Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

09
Nov17

Tiroteio nas escolas e prostituição infantil como podemos dizer às crianças

Talis Andrade

A polícia tem uma explicação simplista. Supõe que Devin Kelley cometeu o massacre do domingo na igreja batista de Sutherland Springs, que fez 26 mortos e 20 feridos depois de uma chuva de balas de fuzil semiautomático, por “problemas domésticos”. O assassino, de 26 anos, serviu nas Forças Aéreas de 2009 a 2013. Lotado na base de Holloman (Novo México), era encarregado de trabalhos de logística.

 

Charlie Young, um ex-policial de 71 anos, conjeturava na manhã de segunda-feira, apoiado em sua caminhonete: “Isso é coisa do diabo. Ele sabe que cada vez falta menos para o dia da chegada de Jesus e está aproveitando o tempo que lhe resta. E está fazendo bem seu trabalho”. Young, um texano amável de bigode branco, não acredita que exista um problema com a regulamentação do acesso a pistolas e fuzis nos Estados Unidos. Repete o mantra dos defensores das armas: “Elas não matam, Quem mata são as pessoas. Nós crescemos entre armas e nunca tivemos problemas”, disse.

 

houston_chronicle.chacina texas .jpg

dallas_ chacina texas .jpg

 

 As chacinas nas escolas enlutam vários países, inclusive o Brasil.

 

Escreve Felipe Betim: Dezessete dias depois de um adolescente atirar contra colegas de classe, mais uma escola de Goiás foi palco de um assassinato com arma de fogo. Dessa vez a vítima é uma garota de 16 anos chamada Raphaella Noviski, aluna do 9º ano do Colégio Estadual 13 de Maio, em Alexânia, no interior do Estado. Ela já se encontrava em sala de aula com outros colegas quando, por volta das 8h da manhã desta segunda-feira, recebeu vários disparos na face, segundo explicou ao EL PAÍS Rafaela Azzi, delegada da Polícia Civil responsável pelo caso. Apenas a menina foi atingida. Misael Pereira Olair, de 19 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar ao tentar fugir. Ele confessou que havia juntado dinheiro durante um ano para comprar a arma e cometer o crime.

 

No Brasil, pela rara realização de um plebiscito, continua proibido vender e comprar armas. Mas em qualquer cidade, em cada ponto de jogo de bicho controlado pelas polícias militares, qualquer interessado tem as informações precisas para comprar drogas e a mais moderna arma de fogo.

 

BRA_CB-11 tiros .jpg

 

 A imprensa se diz incapaz de explicar para uma criança um tiroteio em uma escola. Mas acredito que não existe tragédia maior do que a prostituição infantil. Até pelo número escondido de vítimas fatais, dos laudos de morte por causa desconhecida, do engavetamento de investigações de assassinatos e suicídios e dolorosas morte  por Aids, doenças venéreas, espancamentos,  overdoses de drogas para anestesiar o corpo estuprado, para insensibiliizar a pequena e estreita vagina e o ânus.

 

au_daily_telegraph. criança .jpg

 

 

 

O Brasil possui 500 mil prostitutas infantis.

 

Como podemos dizer às criancas

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D