Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

25
Ago20

Os ataques de Bolsonaro contra a imprensa

Talis Andrade

por Deutsche Welle 

bozo porrada_vasqs (1).jpg

"Encher tua boca de porrada", "você tem cara de homossexual", "imprensa lixo". Guerra do presidente contra a mídia vai de ameaças, grosserias e xingamentos a comentários de cunho sexual contra profissionais da área

"Encher sua boca de porrada"

bozo porrada edcarlos.jpg

Ao ser questionado em 23 de agosto por um repórter sobre depósitos de Fabrício Queiroz e sua mulher que teriam sido feitos na conta da primeira-dama, Bolsonaro respondeu: "Vontade de encher tua boca com porrada, tá? Seu safado". A ameaça gerou uma série de críticas e notas de repúdio.

Jornalista "bundão", "só usam caneta para maldade"

geisel bolsonaro bunda  suja.png

Um dia depois, ele voltou à carga contra a imprensa. “Aquela história de atleta, né, que o pessoal da imprensa vai pôr deboche, mas quando pega um bundão de vocês, a chance de sobreviver é bem menor. Só sabem fazer maldade, usar a caneta com maldade”, disse em evento no Palácio do Planalto. Bolsonaro disse que jornalista ‘bundão’ tem menos chance de sobreviver ao coronavírus do que ele próprio.

"Grande mídia publica patifaria"

“É uma manchete canalha e mentirosa, e vocês da mídia, tenham vergonha cara. A grande parte publica patifaria”, acusou em 5 de maio, comentando matéria da Folha de S. Paulo que noticiava a troca da superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro e suposta interferência de Bolsonaro no comando da Polícia Federal.

  • Brasilien Jair Bolsonaro (Getty Images/A. Anholete)
     

    "Vocês inventam tudo"

    Em 22 de abril, Bolsonaro se negou a falar com a imprensa na saída do Palácio da Alvorada e atacou os jornalistas presentes: “Eu não vou falar com a imprensa, porque eu não preciso falar. Vocês não distorcem mais, inventam. O que eu li hoje…Inventam tudo. Então, podem continuar inventando aí”, disse o presidente.

    • Brasilien Jair Bolsonaro (picture-alliance/AP Photo/E. Peres)
       

      "Você tem cara de homossexual"

      "Você tem uma cara de homossexual terrível, mas nem por isso eu te acuso de ser homossexual", disse o mandatário em 20 de dezembro do ano passado, ao ser questionado sobre possível envolvimento de seu filho Flávio em suposto esquema de rachadinha quando era deputado no Rio de Janeiro.

      • Brasilien Jair Bolsonaro (Reuters/A. Machado)
         

        "Pergunta para a tua mãe"

        Na mesma ocasião, ao ser indagado sobre se teria comprovante do empréstimo de R$ 40 mil que diz ter feito a Fabrício Queiroz para justificar depósitos do então assessor de Flávio na conta da primeira-dama, retrucou: 'Pergunta para tua mãe o comprovante que ela deu pro teu pai'.

        • Brasilien Jair Bolsonaro (Getty Images/AFP/E. SA)
           

          "Imprensa lixo chamada Globo"

          “Essa imprensa lixo chamada Globo. Ou melhor, lixo dá para ser reciclado. Globo nem lixo é, porque não pode ser reciclada”, disse em 30 de abril, depois da repercussão de sua fala “E daí?”, dita quando o Brasil superou a China no número de mortes pela covid-19.

          •  Brasilien, Rio de Janeiro Jair Bolsonaro in einem Gottesdienst (picture-alliance/dpa/F. Frazão )
             

            "Perguntando besteira"

            "Vocês da Folha têm que entrar de novo numa faculdade que presta e fazer um bom jornalismo. E não contratar qualquer uma ou qualquer um pra ser jornalista. Pra ficar semeando discórdia e perguntando besteira", afirmou o presidente em 16 de maio do ano passado, ao ser questionado por uma jornalista da Folha de S. Paulo sobre o contingenciamento nos orçamentos das universidades federais.

            • Brasilien Jair Bolsonaro in Porto Alegre (Imago Images/Fotoarena/R. Pereira)
               

              "Ela queria dar um furo"

              “Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim”, ironizou o presidente em 18 de fevereiro sobre a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S.Paulo. O comentário de cunho sexual se referia à acusação, realizada sem provas, de um ex-funcionário de uma agência de disparos de mensagens em massa de que a jornalista teria tentado "se insinuar" sexualmente para ele em busca de informações.

              • Screenshot Jair Bolsonaro TV Ansprache Screenshot Youtube Amazonas (Youtube/TV BrasilGov)
                 

                "Canalhice da Globo"

                “Isso é uma patifaria, TV Globo! É uma canalhice o que vocês fazem, TV Globo. Uma canalhice, fazer uma matéria dessas em um horário nobre, colocando sob suspeição que eu poderia ter participado da execução da Marielle Franco”, acusou, em 29 de outubro de 2019, após o Jornal Nacional noticiar que o porteiro de seu condomínio dissera que Bolsonaro autorizara a entrada suposto envolvido no crime.

               

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub