Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

31
Out20

O Brasil precisa de uma vacina contra a estupidez (vídeos)

Talis Andrade

vacina.jpg

 

 

por Fernando Brito

Jair Bolsonaro fica num estado de indisfarçada felicidade quando se comporta como aquilo que é. Com o perdão da palavra pouco adequada, mas necessária: como um sujeito escroto.

O que disse ontem em sua “live” sobre a vacina chinesa é coisa daqueles valentões de porta de boteco, com uma argumentação fundada em deboches, grosserias e afirmações “de macho”, lembrando, aos mais velhos, o personagem Zeca Bordoada, da TV Pirata, que tinha como razão definitiva o “vou te dar uma bifa“:

Então, querido governador de São Paulo, você sabe que sou apaixonado por você, sabe disso. Poxa, fica difícil, né? E outra coisa: ninguém vai tomar tua vacina na marra, não, tá ok? Procura outra. E eu, que sou governo, não vai [sic]comprar sua vacina também não. Procura outro pra pagar sua vacina”.

A vacina, claro, é a chinesa, que está, aparentemente, sendo bem sucedida nos testes clínicos conduzidos com milhares de voluntários em São Paulo.

Mas considerações médico-sanitárias não tem importância nesta história, só a politicagem. O fato de João Dória pretender colher louros pela associação com o laboratório chinês que desenvolve um possível imunizante contra o novo coronavírus é irrelevante. A questão é provar que Jair Bolsonaro é machão, poderoso, é o dono do dinheiro e que é quem, afinal, decide tudo.

De quebra, prometeu renovar o decreto que revogou e que previa abrirem-se as portas para a privatização dos postos de saúde, algo sem é nem cabeça que não passa nem no Legislativo, nem no Judiciário, mas serve para seu objetivo principal: criar polêmica pública.

Temos um completo desqualificado no mais alto posto do país. Pior, temos um sujeito na presidência que transforma uma parte da sociedade em bestas-feras, que não são capazes sequer de apiedarem-se diante da morte de quase 160 mil pessoas.

Precisamos, com grande urgência, de uma vacina contra esta estupidez.

corona pandemia vacina teste.jpg

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub