Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

09
Ago20

Moro é fascistóide e mais ardiloso do que Bolsonaro

Talis Andrade

 

bolsonaro nunca trabalhou.jpg

 

247 - Jornalista e editor do site Intercept Brasil, veículo responsável pela publicação da Vaza Jato, Leandro Demori conversou com a TV 247 sobre o futuro do ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro. Demori afirmou que vê Moro como forte candidato para a eleição presidencial de 2022, mas advertiu: “Moro tem más intenções tanto quanto o Bolsonaro”.

Para o jornalista, o ex-juiz e ex-ministro tem seu modus operandi muito próximo ao do bolsonarismo, mas com uma roupagem falsa de moderação, ponderação e civilidade. Leandro Demori disse ainda que Moro é tão extremo e tão fascista quanto Jair Bolsonaro. “Acho que talvez a gente tenha uma eleição histórica com dois candidatos da direita, da extrema direita no segundo turno: Moro e Bolsonaro. Ele é claramente um candidato do mainstream que não é louco. Apesar de as pessoas acharem que o Moro é um cara ponderado e tal, acho que ele está muito mais próximo do Bolsonaro do que muita gente acha”. 

“Ele é um bolsonarismo que usa terno preto, só isso, porque é extremista da mesma forma, queria passar pacote anticrime, não acredita em direito de defesa. Mas o Moro tem cacife eleitoral, não sei ele vai ser jogado para fora da bacia. O Moro é um cara mais ardiloso, tem um pouco mais essa imagem de que é um cara ponderado, técnico, não sei o que e que na minha opinião é uma bobagem. [Moro] tem más intenções tanto quanto o Bolsonaro, acredita em um governo de extrema direita, quem quer passar um pacote anticrime com excludente de ilicitude é extrema direita que tem ideias fascistoides, isso é claro e cristalino para mim”, falou.

 
01
Dez19

Nassif: sem investigar, Lava Jato do Paraná defende absolvição prévia de Januário Paludo

Talis Andrade

januário lava mais branco_geuvar.jpg

 

 

"Curioso. Foi a própria Lava Jato do Rio quem apurou a suspeita. Como manifestar solidariedade antes de investigar? Tem que se conferir pleno direito de defesa, mas absolvição prévia e a outra face do estilo condenação prévia da Lava Jato", esreveu Nassif pelo Twitter. 

O doleiro Dario Messer afirmou em mensagens trocadas com sua namorada, Myra Athayde, que pagou propinas mensais ao procurador da República Januário Paludo, da Lava Jato do Paraná. Os pagamentos estariam ligados a uma suposta proteção. Os diálogos de Messer sobre a propina a Paludo ocorreram em agosto de 2018 e foram obtidos pela PF (Polícia Federal) do Rio de Janeiro durante as investigações que basearam a operação Patrón, última fase da Lava Jato do Rio. 

Segundo reportagem do jornalista Vinícios Konchinski, produzida para o portal UOL, um relatório a respeito do conteúdo das mensagens foi elaborado pelo órgão em outubro. Nele, a PF diz que o assunto é grave e pede providências sobre o caso (leia mais no Brasil 247).

Luis Nassif@luisnassif
 

Curioso. Foi a própria Lava Jato do Rio quem apurou a suspeita. Como manifestar solidariedade antes de investigar? Tem que se conferir pleno direito de defesa, mas absolvição prévia e a outra face do estilo condenação prévia da Lava Jato. https://twitter.com/RHPozzobon/status/1200915863853031425 

Roberson Pozzobon@RHPozzobon
 

“Paludo é membro do MPF desde 1992 e tem a atuação, competência e probidade reconhecidas, não apenas nessa investigação, mas em todas das quais participou”.https://anpr.org.br/imprensa/noticias/23686-nota-em-desagravo-ao-procurador-januario-paludo 

 
 
Luis Nassif
 
Ao se solidarizar com Paludo, a Associação Nacional dos Procuradores da República está desqualificando - sem sequer analisar - o trabalho da Lava Jato do Rio de Janeiro.
É justamente por isso. Porque um doleiro, muito mais expressivo que Yousseff, envolvido em pagamentos a diretores da Petrobras, jamais foi investigado pela Lava Jato do Paraná.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub