Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

O CORRESPONDENTE

25
Ago23

Pastor Feliciano ataca Eliziane Gama e quem tem mais de três CPFs e amigo de Renan Bolsonaro possui dez

Talis Andrade
 
 
 
Image
 

247 - Perfis nas redes sociais deixaram a sigla "CPFs" no trending topic (tópico em tendência), um dos principais assuntos do Twitter. Internautas repercutiram a informação de que o empresário Maciel Carvalho, amigo de Jair Renan Bolsonaro,  chegou a ter 10 registros de Cadastros de Pessoa Física. Carvalho foi preso na manhã desta quinta-feira (24), em Brasília (DF).

Policiais civis do Distrito Federal apreenderam um celular, um disco rígido (HD) e anotações de Jair Renan, filho de Jair Bolsonaro (PL). Investigadores apuram crimes de lavagem de dinheiro, falsificação de documentos, evasão fiscal e lavagem de dinheiro.

Internautas reagiram à descoberta dos CPFs por investigadores. "Amigo do filho mais novo do inelegível tinha 10 CPFs. Impressionante como esse pessoal anda com tantos criminosos, mas não estão envolvidos em nada, né?", escreveu um perfil no Twitter. Confira as reações abaixo:

Image
 

ELIZIANE GAMA E MARCO FELICIANO BRIGAM DURANTE SESSÃO DA CPMI

por CAIO LUIZ

A relatora da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Atos Golpistas, senadora Eliziane Gama (PSD-MA), disse nesta quinta-feira (24) que o deputado Marco Feliciano (PL-SP) é misógino e que não o considera um pastor evangélico pelo modo como tratava as mulheres no Congresso Nacional.

Eliziane o chamou de hipócrita e fariseu por pregar falsas palavras. A relatora lembrou que que vendia cachorro quente para subsidiar a vinda de Feliciano ao Maranhão para pregar na igreja que ela faz parte.

Marco Feliciano usou seu tempo de fala para inquirir o sargento Luis Marcos dos Reis para trocar farpas com a relatora em continuidade a uma briga que os dois tiveram na terça-feira (22) sobre a quebra de sigilo da deputada Carla Zambelli (PL-SP). A sessão foi cancelada pelo presidente Arthur Maia na ocasião.

A lavação de roupa suja entre os parlamentares assumiu um caráter pessoal e de ataques religiosos. Marco Feliciano acusou a deputada de usar o fato de ser mulher para poder atacá-lo sem qualquer reprimenda.

O clima ficou tenso, pois a relatora disse que desde o começo da CPMI o deputado a olha com ódio e isso o desclassifica como cristão, uma vez que ele não tolera o modo como conduz a comissão e não a respeita.

"O senhor não merece ser chamado de pastor", afirmou a relatora da CPMI dos atos golpistas, em resposta aos ataques de Feliciano

 

Ana Gabriela Sales

jornalggn@gmail.com

A relatora da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos atos golpistas, senadora Eliziane Gama (PSD-MA), respondeu aos ataques do deputado Pastor Marco Feliciano (PL-SP), durante a sessão desta quinta-feira (24). 

A comissão ouve o depoimento do sargento do Exército, Luís Marcos dos Reis, ex-integrante da equipe da Ajudância de Ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Durante a sessão, Feliciano usou seu tempo de fala para dizer que a CPMI está “rotulada” e que Gama já está com o relatório dos trabalhos “pronto” e já sabe quem vai ser indiciado. 

Eliziane, por sua vez, afirmou que Feliciano busca provocá-la desde o início dos trabalhos e que ainda não havia discutido com Feliciano porque tinha respeito ao título de pastor. 

“Desde o primeiro dia que eu cheguei a essa comissão o senhor me provoca. O senhor me olha com um olhar carregado de ódio“, disse a senadora. “Eu nunca respondi ao senhor, mas quero dizer que o senhor se tornou uma pessoa abjeta, misógina. O tratamento que o senhor dá às mulheres nesta Casa é surreal”, completou.

“O senhor é pastor, mas, como o senhor me disse na última reunião, o senhor me pediu para eu não lhe chamar de pastor. De fato, o senhor não merece ser chamado de pastor“, continuou a relatora.

“Um pastor não é carregado de ódio, não olha para as pessoas com o olhar que o senhor olha para esta mesa. [Mas] seu olhar não me intimida”, destacou Gama. “Que Deus tenha misericórdia das mentiras que o senhor profere aqui, se escondendo atrás do púlpito como pastor”, completou.

Em resposta a Eliziane, o deputado disse que ela “ataca a sua religião e a sua fé“. “O diabo conhece tanto a bíblia quanto a senadora conhece“, disse Feliciano. “Ela é uma mentirosa contumaz“, finalizou.

O embate é consequência de uma reunião conturbada do colegiado, que ocorreu na última terça-feira (22) e levou ao cancelamento da sessão. Segundo Eliziane, na ocasião, Feliciano gritou e ela pediu que ele a respeitasse. 

Ainda, segundo a senadora, após o final da discussão o deputado teria pedido perdão, mas resolveu fazer publicações contra ela nas redes sociais, que respondeu com outra publicação. 

“O diabo é o pai da mentira e a verdade liberta. Marco Feliciano assuma seus atos e diga a todos que quem partiu para cima de uma mulher foi o senhor”, escreveu a senadora, no antigo Twitter, novo “X”.

Reinaldo Azevedo: Sem ter o que dizer, Feliciano tumultua CPI; Eliziane responde

Image

 

24
Ago23

PF apreende celular e HD de Jair Renan, investigado por estelionato, falsificação de documentos, sonegação e lavagem de dinheiro

Talis Andrade
Jair Renan
Jair Renan (Foto: Reprodução/Instagram)

 

Filho ‘04’ de Bolsonaro não estuda nem trabalha. Leva vida maneira de príncipe herdeiro, que o dinheiro cai do céu

 

247 - O advogado de Jair Renan Bolsonaro, Admar Gonzaga, comunicou ao Poder 360 nesta quinta-feira (24) que a Polícia Civil do Distrito Federal efetuou a apreensão do celular, um disco rígido (HD) e anotações pertencentes ao filho de Jair Bolsonaro (PL). Essas ações ocorreram no âmbito das diligências realizadas em relação a alegações de lavagem de dinheiro. >>> Polícia do DF cumpre mandado de busca e apreensão contra Jair Renan Bolsonaro

Por meio de um comunicado, Gonzaga declarou que Renan recebeu a notícia com surpresa, mas que mantém tranquilidade absoluta diante da operação em curso. “Não houve condução de Renan para depoimento ou qualquer outra medida. A defesa informa que foi recém-constituída, e que, por isso, não obteve acesso aos autos da investigação ou informações sobre os fundamentos da decisão”. Admar Gonzaga foi ministro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entre 2017 e 2019, nomeado por Michel Temer (MDB). >>> E-mail em poder da CPMI mostra que 'Renan' tinha autorização de Bolsonaro para "selecionar" e "levar" presentes da Presidência

Renan Bolsonaro está sob investigação por suspeita de envolvimento em estelionato, falsificação de documentos, evasão fiscal e lavagem de dinheiro. Além dele, outras duas pessoas também foram alvo das buscas realizadas na manhã desta quinta. Conforme informações da Polícia Civil, foram executados dois mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão em localidades como Brasília e Santa Catarina. >>> Quem é Maciel Carvalho, amigo e instrutor de tiro de Jair Renan preso nesta quinta

A investigação delineou que o grupo operava por intermédio de um testa de ferro e de entidades fictícias. As autoridades policiais alegam que os suspeitos utilizavam a identidade falsa de Antônio Amâncio Alves Mandarrari para abrir contas bancárias e estabelecer-se como proprietários de entidades jurídicas fictícias. “Os policiais civis ainda descobriram que os investigados forjam relações de faturamento e outros documentos das empresas investigadas, usando dados de contadores sem o consentimento destes, inserindo declarações falsas com o fim de alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante, além de manter movimentações financeiras suspeitas entre si, inclusive com o possível envio de valores para o exterior”, diz a polícia.

A ação policial recebeu o nome de "Nexum," fazendo referência ao antigo instituto contratual do direito romano, que simbolizava a transferência de dinheiro e a transmissão simbólica de direitos. No total, 35 agentes da Polícia Civil de Brasília e Santa Catarina participaram das operações de busca.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub