Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

11
Abr22

Basta de ordem unida vamos aprender a dançar e cantar o frevo

Talis Andrade

frevo.jpg

Nenhuma descrição de foto disponível.

Flaira Ferro

 

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares.

O Estado do Paraná da supremacia branca, do racismo, do conservadorismo, do prefeito de Curitiba que tem nojo de pobre, do Ratinho pai que ameaça mulheres de morte, do Ratinho Filho também podre de rico, seguindo a política da extrema direita do governador Richa, danou-se a criar escolas cívico-militares. Foi a represália, o castigo imposto pela ousadia dos estudantes com o Movimento Ocupa Escola.

As escolas cívico-militares é uma pobre compensação, que nas escolas militares impera o corporativismo. A prioridade das matrículas uma herança dos filhos dos militares. 

As escolas cívico-militares ensinam ordem unida, valores do conservadorismo caduco da Tradição, Família, Propriedade - a triunfante TFP da pregação do golpe de 1964, misturada com a Teologia da Prosperidade da campanha bolsonarista de 2018, bem representada pelos pastores dos negócios da educação, e pelos coronéis da vacina na militarização do Ministério da Saúde.Nenhuma descrição de foto disponível.

Ana Júlia Ribeiro Ocupa Escola

 

Duvido nas escolas militares e nas escolas cívico-militares um movimento ocupa escola para prostestar contra o kit robótica (roubótica), para um exemplo. Duvido chegar uma Ana Júlia, que liderou o Ocupa Escola no Paraná, para falar na sala de aula:

"O pior ministro da educação da história acaba de ser exonerado. Milton Ribeiro sucedeu o pior ministro da educação da História, Abraham Weintraub, que sucedeu o pior ministro da educação da história, Vélez, e deve dar lugar, mais uma vez, ao pior ministro da educação da história.

Milton Ribeiro correu e se escondeu pra evitar que o governo sangrasse com mais um escândalo. Mas e agora? Os atos do ex-ministro precisam ser investigados e punidos".

O governo Bolsonaro forma o aluno disciplinado, obediente, subordinado, hierarquizado, nivelado, passivo, decoreba, elogiado pelo comportamento automático, treinado na ordem unida, no passo de ganso. Um estudante robotizado. 

A corrupção do Mec vai além da comelança do dinheiro público. 

Não vou teorizar aqui. 

E sim propor a volta das aulas de História. 

Que a ginástica da ordem unida e as aulas de hinos marciais sejam substituídas pelo frevo. O frevo é ritmo, arte, educação física, ginástica, dança, cântico, poesia, música, cultura popuar, alegria, liberdade, democracia, fraternidade, igualdade, felicidade, (re) união, união, povo. 

Ditadura nunca mais

Tortura nunca mais

Exílio nunca mais

A Democracia não constrói cemitérios clandestinos

17
Nov20

Adversário do PT em Vitória é bolsonarista que invadiu hospital para “provar farsa” da Covid

Talis Andrade

Charge do Zé Dassilva: uma gravidez aos 10 anos | NSC Total

 

Pazolini também foi enviado por Damares para tentar impedir que garota capixaba de 10 anos interrompesse gravidez

 

O adversário do petista João Coser no segundo turno de Vitória (ES) não podia ser mais bolsonarista. O currículo do deputado estadual Lorenzo Pazolini (Republicanos) inclui uma invasão a hospital para, segundo pedido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), “provar a farsa da Covid”.

Além disso, ele também foi enviado pela ministra da Mulher, Damares Alves, em agosto deste ano, para tentar evitar que uma menina capixaba de 10 anos, estuprada desde os 6 pelo tio e que engravidou devido aos abusos, interrompesse a gestação.

Em junho deste ano, no auge da pandemia do novo coronavírus, Bolsonaro conclamou seus apoiadores a entrarem em hospitais e “provar a farsa da Covid-19”. No pico das infecções no país, o presidente negava a gravidade e a expansão da doença. Ele chegou a pedir que seus seguidores dessem “um jeito de filmar, fotografar lá”.

À frente de um grupo de deputados estaduais, Pazolini seguiu as instruções de seu “mito”. Alegou estar “cumprindo seu dever” como parlamentar ao invadir o hospital Dório Silva, no município de Serra. Embora afirmasse ter autorização para a ação, o governo estadual entrou com queixa-crime contra os parlamentares e classificou a “visita” como invasão. A Secretaria estadual da Saúde declarou, na época, que não era permitida a entrada de estranhos em unidades de saúde onde houvesse infectados pela Covid no auge da pandemia.

Menina capixabaConJur - O fracasso! Numa palavra só! E leiamos Marcos, 3, 24-25!

Dois meses depois, Delegado Pazolini, nome que adota na campanha, foi enviado por Damares a São Mateus (ES).

A intenção seria, de acordo com reportagem do jornal Folha de São Paulo,  dissuadir a família da menina de 10 anos que havia engravidado após estupro de levá-la a um aborto. O bolsonarista foi inclusive mencionado em postagem feita pela ministra no dia 13 de agosto.

pazolini-damares.jpg

Ele publicou em suas redes sociais fotos do encontro que teve com o Conselho Tutelar de São Mateus para tratar do caso.

pazoliniconselhotutelar.jpg

Detalhe: quando atuava como delegado, Pazolini foi titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e, na Assembleia Legislativa do Espírito Santo, preside a comissão de mesmo tema. 

 

20
Nov19

OS 30 ANOS DA CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DA CRIANÇA

Talis Andrade

Direito ao respeito

criança direitos.jpg

"As crianças têm que estudar, brincar, ser o que quiserem e ser respeitadas, que é o direito mais importante." Thalita Fernanda, 9 anos, São Luís, Maranhão

Direito de ser criança

criança brincar.jpg

"Eu aprendi que temos direito a uma boa educação, de qualidade, e a não sermos obrigados a trabalhar como os adultos. Também temos direito a brincar com outras crianças, sem sermos discriminados por raça, sexo ou cor. Criança tem direito a ser criança." Brenda Maria, 12 anos, Teresina, Piauí

Direito à saúde

criança nicole.jpg

"Eu sei que as crianças têm direitos. E sei também que existe o Estatuto da Criança e do Adolescente, que fala de um conjunto de direitos voltados para nós. E o direito que eu acho mais importante é à saúde porque, sem saúde, você não pode brincar nem estudar." Nicole, 10 anos, São José de Ribamar, Maranhão, Brasil

Veja in DW: Direitos iguais para todas as crianças, direito à identidade, direito ao respeito, direito à educação, direito à saúde, direito de ser criança, direito de brincar, uma criança muitos direitos, direito à alimentação, direito à segurança, jovens são politicamente ativos. 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub