Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

O CORRESPONDENTE

14
Mai22

Renato Freitas registra boletim de ocorrência após receber e-mail com mensagens racistas

Talis Andrade

Registro foi feito na sexta-feira, 13 de maio, dia da abolição da escravidão

 

O vereador Renato Freitas (PT) registrou, na sexta-feira (13), um boletim de ocorrência por injúria racial após o recebimento de um e-mail com teor racista, ocorrido no último dia 9 de maio. A Polícia Civil (PC) vai instaurar o inquérito e investigar o caso.

O e-mail foi enviado do endereço funcional do vereador Sidnei Toaldo (Patriota) para o endereço de Freitas.

“Eu não tenho medo de você ou dos esquerdistas vagabundos que te defendem, seu negro”, diz o e-mail. “Já metemos pressão na Indiara Barbosa e na Noêmia Rocha (…) A câmara de vereadores de Curitiba não é o seu lugar, Renato. Volta para a senzala. E depois de você vamos dar um jeito de cassar a Carol Dartora e o Herivelto. Vamos branquear Curitiba e a região Sul queira você ou não. Seu negrinho”, diz a mensagem.

Toaldo, por sua vez, negou que tenha enviado o e-mail e disse que “nunca escreveria aquilo”. O vereador também registrou boletim de ocorrência no Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber).

Na quarta-feira (11), a Corregedoria da Câmara Municipal de Curitiba abriu uma sindicância para apurar o caso. Em 30 dias a investigação deve ser concluída. O caso pode resultar em quebra de decoro parlamentar por parte do remetente, justamente a acusação enfrentada por Freitas por conta do protesto antirracista na Igreja do Rosário, ocorrido em fevereiro deste ano.

Por meio das redes sociais, Freitas disse que escolheu esta sexta, no qual é lembrada a abolição da escravidão, para prestar queixa porque a luta contra o racismo e a desigualdade incomoda “os que sempre estiveram sentados nas cadeiras do poder”.

“Não à toa, neste dia 13 de maio, data em que foi sancionada a Lei Áurea, registramos boletim de ocorrência (…) para que a autoria do e-mail seja identificada e a justiça seja feita.”

 

Mandato

 

A Comissão de Ética da CMC aprovou o prosseguimento do processo de cassação do mandato de Renato Freitas, na última terça-feira (10). Agora o processo segue para o plenário, onde todos os vereadores poderão votar e decidir se o petista deixa a Casa.

Os pedidos de cassação foram protocolados depois que Renato e um grupo de manifestantes entraram na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos de São Benedito, no Largo da Ordem, encerrando um ato em memória de vítimas negras.

Apesar de a defesa do vereador e a própria Igreja terem confirmado que não havia missa quando os manifestantes entraram, o relator do processo na Comissão, Sidnei Toaldo, entendeu que houve sim, quebra de decoro.

Acompanharam o voto do relator Noêmia Rocha (MDB), Indiara Barbosa (NOVO), Denian Couto (Podemos) e Toninho da Farmácia (União Brasil). Maria Letícia (PV) votou pelo arquivamento e Dalton Borba (PDT) pela suspensão do mandato.

15
Abr22

Apesar do coronel Lee, assassino de camponeses, MST e movimentos sociais fazem passeata por terra, teto e trabalho em Curitiba

Mobilização quer manter restrição a despejos para famílias que perderam renda na pandemia. Mais de 1

Talis Andrade
 

 

Cerca de 2 mil pessoas participaram nesta quarta-feira (13) de uma marcha que saiu da praça Rui Barbosa em direção ao Centro Cívico, em Curitiba. O ato foi organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e reuniu outras entidades.

A ação integra a jornada de lutas do “Abril Vermelho”, período que relembra o massacre de Eldorado dos Carajás, ocorrido em 1996, e a mobilização é nacional. Neste ano, o tema foi “terra, teto e trabalho”.

Entre outras reivindicações, os camponeses pediam regularização fundiária. O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) também tratou do direito à moradia e ressaltou a importância da proibição dos despejos enquanto durar a pandemia da covid-19.

 

Famílias despejadas

 

De acordo com a Campanha Nacional Despejo Zero, mais de 132 mil famílias brasileiras estão em situação de vulnerabilidade e correm risco de serem despejadas. No Paraná, são 7 mil famílias camponesas e outras 4,3 mil que moram em áreas urbanas.

Em março, a lei que suspende despejos e desocupações durante a pandemia foi prorrogada. Agora ela tem validade até 30 de junho. A decisão de aumentar o prazo em 90 dias foi do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso e vale para áreas urbanas e rurais.

Um dos participantes do protesto foi o agricultor Maurilio Carneiro, que é de Florestópolis, região norte do Estado. “Estamos na caminhada porque está difícil agora, a questão do despejo preocupa. Então vamos entregar um documento para as autoridades para olharem para gente”, disse.

O documento é uma pauta de reivindicações que foi entregue para autoridades durante audiência pública de mobilização e negociação, realizada na sequência do ato. Ministério Público (MP), Defensoria Pública Estadual (DPE), Poder Judiciário, Governo do Estado, representantes de universidades públicas, os deputados estaduais Luciana Rafagnin e Professor Lemos, ambos do PT, estiveram na reunião. O deputado Goura (PDT) também esteve no ato.

02
Abr22

Estudantes da UFPR que organizaram trote violento em Palotina pagam fiança de R$ 10 mil

Talis Andrade

 

Na segunda-feira os alunos devem comparecer ao departamento penitenciário para colocarem tornozeleira eletrônica

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub