Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

15
Ago18

Moro sempre fez 'exploração eleitoral' com os depoimentos de Lula

Talis Andrade

Registro-da-Candidatura-do-Lula.jpg

 

 

A lava jato, suruba jurídica/policial, começou com investigações que levaram sumiço: dos ativos e desafiadores e impunes tráficos de drogas e de diamantes, que motivaram a prisão da máfia libanesa, cujo chefe se encontra solto e bilionário, o perdoado Alberto Youseff. Os demais bandidos da quadriha, que atua em Brasília, Paraná e São Paulo, estão igualmente soltos e felizes e imensamente ricos, obrigado!

 

Youssef, conhecido de Moro desde os tempos saudosos do bilionário assalto ao Banco do Estado do Paraná -, sem nunca ter tido nenhum contato direto ou indireto, terminou sendo, por magia de Moro, uma das principais testemunhas da lava jato contra o presidente Lula.

 

Pois é, Moro usou e abusou da lava jato, orquestrada pela TV Globo, na trama do golpe, nas manifestações de rua para derrubar Dilma Rousseff a presidente eleita pelo voto direto, no impeachment no Congresso que representou a eleição indireta do corrupto de estimação Michel Temer com o apoio dos coxinhas, e na prisão política de Lula. Mas Moro quer mais. Começou a usar a lava jato, o mecanismo da lava jato, para impedir a eleição de Dilma para representar Minas Gerais no Senado, e assim beneficiar o amigo camarada senador Aécio Neves. Moro pretende muito mais. Traça uma segunda prisão de Lula também sem provas. Que o golpe só se consolida se Lula não for eleito, nem o vice Haddad, nas eleições de 7 de outubro próximo.

 

O PT denunciou a manobra pérfida de Moro com a TV Globo ao STF. Não dá para repetir a mesma safadeza. Basta. O STF proibiu Moro de fabricar depoimentos, do jeito fácil e imoral, pra lá de suspeito, como acontece com as delações premiadas que passam de mil. 

 

Malandro e safado, Moro assinou o seguinte humilhante despacho político:

 

“Um dos acusados foi condenado por corrupção e lavagem na ação penal e encontra-se preso por ordem do Egrégio Tribunal Regional Federal da 4a Região, tendo a medida sendo mantida pelos Tribunais Superiores. Apesar disso, o acusado apresenta-se como candidato à presidência da República”.

 

Que sacana: "Apesar disso, o acusado apresenta-se como candidato à presidência da República". Quem vem para chuva não tem medo de se molhar. "Apesar de" Moro, que faz baixaria política com a justiça, o povo apresenta Lula como candidato. São milhares e milhares nas ruas que Moro deixou de frequentar por medo do povo. Eta bicho covarde, cada vez mais desmoralizado. 

 

Quanto mais Moro acusa, humilha, sacaneia, tortura Lula, mais votos para Lula. Milhões de votos. E derrota dos corruptos de estimação de Moro, os retratados com Moro, os presidenciáveis Meirelles, Alckmin, Álvaro Dias,  Michel Temer, senador Serra, senador Aécio, Carpes, Doria, Pedro Parente. Com a desculpa de pagar conferências, Doria, grileiro de terras, candidato a governador de São Paulo, molha a mão de Moro, via Lide. 

 

Escreve hoje Helena Chagas: "Ao que parece, o juiz Sérgio Moro já percebeu o risco da politização e não terá sido outra a razão pela qual decidiu adiar para novembro o depoimento de Lula no caso do sítio de Atibaia, inicialmente marcado para setembro – momento de um confronto esperado entre os dois. Preferiu não arriscar. "

 

LAVA JATA ENTRA DE VEZ NAS ELEIÇÕES

 

prisão__giacomo_cardelli.jpg

 

 

por Helena Chagas

---

A Lava Jato entrou de vez na eleição. Desde a semana passada, repercutem no noticiário novos depoimentos sobre assuntos meio requentados, como o de Mônica Moura sobre pagamentos da Odebrecht ao PT, denúncias como a que o Ministério Público fez contra Antônio Palocci e Guido Mantega – aceita pelo juiz Sérgio Moro em relação a este último – e  outros movimentos inequívocos de Curitiba. Se alguém tinha alguma dúvida, surge hoje a petição da força tarefa à juíza de execuções penais contra as visitas a Lula na carceragem da PF.

 

O UOL obteve o documento assinado pelos procuradores da LJ e divulgou há pouco: a força tarefa de Curitiba reclama da “proliferação de advogados” do ex-presidente, que o visitam todos os dias, e diz que o local de sua prisão virou um “comitê de campanha”.  Reclama sobretudo de petistas como Gleisi Hoffmann e Fernando Haddad que, advogados, tem usado essa prerrogativa para entrar e sair da PF de Curitiba fora do horário das visitas comuns. Pedem à juíza Carolina Lebbos – aquela que não permite nada – restrições a essas visitas.

 

Mais do que atrapalhar a vida de Lula – que, todo mundo sabe, em poucos dias transferirá a candidatura a Fernando Haddad – o gesto expõe a força tarefa e a própria Justiça. Se a petição for aceita, o ex-presidente será vitimizado à máxima potência, num grau que poderá ser facilmente explorado por seu partido na campanha eleitoral. Além de julgado em tempo recorde, preso e proibido de falar, Lula não poderá mais nem receber as visitas de Gleisi e Haddad – e isso reforçará a narrativa da perseguição a ele.

 

Ao que parece, o juiz Sérgio Moro já percebeu o risco da politização e não terá sido outra a razão pela qual decidiu adiar para novembro o depoimento de Lula no caso do sítio de Atibaia, inicialmente marcado para setembro – momento de um confronto esperado entre os dois. Preferiu não arriscar.

 

justiça seletiva.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub