Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

09
Jul18

FARSA JURÍDICA Jornais europeus repercutem disputa no Judiciário após pedido de soltura de Lula

Talis Andrade

"Queda de braço" foi uma das expressões mais usadas; Le Monde, da França, falou em "teatro político"

Poliana Dallabrida

Brasil de Fato | Moscou (Rússia)

Na França, o jornal Le Monde ressaltou a "sensação" causada pelo pedido de soltura do ex-presidente - Créditos: Joka Madruga/Agência PT
Na França, o jornal Le Monde ressaltou a "sensação" causada pelo pedido de soltura do ex-presidente / Joka Madruga/Agência PT

 

O pedido de soltura do ex-presidente Lula (PT) repercutiu nos principais jornais europeus nesta segunda-feira (9).  Embora o embate entre os juristas tenha acontecido no fim da tarde de domingo, devido ao fuso-horário, os internautas puderam acompanhar o embate em tempo real pela internet. 

 

O Público, de Portugal, adotou uma manchete objetiva e falou na "queda de braço" que resultou na "suspensão da ordem de libertação de Lula da Silva".

 

No editorial, o veículo afirma que o Judiciário brasileiro é o reflexo de um Brasil dividido: "A cacofonia judicial só serve para amplificar a descrença, o desespero e o discurso fascista de Bolsonaro".

 

Como possui um canal específico para a América Latina, a agência estatal Rússia Today divulgou ao público russo apenas a notícia da anulação do pedido de soltura pelo presidente do TRF4 Carlos Thompson Flores. A cobertura da editoria Internacional está praticamente toda concentrada nos preparativos para as semifinais da Copa do Mundo.

 

Na França, o jornal Le Monde ressaltou a "sensação" causada pelo pedido de soltura e atentou para o fato de que o juiz Sérgio Moro escreveu o despacho contra a soltura de Lula enquanto estava de férias. Segundo artigo publicado na versão online, foi feito "um teatro político para não cumprir ordens".

 

O jornal italiano La República disse que houve um embate entre os juízes em torno de Lula e profetizou que esta não será a última batalha travada para soltura do ex-presidente.

 

A revista Der Spiegel, da Alemanha, afirmou que essa "luta entre juízes" terá influências diretas nas eleições deste ano, visto que Lula está "claramente à frente nas pesquisas" de intenção de voto.

 

 

 

 

 

Edição: Juca Guimarães/ Brasil de Fato