Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

O CORRESPONDENTE

26
Jul17

Prisão de pedófilos no Brasil das 500 mil prostitutas infantis

Talis Andrade



A Polícia Federal anuncia a prisão de, pelo menos, 31 pedófilos. Entre eles médicos e professores. Parece uma campanha visando desmoralizar duas profissões que lutam por salários dignos.



Parece uma notícia dos tempos da "guerra fria", quando um deputado federal da família dos Bolsonaro apresenta projeto de lei que coloca na ilegalidade os partidos comunistas.



Publica a imprensa: A investigação teve como base o monitoramento de um site russo utilizado como uma espécie de “ponto de encontro” de pedófilos do mundo todo, e resultou na identificação de centenas de usuários, brasileiros e estrangeiros, que compartilhavam pornografia infantil na internet, bem como de diversos abusadores sexuais e produtores de pornografia infantil, tendo sido identificadas, ainda, diversas crianças vítimas de abuso. Leia mais

 

pedophilia_by_rositsa pedofilia.jpg

 

 

 

A repetição das velhas estórias: roleta russa, tráfico russo, jogo da morte russo (baleia azul) e, agora, pedofilia russa.

 


Em maio de 2015, apareceram nas escolas públicas as listas top 10 de crianças e adolescentes vadias, um bullying sexual que motivou uma onda de suicídios. Em abril desde ano, uma nova onda de suicídios que a polícia pretende culpabilizar a lenda da baleia azul, um jogo que apenas oferece dor e morte. O diabo que é o mesmo site dos pedófilos. Não dá para acreditar.



Os governos estaduais e municipais não combatem o assédio sexual nas escolas, e são frequentes os casos de estupro e curra, que provocam suicídios. E a baleia azul esconde incesto, prostituição infantil e outros abusos contra crianças e adolescentes.



A Polícia Federal e a Unesco reconhecem a cruel e infame existência de 250 mil prostitutas infantis, quando as ONGs acreditam que são 500 mil. Com a volta do Brasil ao mapa da fome essa estatística degradante de um país nada cordial só irá aumentar sem o pão nosso de cada dia. O que fazer?

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D