Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

17
Mai18

Sergio Moro garoto propaganda e juiz dos tucanos

Talis Andrade

Com as atenções focadas em Moro pelo conjunto da obra tucana, esqueceu-se do co-protagonista da foto no evento “Pessoa do Ano”, no Museu de História Natural, em Nova York.

 

João Doria postou o retrato em suas redes com uma alusão a uma “noite especial aqui em NY”.

 

Doria está em campanha. E não é para governador, mas para presidente.

 

Nunca largou o osso e conta com a agonia lenta e patética de seu mentor, Geraldo Alckmin — que sabe muito bem que tem JD nos calcanhares e tenta não facilitar.

 

A última pesquisa CNT/MDA registrou o crescimento da rejeição a Geraldo.

 

Seu potencial de votos caiu de 38% em março para 31,9% e o número de entrevistados que falou não votar nele “de jeito nenhum” aumentou de 50,7% para 55,9%.

 

Doria aprendeu com os erros.

 

Está brigando pela vaga em silêncio. A avaliação entre seu time é de que o estilo traíra despudorado causou desgaste.

 

Terá mais facilidade para atrair o eleitor de Bolsonaro. O discurso liberal cai melhor nele do que no Geraldo. 

 

Segundo Mônica Bergamo, voltou a circular a ideia de deslocar Doria para vice na chapa de Alckmin.

 

“Ele deixaria o caminho livre para França disputar o governo de SP, evitando uma disputa sangrenta no estado, e daria musculatura ao ex-governador”, diz a coluna.

 

Alckmin, por sua vez, mexe seus pauzinhos.

 

Neste ano, o Ministério Público de SP passou a mover ações em série contra JD. Uma delas, meio absurda, por improbidade administrativa pelo uso da marca “#Acelera SP”.

 

Nessa guerra surda, o histriônico João Doria só espera o amigo assumir o rigor cadavérico para engoli-lo.

 

---

P.S. Deste Correspondente: Moro pousou com Doria na campanha para prefeito. Na foto desta semana em Nova Iorque, Moro, cinicamente, aceita ser novamente garoto de propaganda do tucano, seja para presidente ou governador, na jogada do colou, colou ou tudo não passou de brincadeira com o eleitor. "Não significa nada", disse Moro. 

 

Moro-Doria .jpg

 Na campanha para prefeito em 2016

 

moro doria pesquisa .jpg