Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil. As melhores charges. Compartilhe

O CORRESPONDENTE

30
Jun18

Datena, o ex-petista que virou direita volver de Doria

Talis Andrade

datenatemerdatena.jpg

datena temer.jpg

doria datena maia.jpg

 

 

 

 

José Luiz Datena foi demitido da TV Globo porque subiu no palanque da primeira campanha de Lula a presidente em 1989. 

 

Tempos de pobreza, Datena era petista de carteirinha. E assim continuou pelos oito anos de governo de Lula, e mais cinco ou seis de Dilma Rousseff. Que em 2015 passou a participar da trama golpista. Saiu da esquerda para a extrema-direita de Jair Bolsonaro, de Paulo Maluf, o Partido Progressista - PP do governador Luiz Fernando Pezão, do vice-governador Francisco Dornelles ministro de Michel Temer, dos ministros da Fazenda da ditadura militar de 1964 Delfim Netto, Roberto Campos, Pratini de Moraes, do presidente do Banco Central Affonso Celso Pastore.  

 

Datena participou da trama para derrubar Dilma Rousseff, e até anunciou que era candidato a prefeito para abrir mão da candidatura para João Doria.

 

Os dois aparecem novamente juntos para disputar as vagas de governador e senador, mas oportunistas que são trabalham pela dobradinha Doria presidente, e Datena governador.

 

Datena, como todo falso puritano, defende na TV a família tradicional, proclamando que é casado com a mesma esposa há mais de três décadas. Acontece que tem cinco filhos, dois dos quais frutos de um relacionamento extraconjugal, durante um período de três anos em que esteve separado da mulher. Um dos filhos desse período é a modelo Letícia Wiermann:

 

Leticia-Wiermann- filha datena.jpg

 

leticia datena.jpg

 

Recordando os tempos que Datena era filiado ao PT, em 3 de maio de 2010:

 

FOLHA DE S. PAULO - Em quem você vai votar?
DATENA - Ainda não decidi. Mas acho que vou votar na Dilma, por causa do Lula. Acho que a Dilma tem a capacidade para governar o país. O Serra estaria mais preparado, mas minha ligação com o Lula é um negócio muito legal. Acho que ele é um divisor de águas. Ele deu ao país a noção absolutamente exata de que um pobre pode ser presidente da República. O Lula virou um Padre Cícero.

 

 

FOLHA - Qual deles é mais de esquerda?
DATENA - O Serra é muito mais socialista do que a Dilma diz que é. Explico: a Dilma hoje é socialista porque não tem comunismo. Se tivesse comunismo ela estaria com arma na mão. Eu sou um cara de esquerda. Mas não aquele cara bobão, o comunista que escorregou para o socialismo de vergonha.

 

FOLHA - Sua saída da Globo em 1989 ocorreu quando você subiu no palanque do Lula na eleição contra o Collor. Conte como isso ocorreu.
DATENA - Fiz o comício do Lula porque achava que esse Collor era um xarope. Achava, não. Tenho certeza de que ele é. Por isso perdi o emprego na Globo. O diretor da época me chamou e falou: "Olhe, Datena, você sabe por que eu estou te mandando embora, né?" Eu falei: "evidente que sei". Três meses depois da eleição, após a derrota do Lula, o cara me chamou e me deu a carta de demissão.

 

 Datena vira a casaca

 

José Luiz Datena saiu do Partido dos Trabalhadores (PT) de Ribeirão Preto, sua terra natal, em 24 de agosto de 2015, para ingressar no PP. No dia 25, comentava Moacir Caporusso: a desfiliação acomoda, interesseira. “Ele está em São Paulo com o sensacionalismo, com jornalismo de direita, e não tem espaço contra o prefeito Fernando Haddad, então se torna um candidato viável para outro partido diante da despolitização que o Brasil vive atualmente”. E lembrou: "O Datena disse que nunca seria candidato a nada e sempre falou que o Paulo Maluf era um corrupto, e agora vai para o partido dele, isso é oportunismo.” 

 

Agora Datena aparece candidato pelo Dem dos senadores Demostenes Torres, Agripino Mais, e Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados . O Estadão deu manchete para a filiação do ex-petista no partido Partido Progressista. Confira aqui

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub