembrou que Lula tem 67% das intenções de voto no Estado. “O sentido dessa noite histórica é sermos porta vozes da esperança, da igualdade. O povo do Maranhão sabe que o Lula solto é eleito no primeiro turno”.

 

 

 

15
Nov17

O estuprador de Thalia solto e o de Thayná preso

Talis Andrade

jose meireles.jpg

meireles pai sou dono thalia.jpg

 

 O estuprador José Meireles da Silva continua solto na cidade de Igarapé do Meio, sem que as autoridades e a imprensa do Maranhão apresentem qualquer explicação para tanto descaso e irresponsabilidade. Quando se sabe que todo tarado sexual sempre volta a atacar.

 

José Meireles estuprou a própria filha Thalia Mendes Meireles, que morreu na Quinta-Feira Santa deste ano, aos 15 anos, em Monção.

 

Thalia estudava na escola Horas Alegres em Santa Inês, e era violentada desde os doze anos, e deixou carta historiando os abusos sexuais. 

 

Inteligente, estudiosa, Thalia escrevia um romance.  Leia no arquivo deste Correpondente as poesias de Thalia.  

 

BRA_AGAZ- Thayná 1.jpg 

BRA_NOTA- Hayná 2.jpg

BRA^ES_AT- Thayná.jpg

 

 

Para um criminoso ser preso no Brasil, que tem uma tradição de incesto, que não é crime, e uma cultura de estupro, se faz necessária a movimentação da família, dos moradores do bairro, e dos colegas de escola da vítima. 

 

Foi o que aconteceu no caso da estudante Thayná Andressa de Jesus Prado, de 12 anos, que estava desaparecida desde o dia 17 de outubro, quando foi vista pela última vez no bairro Universal, em Viana, na Grande Vitória.


Thayná morava no bairro Ipanema, vizinho ao bairro Universal. Desde o dia que a menina desapareceu, a mãe dela, Clemilda Aparecida de Jesus, começou uma busca incansável.

 

Ademir Lúcio Ferreira, que teve a prisão decretada por sequestrar a menina Thayná, também é acusado de um outro caso, de sequestro seguido de estupro. 


O crime aconteceu três dias antes do sequestro de Thayná.

 

O delegado Lorenzo Pazolini, da DPCA, disse que a menina de 11 anos também foi abordada no bairro Universal, em Viana. A adolescente havia saído de casa para ir ao supermercado a pedido da mãe.
Ademir estava no mesmo Gol prata em que foi visto abordando Thayná. O acusado ofereceu uma carona para ela até o supermercado, mas assim que a menina entrou, desviou o caminho.


Segundo as investigações, ele levou a adolescente para um depósito de material de construção, onde estuprou a adolescente dentro do carro. Ela foi abandonada no meio da rua depois do crime e precisou ser hospitalizada.

 

A menina ainda estava internada até o final da última semana, segundo o delegado, que não soube informar o estado de saúde dela atualmente. 

09
Out17

Como Sarney ganhou uma ilha de presente do céu

Talis Andrade

ilha sarney 1.jpg

 

 

Estava Sarney dormindo na beira da praia de São Luís

quando acordou viu uma encantada ilha submergindo das profundezas das águas

Deslumbrado com tanta beleza disse para as sereias do mar

- Essa ilha é minha por concessão divina de quem viu primeiro de quem pediu primeiro

De tão bonita a ilha o povo imagina que tudo foi um sonho

quando Sarnery estava acordado que o rei nunca dorme em serviço

pronto para apontar com o dedo tudo que no ar mar e terra avista

 

 

ilha sarney 2.jpeg

ilha sarney 3.jpeg

 

 Mais fotos da luxuosa ilha de Sarney aqui 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub