Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

17
Abr18

A nudez de Roberto Justus candidato a presidente

Talis Andrade

O cara que invadiu o telefone de Marcela Temer pegou mais de 6 anos de cadeia. Está preso com nome trocado em local desconhecido, e nenhum defensor dos direitos humanos aparece para revelar a verdadeira identidade do coitado. Talvez seja o único caso de preso brasileiro, depois da ditadura militar, que foi julgado sem o nome de pia e/ou registro civil.


O ministro Alexandre de Morais, que prendeu o sujeito, botou um codinome no portador das fotos íntimas de Marcela que aparece no processo, também, com nome trocado.


Só não tem nome escondido nessa peça da alta justiça, a juíza que bateu com a vara no lombo do preso: Seis de cadeia, sentenciou a magnânima magistrada.


Nesses tempos de golpe, possívelmente o preso virou arquivo morto. Indigente morto sem nome numa sepultura sem lage.


Nestes tempos de golpe, 131 camponeses, líderes dos sem terra, foram trucidados no governo de Temer. No Rio de Janeiro, com um general interventor, paramilitares assassinaram a vereadora Marielle Franco. 

 
Depois do caso das fotos íntimas de Marcela, temos entre os presidenciáveis a bela esposa de Roberto Justus, cuja nudez jamais será castigada. Nem a de Justus, um dos candidatos de Temer.

-ana-paula-siebert-e-julio-rocha201309171113794283

 

 

Ana Paula.jpg

 

 

Justus, no Programa do Porchat, comentou sobre a possível reeleição do ex-presidente Lula.

 

“Você vê o programa do PT, o Lula falando que o Brasil precisa dele de volta. O que está aqui, o que nós herdamos, 13 milhões de desempregados, a maior crise institucional e política da história do país foi fruto de 12 anos de PT. Ele ajudou bastante essas pessoas, mas numa ilusão: quebrou o país”, disse o empresário ao apresentador.

 

Justus também fez uma promessa polêmica: “Eu sou o primeiro a dizer: se ele voltar, eu pulo do Brasil. Eu mudo do país. Não vou investir no país com um cara desses”, prometeu.

 

Esse palhaço do Justus é uma mistura de Faustão com Huck. É um Bial rico, apresentador do reality show O Aprendiz e A Fazenda, da Rede Record, dos bispos Macedo e Crivella, comprada a Sílvio Santos, com dinheiro do dízimo e do tráfico de drogas da Colômbia.


A TV Record, por sua vez, é a antiga TV Corcovado, comprada com dinheiro "emprestado" de PC Farias, mais de 4 bilhões. Novamente dinheiro do tráfico de drogas, que envolve a família da esposa de Moro. Aliás, um tráfico que Moro não quis ou impediu que fosse investigado, desviando a lava jato de suas origens, que era justamente investigar o tráfico de drogas e diamantes.


Esses partidos de esquerdas são muito incompetentes, ou temem apontar as sujeiras da República do Paraná. Tem muito delegado envolvido com drogas no Paraná e Santa Catarina, com jornalistas jurados de morte e exilados, porque denunciaram. Como acontece com as milícias no Rio de Janeiro, forças paramilitares formadas poe policais da ativa e aposentados ou expulsos do funcionalismo público.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D