Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

18
Mar18

O general interventor do Rio de Janeiro sabe tudo e não sabe nada sobre o martírio de Marielle

Talis Andrade

marielle crime político.jpg

marielle enterro.jpg

Marielle enterro foto Fernando Frazão.jpg

 

 

 

Em resposta à versão usada pelo ministro Extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, na sexta-feira (16), a superintendência dos Correios na Paraíba informou neste sábado (17) não ter “conhecimento” de que a munição usada no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) tenha sido furtada de sua sede no Estado, de acordo com o G1. Na sexta (16), Jugmann havia afirmado que a munição pertencia à Polícia Federal e que havia sido furtada da sede dos Correios em 2006.

 

“A Superintendência dos Correios na Paraíba não tem conhecimento sobre o suposto furto de carga pertencente à Polícia Federal. Estamos disponíveis para fazer tudo que estiver ao nosso alcance para ajudar a elucidar esse crime, na parte que nos couber”, divulgou o órgão.

 

Jungmann deu a informação ao comentar o fato de a munição encontrada na cena do crime pertencer a um lote vendido à Polícia Fedeal de Brasília em 2006. “Essa munição foi roubada na sede dos Correios, pela informação que eu tenho, anos atrás na Paraíba. E a Polícia Federal já abriu mais de 50 inquéritos por conta dessa munição desviada”, afirmou o ministro. 

 

Confira aqui nota oficial dos correios na íntegra

 

correios entregam balas diz Jungmann.jpg

 

 

Lote de balas que mataram Marielle foi usado em chacina de Osasco


Munições fazem parte do lote UZZ18, que continha 10 mil balas. Ele foi vendido à Polícia Federal e distribuído em vários estados do país. Leia aqui 

 

Repetindo para o conhecimento de Jungmann: A munição utilizada para matar a vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Pedro Gomes, fazia parte do lote UZZ-18, que já havia sido usado na maior chacina do Estado de São Paulo, em 2015, na qual 23 pessoas foram mortas. O caso aconteceu em 13 de agosto, nas cidades de Osasco e Barueri.

 

Foram ouvidos os criminosos já condenados pela chacina de São Paulo? Eles sabem das balas assassinas:

 

tos de um PM e de um guarda em assaltos dias antes. Na ocasião, três policiais militares e um guarda-civil são acusados de executarem 23 pessoas e ferirem mais sete em um intervalo de duas horas em ataques ocorridos nas duas cidades da Grande São Paulo.

 

Em setembro de 2017, o PM da Rota Fabrício Eleutério foi condenado a 255 anos, 7 meses e 10 dias de prisão; o policial militar Thiago Henklain a 247 anos, 7 meses e 10 dias; e o guarda-civil Sérgio Manhanhã a 100 anos e 10 meses.

 

O último a ser julgado foi Victor Cristilder Silva dos Santos, de 32 anos. Ele foi condenado no início de deste mês 119 anos, 4 meses e 4 dias de prisão por envolvimento na chacina de Osasco.

 

O que falta para desvendar o atentado político?

A polícia sabe a origem das balas e tem as imagens da tocaia

 

 

Imagens obtidas mostram o momento em que Marielle entra no carro com a assessora e o motorista. Um carro que sai logo depois que o veículo de Marielle sai.


O carro dos assassinos é um Cobalt prata. Segundo investigadores, os ocupantes do carro ficaram cerca de 2 horas no veículo, que só saiu do local depois da saída de Marielle - tirando o momento em que um homem sai do carro falando de celular. Veja vídeo 

 

O ministro Jungmann fala e não diz nada. O silêncio do general interventor de Temer diz tudo. Eis o enigma  

 

rony schleifer.jpg

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D