Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

01
Ago18

Bolsonaro contra os trabalhadores

Talis Andrade

Economista de Bolsonaro quer aposentadoria de R$ 239 e o fim da Carteira de Trabalho 

indignados ministro economia.jpg

 Banqueiro Paulo Guedes ministro da Economia de Bolsonaro

 

 

por Jean Barroso

---

Em entrevista à Folha de São Paulo, o economista de Bolsonaro, Paulo Guedes, revelou que é igual ao candidato, ou seja, não entende nada de economia, trabalhando exclusivamente para criar um programa de governo para agradar os patrões.

 

Paulo Guedes é um banqueiro, e entrou nesta para defender os interesses de sua classe, contra os trabalhadores. À Folha, em um entrevista denominada "O governo é grade e bebe muito combustível", deixou bastante claro sua concepção dos direitos trabalhistas:

 

O sujeito tem 18 anos, tem duas opções: carteirinha azul, com proteção da Justiça Trabalhista, etc., entra na velha Previdência. Quer a porta direita? Carteirinha verde-amarela. Não tem encargo trabalhista, zero. Se você quer a carteirinha verde-amarela, você aumenta a sua empregabilidade, porque você está recusando a Justiça Trabalhista.

 

O economista de Bolsonaro nada mais fez do que dizer em alto e bom som: o programa econômico de um possível governo de Bolsonaro seria exatamente o mesmo que o de Temer (que roubou a pauta da intervenção de Bolsonaro): ataques contra os direitos trabalhistas através de reformas que foram financiadas e apoiadas pelos grandes capitalistas. De quebra, o "verde-amarelo" golpista, que colocou Temer no poder, é também reivindicado pelo "economista".

 

Ainda na Folha, no Painel BlogFolha, é possível ver que uma proposta de previdência para perpetuar o trabalho eterno, até morrer, é inspiração para a equipe econômica de Bolsonaro. Segundo o Jornal, a proposta seria de pagar apenas 25% do salário mínimo para queles que se aposentassem com 55 anos.

 

Ou seja, depois de trabalhar a vida toda, o trabalhador receberia uma esmola de R$ 239. O resto do dinheiro iria, obviamente para banqueiros como Paulo Guedes e muitos outros financiadores do golpe que colocou o corrupto Temer no poder. Nada é muito novo para quem acompanhou os escândalos com as mansões de Bolsonaro, suspeito de ocultar patrimônio.

 

De ’Patriota’ ou ’Livre’, sua candidatura não tem nada, afinal, é tudo em favor dos interesses do capital financeiro, e dos capitalistas imperialistas, que querem sobretudo a privatização radical das empresas estatais brasileiras, como defende Paulo Guedes.

 

 

 

bolsonaro_americano-.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub