Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

26
Abr19

Funcionária de Carlos Bolsonaro nega ter trabalhado no gabinete dele

Talis Andrade

Nadir Barbosa Goes, 70 anos, tinha uma remuneração de R$ 4.271, mas foi exonerada no início deste ano

fantasmas bolsonaro emprega.jpg

 

Por Thaís Paranhos

---

vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), empregou uma mulher de 70 anos que negou ter trabalhado para ele. As informações são do jornal Folha de S.Paulo. De acordo com o veículo, Nadir Barbosa Goes tinha uma remuneração de R$ 4.271 até o fim do ano passado, mas confirmou nunca ter desempenhado função no gabinete.

 

Nadir é irmã do atual assessor de Carlos Bolsonaro, o militar Edir Barbosa Goes. Além dela, a esposa de Edir, Neula Carvalho Goes, também foi exonerada no início deste ano, segundo o jornal, após a posse do presidente.

 

A mulher de 70 anos mora em Magé e, de acordo com uma parente de Nadir, não costuma ir à capital, onde fica a Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

 

Procurado pela reportagem, o chefe de gabinete do vereador, Jorge Luiz, desmentiu a versão de que Nadir recebesse salário sem trabalhar para o vereador. Ele informou que tanto ela quanto Neula atuavam em um núcleo que entregava mala direta para a base eleitoral do filho do presidente e ouvia as principais reclamações da comunidade.

 

Esse grupo seria comandado pelo militar Edir. No entanto, atuava em Campo Grande, distante cerca de 130 km de Magé, onde mora Nadir.

 

O jornal procurou Edir, que foi encontrado em casa em uma segunda-feira à tarde e negou qualquer irregularidade na contratação das funcionárias. Ele disse apenas que não era obrigado a trabalhar todos os dias no gabinete.

 

fantasma bolsonaro.jpeg

 

 

Nota deste Correspondente: Carlos Bolsonaro também não é "obrigado a trabalhar todos os dias no gabinete". Passou a viver em Brasília, a perambular pelos palácios de Brasília, inclusive despachar no gabinete do pai, quando o presidente viaja. No mais, Bolsonaro treina tiro ao alvo, e espiona o vice, o general Mourão.  

 

Nadir era funcionária fantasma, e não sabia. O salário pago religiosamente. Pago pelos cariocas, via impostos diretos e indiretos. Falta saber quem embolsava, escondida, safada e misteriosamente,  os 4 mil e 271 reais da anciã Nadir Barbosa Goes, todo santo mês.   

 

funcionário fantasma.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub