Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

30
Nov17

Movimento do olhar de David Lopes Silva

Talis Andrade

 

 

 

dunas Anita Rée deserto.jpg

Ilustração Anita Rée 

 

                                                                                                                                                                 

Em vários aspectos
Tempo de fotos em preto e branco
Um close nas notas do meu silêncio
Imagem do tudo meio ao nada
Levanto as fases da vida

 

Recordações de imagens da minha morte
Poeta que deixar de ser poetas e livros
Clandestino otimista confessa a crítica
O tempo de escravo Sodoma simplesmente
Formas humanas o pensamento e o pensador
Descoberta visão do túmulo

03
Out17

De David Lopes Silva

Talis Andrade

zoravia bettiol sodoma e gomorra.jpg

 Sodoma e Gomorra, gravura de Zoravia Bettiol

 


Movimento do olhar
Em vários aspectos
Tempo de fotos em preto e branco
Um close nas notas do meu silêncio
Imagem do tudo meio ao nada
Levanto as fases da vida

 

Recordações de imagens da minha morte
Poeta que deixar de ser poetas e livros
Clandestino otimista confessa a crítica
O tempo de escravo Sodoma simplesmente
Formas humanas o pensamento e o pensador
Descoberta visão do túmulo

 

mortedesocrates. Jacques-Louis David.jpg

                  Morte de Sócrates, por Jacques-Louis David

 

 

Sócrates
O sábio que abriga reflexão silenciosa dos conflitos
Juízo no papel lá longe a preta igual a café de bom
E gostoso momentos que não volta dispersa pequenas parte
Estrelas pretas não interessa cor
Miro o olhar a diante distância lapidando meu coração
Escondido a natureza da razão tornar se absoluta
Pedra despida ao demônio idéia estético guarda-chuva

 

 

16
Jul17

de David Lopes Silva

Talis Andrade

 

 

 

 

David Lopes Silva.jpg

 



A noite cinzeta a golpes tenta calar-me
Avizinha arquinimaga, prepara um café amargo
Daquele que só fascistas alquimicamente
Solta seu veneno no que, sombrio, faiscava.
A tríplice chave de urna.

 

Olha-me dentro dos olhos seduzindo
Corpo contra ponto da lacuna do aplicar-se a lei
Lava-me a jato vulva da viúva
Úmidos segredos do sangue do ofício
Crespa, intanta, inacessível, já se foi para os jornais

 

novamente segredo de Estado
O chão do petrolio é cama para o amor urgente
desnuda minha pele, a trama esta feita
o que passou não é passado
talvez sua coxa se cerrava.

 

Feito traseiro, esférica renúncia
Dentro da anatomica bunda
Teus pecados re-sentir ao império
Sopra flâmula carne do meu gozo.
Só nos resta uma era miragem
Denuncia, renúncia, volúpia do pecado
Ai que dor democracia.

05
Jul17

de David Lopes Silva

Talis Andrade

David Lopes .jpg


Não tenho mundo
Tenho um espaço como colcha de retalho
Sobre fio de caminha até o sol
Embriagado pela anotomica parades
Das ruas sem nome

 

Sentido evaporado do silencio
Deixar-me nomes acidentais
Dos personages de tempo em tempo's
Como relógio atormento minha própria
Historia

 

Neste sóbrio momento da noite cinzenta
Cintilar-me esperança de um beijo puro
No vento do norte
Sentando a beira da Esquina um copo
Vazio de cerveja

 

Um papel em Branco sem linhas
A caneta degusta lembras de suas
Curvas a pimentando meus dedos
Ao brilhos dos olhos em sentir toque
Das coxas no banco ralando desejos

 

 

---


vamos com endereço: Jacob van Lennepstraat 60-1A
CEP 1053HL Amsterdam/Holanda
Paises baixos

04
Jul17

História

Talis Andrade

por David Lopes Silva 

 

David Lopes Silva.jpg

 

 

 

 

Neste sobrio momento da noite cinzenta
Cintilar-me esperanca de um beijo puro
No vento do norte
Sentando a beira da Esquina um copo
Vazio de cerveja

 

Um papel em Branco sem linhas
A caneta degusta lembras de suas
Curvas a pimentando meus dedos
Ao brilhos dos olhos em sentir toque
Das coxas no banco ralando desejos

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub