Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

27
Mai19

Fraude no Lattes: Witzel confundiu Harvard com Havan

Talis Andrade

fraude-no-lattes.jpg“Não sabia que o véio da Havan agora vendia diploma também”, afirmou Ciro Gomes ao saber do caso

 

por Piauí Herald

Ilustração Paula Cardoso

---

GRÁVIDA DE TAUBATÉ – Um gabinete de crise foi montado no Palácio Guanabara, sede do governo estadual do Rio de Janeiro, para explicar por que o governador Wilson Witzel teria inventado que estudou em Harvard. “Se ele mentisse dizendo que foi do Bope, da Brigada Paraquedista ou dublê do Vin Diesel, a gente até entenderia”, explicou um assessor. “Mas Harvard? Que que um cara que quer ser presidente do Brasil ganha inventando que estudou em Harvard?”

 

Horas depois, o mistério foi desfeito: Witzel teria confundido a universidade de Harvard com uma ida às lojas Havan, onde participou de um institucional em homenagem ao decreto das armas. “Foi culpa da Estátua da Liberdade que tem na frente da loja, e daquele careca, dono da loja, que parece um reitor”, explicou o próprio Witzel, após ter seu curriculum lattes abatido por um sniper. “E eu estava meio desorientado, descendo do helicóptero depois de metralhar uma comunidade.”

 

Witzel afirmou ter feito os cursos de Bolsonarismo 1, 2 e 3 durante seu período de estudos na loja: “Isso me deu uma formação sólida para o uso do Twitter, além de um network com todos os influenciadores das milícias do Rio.” Em seguida virou-se para uma câmera e disse: “E a Havan entende tanto quanto a Harvard quando o assunto é economia!” O MP do Rio de Janeiro instaurou um inquérito para investigar o merchan feito pelo governador.

 

Relacionado

Dallagnol e Witzel mentem sobre Harvard

por Luciano Kayser

Doutorado-Harvard.jpg

Coxão e Coxinha: Brasileiros em Harvard
por Jota Camelo

Coxao-e-Coxinha-em-Harvard-EUA lawfare.jpg

Por que os políticos mentem no Currículo?

por Zop

mentira currículo zop.jpg

Diploma do 'dotô' Witzel

por Gervasio Castro

gervasio diploma witzel.jpg

 

23
Mai19

Deputado diz que procurador cometeu infração disciplinar se mentiu sobre ‘mestrado em Havard’

Talis Andrade

Depois de burlar a lei para ser procurador, Deltan Dallagnol também incluíu uma informação falsa em seu currículo 

dallas jejum encorajamento .jpg

 

Carta Campinas - O deputado Wadih Damous (PT), que é advogado e ex-presidente da OAB-RJ escreveu no Twitter que Dallagnol tem obrigação legal e moral de exibir o seu diploma de Harvard. “Você estudou lá de fato ou é mera convicção de que o fez? Você sabe que, se mentiu para o público, pode ter praticado infração disciplinar grave. Todos aguardam com ansiedade a prova de que lá estudou”, escreveu.

dallagnol propagando mestrado.png

 

Em artigo, Jeferson Miola também tratou do tema:

.

Dallagnol tem de provar que não fraudou currículo com falso mestrado em Harvard

.

Dallagnol burlou a lei para se tornar procurador da República

jejum .jpg

 

Em julho de 2017, o jornalista Reinaldo Azevedo revelou que o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, burlou a legislação para se tornar procurador.

 

Segundo o jornalista, ele prestou o concurso para o Ministério Público e foi aprovado, mas não poderia assumir o posto de procurador da República porque a Lei Complementar 75/93 exigia, à época, pelo menos 2 anos de formação como bacharel em Direito. Dallagnol só tinha 1 ano de formado quando tomou posse, em janeiro de 2003.

 

Em 2004, esse dispositivo foi alterado com a Emenda Constitucional 45 e o tempo de formação exigido para o cargo público passou a ser ainda maior: de 3 anos. O procurador é defensor de um pensamento teológico-jurídico.

 

Milagrosa liminar: com 21 aninhos DD virou procurador

 

No entanto, o pai de Dallagnol, segundo Azevedo, é ex-procurador de Justiça do Paraná e atuou como seu advogado. Ele “obteve da Justiça Federal do Estado uma milagrosa liminar para que o jovem filhote, de 21 aninhos, pudesse prestar o concurso no mesmo ano em que colou grau: 2002.”

 

O procurador Deltan Dallagnol, usando a estrutura do Ministério Público Federal para rebater uma questão pessoal, nega que tenha infringindo uma lei ao tomar posse como procurador da República em 2003, um ano após ter passado em um concurso público no Paraná.

 

Quando o Tribunal Regional Federal da 4ª Região foi avaliar a apelação da União no caso de Dallagnol, em 6 de fevereiro de 2004, o procurador já tinha 2 anos de formado e, por isso, a questão foi entendida como prejudicada.

 

Dallagnol assinou a acusação contra Lula, julgada por Sergio Moro, que recebeu em troca o cargo de ministro da Segurança Pública. Lula preso possibilitou a eleição de Jair Bolsonaro.

 

DD é um procurador parcial. Tanto que anunciou que estava jejuando e rezando para Lula ser preso

 

dallagnol santo de pau oco .jpg

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub