Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

08
Dez20

Moro condenou empreiteira a contratar serviços de sua empresa nos Estados Unidos

Talis Andrade

vaza jato moro nunca mais nani2.jpg

 

Quando começou o chamego? A paixoneta de Sergio Moro pelos gringos?  Quando oficializado o 'noivado' com a empresa Alvarez & Marsal? 

Foi um amor casual ainda ele juiz ou quando ministro de Bolsonaro? 

Certo, só agora o casamento foi anunciado, mas isso não é coisa que acontece do dia pra noite, pois envolve milhões da A&M, bilhões de dólares de empresas em recuperação judicial, mudança de país, e novos e altos negócios.

Sei que essa relação só será conhecida no seu suspeito, perigoso e inacreditável começo se quebrados os sigilos que protegem um magistrado, um ministro de Estado, ou um capo de uma poderosa organização criminosa que perseguiu presidentes, senadores, governadores, deputados, inclusive ministros do STF que, acovardados ou com rabo preso, não ousaram ensaiar uma contrapartida, um revide, um simples temeroso troco.

A cada dia surgem novas evidências que tornam cada vez mais questionáveis as relações do ex-juiz e ex-ministro, Sérgio Moro, com a consultoria norte-americana A&M, que irá atuar na recuperação judicial do Grupo Odebrecht e da OAS, duas das construtoras condenadas e destruídas por Moro durante a autodenominada Operação Lava Jato.

Na sentença proferida por Moro, em março de 2016, ao condenar o empreiteiro Marcelo Odebrecht, ele recomendou que o Grupo Odebrecht fechasse acordos de leniência e que também adotasse medidas de “compliance”.

No conteúdo da sentença, Moro cita explicitamente que a Odebrecht deveria “recuperar a sua reputação”, através da adoção “de sistemas internos mais rigorosos de compliance“. (Esses contratos já foram assinados e pagos?)

Agora, quatro anos após a sentença, Moro vai trabalhar justamente como sócio-diretor da Alvarez & Marsal para cuidar, recuperar a 'reputação', a virgindade do Grupo Odebrecht, por meio de compliance, palavrinha que a Lava Jato colocou em moda no Brasil. Tanto que procuradores da mesma Lava Jato estão abrindo escritórios de compliance, tal como Moro agora ousa e faz, sendo que numa empresa norte-americana, com mais de cinco mil funcionários espalhados por mundos jamais sonhados pelo juizeco de Maringá onde tudo ficou tão triste. 

A empresa dos EUA, país que teve uma relação direta com as investigações secretas executadas pela Operação Lava Jato que, conforme já ficou comprovado por meio de documentos oficiais, sofreu uma participação direta do FBI e outros serviços de inteligência e espionagem, Alvarez & Marsal vai receber a bagatela de R$ 34,8 milhões para administrar a recuperação judicial da Odebrecht.  

Será que Moro vai fazer lóbi para conseguir mais empresas brasileiras?

Para trabalhar como sócio-diretor da A&M, Moro irá receber um salário anual de R$ 1,7 milhão por ano. Como juiz, recebia por ano R$ 410 mil, sem contar os benefícios indiretos. 

O anúncio, no mínimo escandaloso, do novo sócio foi feito no dia 29 de novembro, e provocou uma série de reações no mundo jurídico e no cenário político do país, diante do comportamento aético e imoral do ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública do governo Bolsonaro, do governo da extrema-direita, da velha política que Bolsonaro representou com deputado. 

vaza jato ouvidos moucos.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub