Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

Os melhores textos dos jornalistas livres do Brasil

O CORRESPONDENTE

28
Mai17

A lenda da Baleia Azul esconde crimes hediondos

Talis Andrade

Apesar do sensalismo do título, recomendo a leitura do texto de Nathali Macedo sobre suicídio. Começa pelo alerta: "O suicídio já mata mais que homicídios, desastres e HIV em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. Isso quer dizer que o seu assassino mais provável é você mesmo.

Entre os jovens, a incidência é maior: na faixa etária de 15 a 29 anos, apenas acidentes de trânsito superam o suicídio".

Pergunta Nathali: "Por que, afinal, é mais provável que as pessoas queiram se matar quando são jovens?

Porque os velhos já se conformaram.

Quanto mais jovem se é, mais coisas são uma questão de vida ou morte. Quando se é jovem, absolutamente tudo parece irreversível.

Na adolescência, então, é sempre tudo ou nada, então não é exatamente estranho querer abandonar um mundo que não te entende e, sobretudo, um mundo que você também não entende". Nathali acrescenta:

 

"NÃO É 'VONTADE DE CHAMAR ATENÇÃO', É DEPRESSÃO"

 

A adolescente Thalia Mendes Meireles, 15 anos, que se enforcou em um pequena cidade do interior do Brasil, Monção, escreveu na carta suicida: "Você pode ver uma pessoa sorrindo, parecendo feliz, mas não se engane, sempre há coisas além. Por isso somos cegos. Nunca vemos além.

Aquela menina sentada de cabeça baixa tá precisando de ajuda. Mas o que as pessoas fazem? 'Fulana está na bad'.

Que sociedade maldita. Como se tristeza fosse algo irrelevante, que não precisa de atenção. Idiotas. Quando é tarde eles se perguntam o que tinha de errado.

Pais que não vêem seus filhos se cortando, se drogando, se destruindo.

Escolas que não vêem o bullying debaixo do seu nariz.

Pais que estupram os filhos, mães que humilham, irmãos que rejeitam.

Malditos. Malditos.

(...) Então eu quero pedir que sejam mais tolerantes. Depressão não é frescura. Não neguem ajuda a aqueles que estão angustiados no fundo do poço".

 

NETFLIX E “13 REASONS WHY”

 

Mais duas perguntas de Nathali: "Não é sintomático, no mínimo, que a juventude do século XXI esteja trancada em casa maratonando séries no sábado à noite porque já não tem paciência (ou habilidade, nunca saberemos) para relações interpessoais?

Não é sintomático, sobretudo, que a série mais assistida da história da Netflix seja justamente uma série sobre suicídio?

Os nossos jovens estão se suicidando, e cada vez mais, porque a gente não presta atenção neles. A gente também não presta atenção na gente".

blogue thalia memória.jpg

 

Thalia Mendes Meireles, na carta suicida, responde: "Ontem vi pessoas dizendo que a série 13 Reasons Why influência jovens a se suicidarem. Mas eu não acho isso.

Eu estava planejando tirar minha vida a meses e essa serie só fez eu parar e pensar: 'Estou prestes a fazer algo muito idiota'. Sim, eu tinha desistido de tirar minha vida por causa de uma série, mas depois algo mudou. Eu voltei com a decisão . Então eu digo: Eu não me matei porque uma serie me influenciou, não pensem isso".

 

A BALEIA AZUL E "A EPIDEMIA SILENCIOSA DO SUICIDIO"

 

Não concordo com Nathali quando considera: "Sintomaticamente, o jogo da Baleia Azul é viral. São 50 desafios que envolvem automutilação e atividades arriscadas em geral. O último desafio é tirar a própria vida: só assim, eles dizem, você ganha o jogo.

'Ganhar o jogo', para muitos de nossos adolescentes, é se livrar da obrigação de continuar vivendo".

A lenda universal da Baleia Azul, propagada pela imprensa sensacionalista, esconde os descasos dos governos com o abandono das crianças e adolescentes nos acampamentos de refugiados, nas favelas, nos despejos coletivos, no tráfico de pessoas, na prostituição infantil, na falta de escolas. Para dois exemplos: O Brasil possui 250 mil crianças prostitutas, conforme a Polícia Federal e a ONU. Para as ONGs são 500 mil. Nos Estados Unidos, 400 mil crianças estão em lares de acolhimento.

O suicídio é um tabu. Revela segredos de família. Principalmente incestos. Thalia Mendes Meireles foi estuprada durante dois anos pelo "próprio pai", o empresário José Meireles da Silva, que ela chamava de "monstro". Seu Meireles, para se defender, acusou: "Thalia jogava um tal de um jogo Baleia Azul. É um jogo diabólico, que leva os adolescentes a cometer tal loucura. Claro que não sabia. Uma pessoa da família que me falou".

Automutilação infantil sempre existiu. Notadamente de adolescentes. Nos supostos casos da Baleia Azul sempre apresentam esta mesma foto:

baleia azul.jpg

 A apatia de uma criança ou adolescente depressivo impede de realizar os 50 desafios exigidos. Pela rigidez dos horários, das normas, da obediência a um curador, e a disciplina de internato de colégio, de convento de freira ou de quartel militar.

50 desafios.jpg

baleia desafios 2.jpg

desafios baleia 3.jpg

desafios 4.jpg

 

Nunca foi preso um curador. A indução ao suicídio é classificado como um crime contra a vida, que consiste no açular, provocar, incitar ou estimular alguém a suicidar ou prestar-lhe auxílio para que o faça.

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub