Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

25
Fev20

Mangueira bate duro no fundamentalismo bolsonarista

Talis Andrade

A Mangueira fez referências quase diretas ao presidente Jair Bolsonaro, ”Não tem futuro sem partilha nem messias de arma na mão“, cantaram os integrantes, em alusão ao presidente

Mangueira2020.jpg

 

 

Falando Verdades - A escola de samba  e atual campeã do carnaval do Rio de Janeiro, Mangueira, resolveu bater duro no fundamentalismo religioso bolsonarista. A escola mostrou um Jesus Negro na avenida, os falsos profetas radicais com “armas na mão”, com o tema a “Verdade Vos Fará Livre”, com forte crítica social e política criticando o “messias com arma na mão” em alusão a Jair Bolsonaro.

A escola de samba Mangueira, levou a crítica ao escopo ideológico do Bolsonarismo neopetencostal radical á avenida, com um Jesus  mostrado com rosto de negro, sangue de índio e corpo de mulher, a escola de samba criticou os profetas da intolerância.  Um jesus negro e outro Jesus mulher.

A Mangueira que é atualmente campeã do carnaval do Rio de Janeiro, voltou com fortes críticas sociais e políticas para a avenida e mostra ao mundo o radicalismo bolsonarista.

O samba cita um Jesus de “rosto negro, sangue índio, corpo de mulher”, e menciona “profetas da intolerância” que não sabem que a “esperança brilha mais que a escuridão”.

“Jesus pode ser de todos os gêneros. E se fossemos ensinados, desde criança que Jesus também poderia ser uma mulher, será que o Brasil estaria no topo do feminicídio? Que todos os olhos possam acolher todas as imagens de Jesus, porque ele está no meio de nós”, disse a rainha da Mangueira, Evelyn Bastos.

A Mangueira fez referências quase diretas ao presidente Jair Bolsonaro, ”Não tem futuro sem partilha nem messias de arma na mão“, cantaram os integrantes, em alusão ao presidente.

A letra do samba enredo e vídeo do desfile da Mangueira:

A Verdade vos Fará Livre

Compositores Manu da Cuíca e Luiz Carlos Máximo

Intérprete Marquinho Art’Samba

Eu sou da Estação Primeira de Nazaré

Rosto negro, sangue índio, corpo de mulher

Moleque pelintra do buraco quente

Meu nome é Jesus da gente

Nasci de peito aberto, de punho cerrado

Meu pai carpinteiro desempregado

Minha mãe é Maria das Dores Brasil

Enxugo o suor de quem desce e sobe ladeira

Me encontro no amor que não encontra fronteira

Procura por mim nas fileiras contra a opressão

E no olhar da porta-bandeira pro seu pavilhão

Eu tô que tô dependurado

Em cordéis e corcovados

Mas será que todo povo entendeu o meu recado?

Porque de novo cravejaram o meu corpo

Os profetas da intolerância

Sem saber que a esperança

Brilha mais que a escuridão

Favela, pega a visão

Não tem futuro sem partilha

Nem messias de arma na mão

Favela, pega a visão

Eu faço fé na minha gente

Que é semente do seu chão

Do céu deu pra ouvir

O desabafo sincopado da cidade

Quarei tambor, da cruz fiz esplendor

E num domingo verde e rosa

Ressurgi pro cordão da liberdade

Mangueira

Samba que o samba é uma reza

Se alguém por acaso despreza

Teme a força que ele tem

Mangueira

Vão te inventar mil pecados

Mas eu estou do seu lado

E do lado do samba também

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub