Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

21
Abr18

JUÍZA CARCEREIRA DE LULA E O MÉDICO QUE ATENDIA O BANDIDO JANENE

Talis Andrade

 

juizinha.jpg

Foto de Lebbos quando estudante 

por Alceu Castilho

 

 

O mundo dá voltas. Em 2007, acusado de um de um desvio de R$ 1,6 milhão, o ex-deputado federal (e pecuarista) José Janene, pivô do caso do mensalão, precisava ir a uma audiência em Londrina, no Paraná. Seu médico particular, um libanês chamado Elie Lebbos, apresentou ao juiz um atestado para justificar a ausência do político: “‘A cardiopatia faz com que ele tenha apenas 28% do coração ativo, ele não tem condições de suportar qualquer situação de stress”.

Janene faleceu em 2010. Elie Lebbos, no ano passado, em outubro. Ele era casado com Marina Vieira Moura Lebbos. Não era só médico. Possuía empresas (inclusive uma incorporadora imobiliária), era um perito previdenciário aposentado (por isso a viúva recebe pensão), foi do Conselho de Administração da Sanepar, a companhia paranaense de saneamento, e fazia parte do Conselho Fiscal do Banco Mercantil do Brasil.


No Mato Grosso, em 2016, Lebbos era do Conselho Fiscal da distribuidora de energia Energisa, junto com seu sócio na Dax Incorporações. Antes, quando a empresa ainda era a Cemat (o controlador Jorge Queiroz, do grupo Rede, ainda não tinha dado um calote bilionário), ele representou acionistas preferenciais. Entre eles estavam Luciana Moura Lebbos e Carolina Moura Lebbos.


Em abril de 2016, ata do Banco Mercantil do Brasil mostra que Elie Lebbos assinou presença na assembleia geral ordinária, “por si e por Carolina Moura Lebbos e Luciana Moura Lebbos”. (O endereço de Luciana em um dos documentos é o mesmo de Elie Lebbos, em Curitiba, a quem defendia como advogada, e o mesmo da cooperativa do médico, a Greenmed).


Em 2018, formada em Direito pela Universidade Federal do Paraná, Carolina Moura Lebbos entrou no noticiário como a juíza responsável por quem visita ou não, na prisão, o ex-presidente Lula. “Discreta, técnica e rígida”, na definição do UOL, a juíza está longe das redes sociais. (Elie Lebbos tinha bem mais visibilidade.) Há alguns dias, ela negou a visita humanitária de um prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, de 87 anos, que denunciou um estado de exceção no Brasil.

 

---

P.S.: Há quem duvide que Janene esteja morto. O Paraná tem desses malassombros. Aconteceu com diretores do BanEstado julgados por Sergio Moro.

 

In Wikipedia: Após a viúva de Janene, Stael Fernanda Janene, relatar que não viu o corpo do ex-marido após sua morte, o presidente da CPI da Petrobrás, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), afirmou em 20 de maio de 2015 que pedirá a exumação do corpo do ex-deputado, morto em 2010, vítima de um AVC. Dois dias depois do Deputado Hugo Motta afirmar que pedirá a exumação do corpo, o sítio "O Antagonista" de Diogo Mainardi e o jornalista Mario Sabino publicou a certidão de óbito de Janene, onde consta como declarante da morte do ex-deputado o doleiro Alberto Youssef, do escândalo do Petrolão (com as filhas de Janene). Segundo os familiares de Janene, Youssef era amigo da família.

 

Youssef doleiro foi perdoado por Moro, depois de pegar cadeia pelo assalto do BanEstado, e por ser traficante de moedas da Lava Jato. O perdão de Moro foi estendido para toda a família criminosa: a esposa doleira, a amante também doleira, e a filha mais velha. 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub