Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

14
Jun18

Moro não prova crime em palestras de Lula, mas mantém bens bloqueados mesmo assim O Jornal de todos Brasis Moro não prova crime em palestras de Lula, mas mantém bens bloqueados mesmo assim

Talis Andrade

moro dita dor.jpg

 

 

Jornal GGN - No mesmo dia em que desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região pediu pressa para julgar um recurso de Lula que está no gabinete de Sergio Moro desde janeiro, o juiz de Curitiba decidiu despachar usando uma tese "sem nenhuma sustentação jurídica" para manter os bens do ex-presidente e de dona Marisa Letícia bloqueados.

A avaliação é da defesa do petista, após tomar conhecimento de que Moro admitiu que não tem provas de que bens de Lula são ilícitos, mas vai aguardar uma investigação da Polícia Federal que pode dizer o contrário.

Segundo relatos do UOL, a defesa de Lula pediu desbloqueio de R$ 3 milhões em bens que envolvem o espólio da ex-primeira dama. Moro, por sua vez, sustentou que pode ser que parte desses bens tenha sido misturada com valores das palestras proferidas pelo ex-presidente, cuja possibilidade de superfaturamento ainda está sob investigação.

"Embora seja prematura qualquer conclusão, se há suspeita de que os ativos financeiros foram em parte formados por recursos ilícitos, não haveria meação a ser resguardada, pois produto de crime não se comunica", disse o juiz, lembrando que as palestras estão sob investigação.

Por outro lado, Moro indicou que não bloqueou os bens de Marisa, mas os de Lula, e provocou o ex-presidente sugerindo que ele pode vender os imóveis e carros que mantém em nome do casal e depositar metade do valor em conta judicial.

A decisão de Moro, de manter o bloqueio, é temporária. Ele ainda irá julgar o pedido no mérito. Antes disso, aguarda manifestação dos procuradores de Curitiba e da defesa.

Em nota, os advogados de Lula mostraram indignação com o despacho do juiz. "Não há qualquer sustentação jurídica", afirmaram. "Cogitar-se de 'superfaturamento' de palestras contratadas entre partes privadas é o mesmo que admitir a esdrúxula possibilidade de o juiz arbitrar o valor que o palestrante pode cobrar por seu trabalho. No caso de Lula, o valor de 200 mil dólares para qualquer contratante", acrescentaram.

 

tacla moro.jpg

 

 

 

Nassif,

Quando um juiz de comprovada 5ª categoria, que aplica a condução coercitiva de acordo com o seu instinto; que se borra de medo de Tacla Durán "por algum motivo muito sério" rsrs ; que alega propriedade de um imóvel sem que consiga mostrar nenhuma prova, ou seja, um juizeco que avacalha inteiramente com os cartórios, entes responsáveis por legitimar a identificação da propriedade de todos os imóveis deste país; que manda às favas as circunstâncias para prisão de condenado em 1ª instância; que pretende ser "proprietário de seus X-9", tudo isto e muito mais diante de um STF prá lá de acovardado, de uma PGR silente, de um Judiciário que finge não saber do que está acontecendo, vamos e venhamos, qual é a surpresa em relação à negativa de desbloqueio dos bens do casal ?

Fernando Morais

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D