Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

01
Out18

BOEING JÁ QUER TRANSFERIR PRODUÇÃO E EMPREGOS DA EMBRAER PARA OS EUA

Talis Andrade

embraer.jpg

 

A Lava Jato e o governo de Temer destruíram a infra-estrutura, a engenharia, privatizou estatais, desnacionalizou grandes empresas, transformando o Brasil no país das montadoras e oficinas. Remember os casos da Braskem, da Embraer,  da entrega das refinarias da Petrobras, dos estaleiros, da Base de Alcântara de lançamento de foguetes.

 

Escreve Rui Daher: "Estão entregando tudo, de forma descarada, inescrupulosa, assassina, por que tira a cidadania e a dignidade dos mais pobres. Enquanto Temer compra políticos, Meirelles vende patrimônios, e assim se fazem de putas". 

 

Escreve D. Aroeira: O Temer PMDB/PSDB e sua quadrilha anunciaram no dia 23 de agosto de 2017 um plano de realizar, imediatamente, 57 novas privatizações. Entre os itens colocados à sanha dos monopólios transnacionais neste último pregão, estão portos, aeroportos, rodovias e até mesmo a Casa da Moeda. Em setembro de 2016, menos de um mês após assumir o gerenciamento semicolonial do país, já havia anunciado outras 34 privatizações. Dentre os monopólios que se beneficiaram da privataria de Temer e sua quadrilha estão empresas alemãs, francesas e suíças."

 

 

Ribamar Fonseca: "E os traidores infiltrados nos três poderes estão transferindo para as mãos do Tio Sam a Petrobrás fatiada, o pré-sal, a Eletrobrás, a Embraer, a indústria de carne, a base espacial de Alcântara, parte da Amazônia e o nosso espaço aéreo, entre outras coisas. A dominação norte-americana, no entanto, é muito mais ambiciosa, pois pretende, também, o controle de nossas Forças Armadas. Há um antigo projeto do governo dos Estados Unidos de transformar as Forças Armadas dos países da América Latina, especialmente do Brasil, em milícias, deixando para o seu exército a defesa do território continental. O primeiro grande passo para isso já foi dado, com a intervenção no Rio de Janeiro, que transformou o nosso exército em policia."

 

Para Cerqueira Leite, a política internacional brasileira “tem reflexo na capacidade de pensarmos sobre a questão da ciência e tecnologia”. Hoje, segundo ele, essa política é de “submissão na aceitação do capital internacional como uma espécie de domínio no Brasil. O país, define, “já é meio colônia”. “Estamos acompanhando os países mais atrasados no mundo na questão da consciência da importância da ciência e tecnologia para o bem-estar do povo, para o desenvolvimento econômico, para tudo que é importante para o prestigio de um país. Atualmente os ministérios que mandam no Brasil são os que comandam o dinheiro e eles não perceberam importância da ciência e da tecnologia. Infelizmente os cortes do governo nos últimos dois anos foram muito significativos e comprometeram trabalhos já em andamento e novos possíveis ganhos em competência e qualidade”. Cerqueira Leite identifica nesse desleixo do governo com a ciência uma “psicologia de vira-lata”. “O Brasil acha que não tem o direito de concorrer, de se auto-afirmar”.

 

247 - Antes que o Brasil volte a ter um governo legítimo, a Boeing corre para acelerar a transferência de tecnologia e produção da Embraer para seu território. Já estão em andamento planos para a instalação nos Estados Unidos de uma linha de produção do cargueiro militar KC-390, uma das obras-primas da aviação mundial. O setor de aviões militares não fazia parte do acordo original de venda da Embraer, mas com com o governo golpista o Brasil perdeu a soberania e a empresa americana alastra seus tentáculos e tende a absorver a integralidade da empresa brasileira. Com isso, voam para os EUA empregos, produção e tecnologia.

 

O KC-390 é um dos projetos aeronáuticos mais elogiados do mundo. Ainda em fases de testes e certificação, ele atende a funções múltiplas em logística e pode ser usado para transporte de cargas, abastecimento, remoção de feridos e mais uma série de aplicações complexas.

 

A reportagem do jornal Valor destaca que o "relatório recente do Bank of America, assinado por Ronald Epstein, um dos mais respeitados analistas do setor aéreo, trazia a informação sobre o plano de levar o KC aos EUA. A Embraer não quis comentar. Mas o Valor apurou que, em conversas com analistas de ações fora do Brasil, os executivos da Embraer têm falado genericamente sobre essa negociação em curso".

 

 

 

01
Out18

Manifestações contra Bolsonaro reúnem milhares de pessoas em várias cidades

Talis Andrade

ódio.jpeg

 

 

 

EFE - Milhares de mulheres e homens se manifestaram neste sábado em diferentes cidades - e também países - contra o candidato à presidência do Brasil Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas de intenções de voto.

 

Com o lema "Ele não", os protestos, convocados através das redes sociais, canalizaram a crescente insatisfação de parte da população com o político, embora também tenham ocorrido atos de apoio ao candidato. Uma das maiores concentrações contra Bolsonaro aconteceu em São Paulo.

 

"Estou aqui por um bem maior, contra um candidato totalmente homofóbico, fascista, racista", afirmou à Agência Efe Camila Palmeira.

 

O objetivo dos protestos é tentar impedir uma vitória do candidato da extrema-direita, que tem 28% de intenções de voto, segundo pesquisa divulga nesta sexta pelo instituto Datafolha, mas também uma elevada rejeição entre os eleitores.

 

"Como advogada, vi um retrocesso na democracia brasileira, e esta manifestação é um espaço para afirmar que o povo brasileiro não vai aceitar um retrocesso nas libertadas democráticas no nosso país, que foram muito caras, muitos foram presos e outros ainda estão desaparecidos", afirmou à Efe Ana Luzia Marchiori.

 

Já para Thiago Ribeiro Riveira, os brasileiros na manifestação têm por uma causa comum: não permitir uma vitória de Bolsonaro.

 

"Acho que ele representa uma ameaça para a nossa democracia. Estamos em um momento muito delicado e precisamos nos unir. A sociedade brasileira é diversa e estamos todos unidos contra a mesma causa, contra esse candidato que ameaça vários valores que demoramos anos para construir", explicou ele à Efe.

 

Durante a manifestação em rejeição a Bolsonaro, apoiadores do candidato também organizaram atos em diversas cidades para mostrar apoio ao capitão da reserva, que nas últimas semanas moderou seu discurso e afirmou que suas polêmicas declarações foram mal interpretadas.

 

O candidato chegou hoje ao Rio de Janeiro. Ele passou 23 dias internado, depois de ser atingido por uma facada no abdômen durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG). O candidato vai concluir a recuperação em casa e avaliará a sua participação no último debate na TV, antes das eleições de 7 de outubro, na próxima quinta-feira, na Rede Globo.

01
Out18

Haddad e Bolsonaro em virtual empate técnico em nova pesquisa

Talis Andrade

_vasqs pesquisa bolso.jpg

 

 

Agence France Presse - O candidato do PT, Fernando Haddad, continua subindo nas pesquisas e se aproximou do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro, que permanece à frente nas intenções de voto a uma semana das eleições de 7 de outubro, mas em virtual empate técnico, de acordo com uma pesquisa divulgada neste domingo.
Bolsonaro, do PSL, aparece com 28,2% da preferência do eleitorado, seguido por Haddad, com 25,2%, revela a pesquisa do instituto MDA para a Confederação Nacional dos Transportes (CNT).


O resultado representa uma alta de 7,6 pontos percentuais para Haddad em relação à pesquisa anterior, de meados de setembro.


Os números significam um virtual empate técnico, pois o resultado está dentro da margem de erro da pesquisa, de 2,2 pontos percentuais.


Muito atrás aparecem Ciro Gomes (PDT), com 9,4%, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 7,3%.


Considerando apenas os votos válidos (sem brancos e nulos), Bolsonaro reúne 35,3% das intenções de voto e Haddad 31,5%.


Na simulação para o segundo turno, previsto para 28 de outubro, Haddad venceria Bolsonaro por 42,7% a 37,3%, segundo a pesquisa MDA.


Haddad mantém uma trajetória de alta desde que foi designado como substituto, em 11 de setembro, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso, como candidato do PT.


A pesquisa foi realizada entre 27 e 28 de setembro e ouviu 2.002 pessoas em 137 municípios das cinco regiões do país.

Pág. 25/25

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub