Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

16
Mai20

Premiê espanhol quer mais um mês de estado de emergência

Talis Andrade

 

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou neste sábado (16/05) que vai pedir ao Parlamento mais um mês de prorrogação do estado de emergência no país, mas ressaltou que espera ser esta a última extensão da medida, que dá poderes extraordinários ao governo para manter as regras de confinamento que já vigoram há dois meses no país.

Antes, Sánchez recebeu apoio parlamentar para extensões de duas semanas no estado de emergência, que entrou em vigor em 14 de março e expira em 24 de maio.

"Se o governo perceber que o estado de emergência pode ser suspenso mais cedo, faremos isso também ", prometeu o premiê. Atualmente, as medidas de bloqueio da Espanha devem ser suspensas em quatro fases.

Segundo os planos do governo, os espanhóis não poderão sair de sua província natal até o final de junho. Uma data ainda não foi definida para abrir a fronteira para turistas.

Sánchez vem perdendo apoio da população especialmente em Madri, onde residentes permanecem sob as mais estritas ordens de controle de movimento, chamadas "fase zero".

Diferente da maioria das outras partes do país, habitantes da capital espanhola não podem se encontrar do lado de fora ou beber ao ar livre em um café ou bar.

O governo disse que Madri, juntamente com Barcelona, ​​permanecerá na fase zero até que certos critérios sejam atendidos, como uma queda de novos casos.

A chefe do governo regional de Madri, a conservadora Isabel Diaz Ayuso, acusou neste sábado o primeiro-ministro socialista de estar ilegalmente restringindo as liberdades e "levando a região da capital à ruína".

"Somos reféns que estão sendo amordaçados", disse ela. Apesar da atual proibição de aglomerações, tem havido protestos nas ruas contra o governo espanhol há quase uma semana.

As autoridades de saúde relataram 102 mortes confirmadas por covid-19 no país neste sábado, elevando o número de mortos na Espanha para 27.563. Há mais de um mês, a Espanha tinha mais de 900 mortes diárias antes das medidas de bloqueio para um surto que teve 276.505 infecções confirmadas no país.

5dias. es 16maio.jpg

abc. es 16maio.jpg

elpais. es 16maio.jpg

lanuevaespana. es 16maio.jpg

larazon. es 16maio.jpg

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub