Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

20
Jun17

Joaquim Levy do Bradesco, o santo de Sérgio Cabral

Talis Andrade

20120511_cabraladrianachampanhe.jpg

 "Adriana Ancelmo e Cabram em Monte Carlo: champanhe e iguarias para brindar ao cinismo". In Blog de Garotinho

 

Não entendo como Sérgio Cabral é preso pela prática de crimes como governador, e os secretários da Fazenda e Planejamento ficam soltos, quando o cargo tem as seguintes 

 

Finalidade e Competências:

 

"A auditoria constitui etapa de controle interno para o exercício de fiscalização e assessoramento das atividades da administração orçamentária, financeira e patrimonial nos órgãos e entidades da administração estadual.

 

Suas finalidades estão expressas no Art. 2º do Decreto nº 43.463/2012 e consistem em:

Garantir o cumprimento das normas técnicas, administrativas e legais;

Assegurar eficácia, eficiência e economicidade em relação à boa administração e aplicação dos recursos públicos;

Auxiliar a Administração no sentido de evitar erros, fraudes, abusos, malversação, desvios, perdas e desperdícios;

Identificar erros, fraudes, desvios, malversação de seus agentes; salvaguardar o patrimônio público; além de gerar informações sobre a gestão pública, de modo a orientar a tomada de decisões". In portal do Governo do Rio de Janeiro.

 

JOAQUIM LEVY, O GUARDIÃO DO DINHEIRO

Levy.jpg

Diante dos escândalos envolvendo a FIFA, a CBF e demais entidades do futebol, o senador Roberto Requião (PMDB) questionou: “Quem era o Secretário da Fazenda do Rio que interagia com a FIFA em ‘desonerações e medidas especiais?’ . A resposta: O santo Levy (foto)

 

Escreveu Quintino Gomes Freire: "Conheça os secretários do governo Sérgio Cabral (retirado da Veja Rio). É um secretariado basicamente político, indo contra promessas de campanha de fazer um técnico, apesar de ter escolhido para ser Secretário da Fazenda, o Workaholic, Joaquim Levy, que o link acima destrincha e bota esperanças.

 

Tem alguns nomes especialmente complicado, o do ex-prefeito e ex-vice governador Conde (PMDB) e da ex-governadora Benedita da Silva (PT), ambos envolvidos em denúncias de corrupção ou de mal uso do dinheiro público. A última, inclusive tendo deixado o cargo de ministra do governo Lula após uma viagem para Argentina paga pelo dinheiro píúblico".

 

Que fica bem estabelicida a responsabilidade de Levy: 

"Negócio. Arrecadação dos tributos de sua competência e gestão financeira do Estado.

Missão. Prover e gerir os recursos públicos que viabilizam a gestão do Governo, com transparência, isenção e tempestividade, prestando contas e disponibilizando com agilidade as informações necessárias para o contínuo aperfeiçoamento do controle fiscal e social do Estado". In portal do Governo do Rio de Janeiro. 

 

SERGIO CABRAL, PRESO COMO LADRÃO

cardapio-sergio-cabral-complexo-penitenciario.jpg

Sérgio Cabral com uniforme do Complexo de Gericinó, em Bangu, no Rio

 

In Wikipédia: "Em 2016, Sérgio Cabral foi preso na Operação Lava Jato e tornou-se réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, sendo alvo da Polícia Federal nas operações Calicute, Eficiência, Fatura Exposta e Mascate.

 

Até fevereiro de 2017, tornou-se réu pela quinta vez, acusado dentre os crimes por corrupção e lavagem de dinheiro. Em março tornou-se réu por evasão de divisas, corrupção passiva, e em abril tornou-se réu, pela sétima vez, por chefiar uma organização criminosa que fraudou licitações e formou cartel na reforma do Maracanã e no PAC das Favelas. Em junho de 2017 se tornou réu pela décima vez, e no mesmo mês foi condenado a 14 anos e dois meses de prisão, em um dos processos".

 

Levy tinha a gestão financeira do Estado e não sabia da roubalheira do governador, quando provia e geria os recursos públicos que Cabral desviava. Não é um santo milagre? 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub