Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

13
Jul17

O dia mundial do rock só existe no Brasil vassalo

Talis Andrade

Um dia criado para comemorar a vassalagem, o entreguismo cultural. Ou melhor, para celebrar o fim da Cultura brasileira.

 

Trata-se de uma conquista dos Estados Unidos. Que toda invasão de um império é precedida pela imposição da cultura do vencedor. Estratégia política utilizada por Alexandre, o Grande, e pelos Césares, na Antiga Roma.

 

O portal Aventuras na História registra:

 

"Exatamente o que diz no título. O dia mundial do rock é uma jabuticaba - o que não quer dizer que, como a fruta e o rock nacional, não possa ser apreciado, só que não entrega o prometido 'mundial".

 

Ora, ora, não existe "rock nacional", e sim rock cantado em português do Brasil, que de brasileiro nessa história apenas existe jabuticaba, uma palavra indígena. Frutos em botão, no tupi.

jaboticabeira.jpg

A árvore da jaboticabeira, de até dez metros de altura, tem tronco claro, manchado, liso, com até quarenta centímetros de diâmetro. As folhas, simples, têm até sete centímetros de comprimento. Floresce na primavera e no verão, produzindo grande quantidade de frutos. As flores (e os frutos) crescem em aglomerados no tronco e ramos. Seus frutos pequenos, de casca negra e polpa branca aderida à única semente, são consumidos principalmente in natura, ou na forma de geleia, suco, licor, aguardente, vinho, vinagre e medicamentos. 

 

Na cidade de Sabará, em Minas Gerais, no Brasil, é realizado, anualmente, o Festival da Jabuticaba, visando a perpetuar a tradição da cidade como produtora da fruta.

 

Daí a expressão chula para a mulher adúltera e o homossexual promíscuo: dá que nem jaboticaba. Esse dar, entreguismo, caracteriza o governo de Fernando Henrique e, hojemente, o de Michel Temer. O Brasil colonizado e dependente está doando todas suas riquezas, com uma política selvagem de privatizações, de leilões a preço de banana, concessões e outorgas.

 

O Fernando Henrique, no início da ditadura militar, em março de 1964, atuava como agente da CIA, para promover a morte da Cultura nacional.

 

Uma política que teve êxito. Festivais transformaram São Paulo em capital do jazz. O Rio de Janeiro, ex-Capital do Samba, virou rock Rio.  

 

Sobre a farsa do dia mundial do rock, in Aventuras na História:

 

"A origem vem de fora. Começou em 13 de julho de 1985, durante o Live Aid, festival organizado pelo escocês Midge Ure e o cantor Bob Geldof. O megaevento aconteceu simultaneamente em Londres, Inglaterra, Filadélfia e Estados Unidos, com o objetivo principal de arrecadar fundos para acabar com a fome na Etiópia. A line up era imensa, com nomes como Mick Jagger e Keith Richards, U2, David Bowie, Madonna, Duran Duran, Phill Collins e Bob Dylan. Apesar de algumas participações mais pesadas, como Black Sabbath, Led Zeppelin e Judas Priest, em média era bem mais pra pop que rock. Veja abaixo a pauleira da música-tema.


Phill Collins, ex-membro da banda de rock progressivo Genesis, então um supeastro pop, se empolgou tanto durante sua performance e declarou sua vontade daquele dia ser considerado o dia mundial do Rock.

 

Phil Collins durante o festival Live Aid / Reprodução

No auge da fama, o próprio Collins devia imaginar que teria seu desejo atendido. Mas ele não estava na setlist dos metaleiros, punks & cia., então a coisa ficou por isso. Até 1990, quando duas rádios paulistanas de rock, a 89 FM e a 97 FM, passaram a mencionar o episódio de Collins em sua programação. Os ouvintes, as baladas de rock e o resto do país aceitaram a ideia.


O Dia do Rock de Phil Collins é ignorado no resto do mundo, mas lá fora existem outros dias do rock. Algumas rádios celebram o 9 de julho, quando ocorreu a estreia do programa American Bandstand que popularizou rock nos EUA. Outra opção é o 5 de julho, quando o ícone Elvis Presley em 1954, gravou o seu primeiro hit That's All Right. E ainda há o 11 de fevereiro, quando, em 1964, os Beatles se apresentaram pela primeira vez".

 

augusto_pinochet__sergei_tunin.jpg

                                        Augusto Pinochet, por Sergei Tunin 

 

Nenhum brasileiro citado, e nenhuma data possui significado para a Cultura do Brasil, a não ser para alienados, e para a indústria musical estrangeira, notadamente os Estados Unidos.

 

Veja o caso de Chico Buarque de Holanda, quando queria burlar a censura cantava no ritmo do rock, num embalo à Roberto Carlos tão apreciado pelos cafonas generais ditadores do Cone Sul.

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub