Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

26
Mai18

BANCO PRESIDIDO POR SÓCIO DE PEDRO PARENTE RECEBEU R$ 2 BI DA PETROBRAS

Talis Andrade

Parente em Nova Iorque com Moro.jpeg

Pedro Parente foi a Nova Iorque homenagear o amigo Sergio Moro 

 

Pelas cousas cabeludas que vêm acontecendo, a lava jato parou as investigações da corrupção na Petrobras.

 

Parou sim. Algo de podre existe no reinado de Pedro Parente, amigo de Sergio Moro.

 

A Petrobras realizou pagamento de R$ 2 bilhões ao banco JP Morgan, por um empréstimo que venceria apenas em 2022.

 

No Brasil, o banco é presidido por José Berenguer, que é sócio de Pedro Parente, responsável pela política de reajuste de preços dos combustíveis que provocou o caos no País com a greve dos caminhoneiros.

 

O presidente da Petrobras também é dono da Prada Ltda., especializada em gestão financeira de famílias milionárias; sua esposa, que já teve passagem pelo JP Morgan, é sua sócia. 

 

Do Jornal do Brasil/ 247 - José Berenguer preside o JP Morgan no Brasil. O banco recebeu pagamento no valor de R$ 2 bilhões da Petrobras. Segundo a revista eletrônica Crusoé, Berenguer e Parente, na prática, são sócios.

 

A informação é do repórter Filipe Coutinho, da revista eletrônica Crusoé. "Um cruzamento de pessoas jurídicas mostra que, na prática, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, é sócio do presidente da JP Morgan no Brasil, José Berenguer", diz a reportagem.

 

Ainda de acordo com Crusoé, os R$ 2 bilhões teriam sido um adiantamento de um empréstimo que venceria apenas em 2022.

 

Conflito de interesses na BRF

 

O presidente da Petrobras já esteve envolvido em outras questões polêmicas. Ao assumir o conselho de administração da BRF, disse não haver "conflito de interesses".

 

O nome de Parente, que está à frente da Petrobras desde junho de 2016, foi proposto pelo empresário Abilio Diniz, no comando do colegiado desde 2013, e teve apoio da gestora brasileira Tarpon, e dos fundos de pensão Petros (Petrobras) e Previ (Banco do Brasil).

 

Pedro Parente também é dono da Prada Ltda., especializada em gestão financeira de famílias milionárias. Sua esposa, que já teve passagem pelo JP Morgan, é sua sócia.

 

Antes de assumir a presidência da Petrobras, a Prada atendia 20 famílias. Depois de ter sido nomeado presidente da estatal, o número de famílias atendidas pela Prada aumentou consideravelmente. Até mesmo bilionários passaram a requisitar os serviços. Além disso, empresas também entraram na lista de clientes da especializada em gestão financeira.

 

Berenger foi com Parente para NY

 

berenguer.png

 

Paulo Henrique Amorim fala dos comes & bebes de Moro em Nova Yorque, e entre os convidados retratados está José Berenger.

 

Escreve PHA: Olha a tchurma do Moro! Que chic!

Código de Ética da Magistratura? Ora, isso é uma bobagem!
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub