Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

18
Ago18

A Lava Jato uma reprise da Operação Condor das ditaduras do Cone Sul

Talis Andrade

 

Natália André e Rafa Santos assinam reportagem no Yahoo:

Ausência de Lula e bronca de Marina Silva em Bolsonaro marcam o debate

Bolsonaro-Dizendo-Absurdos-por camelo.jpg

 

 

Mesmo sem estar presente, o ex-presidente Lula foi tema recorrente no debate entre presidenciáveis promovido pela RedeTV/IstoÉ. Antes mesmo do início do evento, o púlpito vazio que seria destinado ao candidato do PT provocou muita polêmica. Ao chegar ao debate, Jair Bolsonaro (PSL) fez questão de atacar Lula. “Aqui não tem púlpito para bandido não”, esbravejou. [Bolsonaro é pura baixaria. No mais, um covarde, não respeita a ausência de Lula, preso e amordaçado]

 

O púlpito foi retirado a pedido de todos os candidatos —com excessão de Guilherme Boulos (PSOL)— e foi tema de pergunta de Alvaro Dias (Podemos) a Marina Silva (Rede). Ambos criticaram a candidatura do petista que segue líder das intenções de voto e exaltaram a operação Lava Jato [Criada com a mesma finalidade da Operação Condor, que instalou ditaduras no Cone Sul para combater a corrupção].

 

Henrique Meireles (MDB) também citou o ex-presidente várias vezes ao exaltar o seu legado como presidente do Banco Central na administração petista. Lula ainda foi citado por Bolsonaro e a decisão de retirar o púlpito acabou tendo de ser explicada por Boris Casoy.

 

Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) travaram duelo de "alto nível" sobre suas propostas para a economia. 

 

[Natália e Rafa Santos exageram. Confira aqui. Alckmin e Ciro ficam devendo as simplórias propostas financeiras e econômicas. Tipo a picaretagem de limpar o nome no SPC e no Cerasa. 

 

O programa econômico de Alckmin é o mesmo de Bolsonaro, os candidatos golpistas defendem uma privatização desbragada e desde já prometem colocar no balcão Petrobras, Banco do Brasil e Caixa Econômica, para começar. Isto é, vender o que sobrar do governo de Michel Temer. A privatização, a abertura comercial irrestrita, a submissão ao FMI, um Brasil colônia do Terceiro Mundo.]  

 

trensalao07 alckmin metrô propina.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub