Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

O CORRESPONDENTE

16
Abr20

Porta-aviões francês tem mais de 650 marinheiros contaminados pelo novo coronavírus

Talis Andrade

porta-avioes.jpg

O porta-aviões francês Charles-de-Gaulle em sua chegada ao porto de Toulon (sul), no dia 12 de abril de 2020. AFP

O Ministério da Defesa da França anunciou que mais de um terço da tripulação de seu porta-aviões Charles-de-Gaulle testou positivo para a Covid-19. Até agora, 668 marinheiros foram contaminados, mas o número informado nesta quinta-feira (16) pode aumentar porque os resultados de 30% dos testes efetuados ainda não foram divulgados.

Até o momento, mais de 20 marinheiros do Charles-de-Gaulle precisaram ser hospitalizados. Segundo relatou o capitão do porta-aviões, Eric Lavault, em entrevista à televisão francesa, o estado de saúde dos militares não é preocupante, à exceção de uma pessoa que se encontra em terapia intensiva.

O médico da Força de Ação Naval, Laurent-Melchior Martinez, afirma que nenhum caso suspeito da Covid-19 tinha sido notificado ao serviço de saúde da Marinha antes de uma escala do porta-aviões em Brest, na região noroeste da França, entre os dias 13 e 15 de março. “Eu entendo a preocupação das pessoas. Mas é preciso manter o sangue frio”, afirmou Martinez. “Queremos saber o que aconteceu, investigações estão sendo realizadas. É preciso esperar o resultado para se pronunciar”, disse a porta-voz da Prefeitura Marítima do Mediterrâneo, Christine Ribbe.

A Marinha francesa lançou uma operação sem precedentes para desembarcar e colocar em quarentena os tripulantes do porta-aviões e sua escolta, que atracou no domingo (12) na cidade de Toulon (sul), após a descoberta de possíveis casos de Covid-19 a bordo.

Origem da contaminação

A origem da contaminação no porta-aviões ainda é desconhecida e a tripulação, que estava em missão há três meses, não teve contato com nenhum elemento exterior ao porta-aviões desde a parada em Brest, durante a qual 50 pessoas subiram a bordo, segundo a Marinha. 

“As Forças Armadas brincaram com nossa saúde, nossa vida”, declarou sob anonimato um dos membros da tripulação contaminado pelo coronavírus, em entrevista à rádio France Bleu. Segundo ele, o comandante do porta-aviões teria proposto interromper a missão na escala do Charles-de-Gaulle em Brest, quando muitos marinheiros já apresentavam sintomas do vírus, mas esta proposta foi recusada pelo Ministério da Defesa.

A ministra da Defesa, Florence Parly, deve participar de uma audiência por videoconferência na Assembleia Nacional na sexta-feira (17), para prestar esclarecimentos sobre o incidente aos deputados da Comissão de Defesa Nacional e das Forças Armadas.

Oficialmente, o Charles-de-Gaulle é o segundo porta-aviões no mundo a ter sua tripulação contaminada pelo coronavírus, depois do Theodore Roosevelt, dos Estados Unidos.

humanite. francia 16ab.jpg

l_express. francia 16ab.jpg

sudouest. 16ab.jpg

parisien. 16ab.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub