Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

02
Out20

Fachin mais uma vez vota com Moro contra Lula

Talis Andrade

moro ladrao.jpg

DUPLA SUSPEIÇÃO

 

O ministro ex-petista, ex-MST Edson Fachin, que hoje joga na extrema direita do time lavajatismo bolsonarista, negou nessa quarta-feira (30) pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para suspender o andamento do processo do caso do tríplex do Guarujá. 

Segundo reportagem do portal Poder 360, a intenção da defesa era a de paralisar o processo, que tramita no STJ (Superior Tribunal de Justiça), até que o Supremo julgue a suspeição do ex-juiz Sergio Moro e dos procuradores da autodenominada Lava-Jato de Curitiba.

A defesa do ex-presidente, representada pelo advogado Cristiano Zanim, argumentou que a condenação pode ser anulada caso a 2ª Turma do STF julgue que Moro e os procuradores da Lava Jato tenham agido com má fé e por interesses políticos no caso. 

Escreve Leonardo Fernandes:

A última reportagem com novas revelações de bastidores da Lava Jato -- de Veja e The Intercept -- entre outros diálogos, evidenciou uma mensagem enviada pelo procurador do Ministério Público Federal (MPF) e chefe da força-tarefa, Deltan Dallagnol, a outros procuradores em um grupo de Telegram:

'Caros, conversei 45 m com o Fachin. Aha uhu o Fachin é nosso', comemorou Dallagnol, em 13 de julho de 2015, após reunir-se com o ministro Edson Fachin, responsável pela relatoria dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). 

Por conta da citação de Fachin, um juiz que supostamente deveria ser isento, como um aliado do grupo da Lava Jato, o Brasil de Fato republica um perfil que conta a história do ministro de 61 anos, escolhido por Dilma Rousseff (PT) para uma cadeira no STF em 2015. O texto foi publicado originalmente em 2018.

Edson Fachin é da facção de que Lula deve apodrecer na cadeia. Considera um máximo feito ser um ministro da suprema corte à sombra de um ex-juiz de primeira instância (Sérgio Moro) e de garotos dourados da autodenominada Liga da Justiça da República de Curitiba. 

Fachin conseguiu notoriedade ao vincular seu nome ao de Moro, chamado de juiz ladrão. Juiz procurador da Lava Jato, uma gangue, uma organização criminosa. 

Para Jeferson Miola:

Fachin advogou a favor da continuidade da Lava Jato como sociedade secreta; como um poder paralelo dentro do Estado de Direito. A exaltação lavajatista, como se percebe, é justificável. Afinal, o Fachin é deles. Aha, uhu!

Em julho de 2019, defendeu o advogado Adriano Argolo: 

Fachin é um ministro absolutamente suspeito! Defesa do Lula deverá arguir a suspeição do ministro Fachin imediatamente. Fachin terá sua suspeição arguida no STF e será escolhido um ministro relator, dependendo da relatoria, poderá ser suspeito logo de pronto. Pega”, publicou no Twitter.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub