Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

12
Fev19

Inculturação prioridade para a Amazônia

Talis Andrade

Entre as populações indígenas do Alto Rio Negro 

sinodo.jpg

 

«Todos os sacramentos devem ser inculturados», como afirma a constituição conciliar Sacrosanctum Concilium, mas «não nos devemos limitar apenas a traduzir nas línguas vernáculas os sacramentos da Igreja. Eles devem ter uma inculturação muito mais profunda»: foi quanto afirmou D. Edson Tasquetto Damian, bispo de São Gabriel da Cachoeira, em vista do sínodo sobre a Amazónia que terá lugar no próximo mês de outubro no Vaticano.

 

O prelado recordou que o Papa Francisco insiste a fim de que a Igreja local tenha um rosto amazónico e indígeno. Para alcançar este objetivo é necessário um processo de inculturação, uma das possíveis novas vias do sínodo. «Entre as populações indígenas do Alto Rio Negro – explicou D. Tasquetto Damian à agência Fides – a missa já foi traduzida e celebrada na língua tucana em diversas localidades», o que deveria ser assumido como habitual pelos povos que falam aquela língua. O mesmo pode-se dizer do rito do batismo, uma experiência que se realiza também na prelazia de Itaituba, onde vivem os mundurukus, como recordou o bispo local, D. Wilmar Santin.

 

Após cem anos de missão entre os mundurukus, nos últimos dez anos «insistiu-se na construção de capelas nas aldeias, tiveram início as celebrações dominicais da Palavra e foram criados grupos litúrgicos. Segundo D. Santin «o primeiro passo foi traduzir cânticos na língua munduruku e agora são eles mesmos, com o seus ritmos musicais, que compõem os cânticos». Diante destes novos percursos, o bispo prelado de Itaituba frisou que «seria necessário encorajar a composição de cantos litúrgicos na própria língua, com os próprios ritmos». Além disso, é necessário «formar bem os ministros da Palavra, a fim de que possam ter criatividade e inculturar a liturgia, enriquecendo a celebração com elementos da sua cultura».

sinodo_amazonia.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub