Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

11
Dez18

ASSESSOR DE FLÁVIO BOLSONARO, QUE MOVIMENTOU R$ 1,2 MI, MORA EM CASA POBRE NO RIO

Talis Andrade

Fabrício Queiroz, que reside na Taquara, depositou 24 mil reais na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro

taquara motorista.jpg

casa-do-ex-motorista-de-Flavio-Bolsonaro- foto jul

 

 

Apontado pelo Coaf como responsável pela movimentação incomum de R$ 1,2 milhão, apenas em 2016, o policial militar Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, mora em uma casa pobre e sem pintura, localizada em uma viela no Rio de Janeiro.

 

Na casa do homem de R$ 1,2 milhão, os fios e canos são expostos. Se fosse dono do dinheiro, Fabrício Queiroz seria um milionário. O "faz tudo" do clã Bolsonaro está sumido

fabrício queiroz pescaria.jpg

Fabricio-Queiroz pelada.jpg

motorista flávio.jpgApontado pelo Coaf como responsável pela movimentação incomum de R$ 1,2 milhão apenas em 2016 o policial militar Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, mora em uma casa pobre e sem pintura, localizada em uma viela no Rio de Janeiro; na casa do homem de R$ 1,2 milhão, os fios e canos são expostos; se fosse dono do dinheiro, Fabrício Queiroz seria um milionário; o "faz tudo" do clã Bolsonaro está sumido.

 

De acordo com o jornal O Globo, Queiroz reside em uma casa sem pintura externa, localizada em uma viela no bairro da Taquara. A residência, que fica em uma espécie de conjunto habitacional com cerca de 70 unidades, é colada com os demais imóveis e os fios e canos são expostos. Na casa do ex-assessor, a única lembrança da campanha eleitoral de outubro é um adesivo rasgado com as fotos de Bolsonaro ao lado do filho.

 

De acordo com o Coaf, Queiroz teria recebido repasses de oito funcionários e ex-funcionários do gabinete de Flávio Bolsonaro. O documento foi anexado à Operação Furna da Onça, que prendeu deputados estaduais do Rio sob a suspeita de corrupção. O Ministério Público também abriu procedimentos para investigar a suspeita de irregularidades por parte de servidores da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

 

As transações foram informadas ao Coaf porque são "incompatíveis com o patrimônio, a atividade econômica ou ocupação profissional e a capacidade financeira" de Fabrício José Carlos de Queiroz, que foi assessor do gabinete de Flávio Bolsonaro até outubro deste ano, com salário de R$ 8.517. Uma das transações listadas é um cheque de R$ 24 mil destinado à futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, mulher do presidente eleito. Flávio Bolsonaro é o filho mais velho do presidente eleito e foi eleito senador no pleito de outubro.

Leia mais sobre o assunto no Brasil 247.

cuba motorista salário .jpg

 



 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub