Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

O CORRESPONDENTE

07
Out17

O Brasil sem males pela eterna vigilância dos tribunais eleitorais que promovem a censura do bem

Talis Andrade

A internet é um meio de comunicação internacional mais censurado que os jornais impressos, as rádios, as televisões brasileiras, pelas proibições e restrições dos principais portais de propriedade de governos e/ou empresas de países estrangeiros. 

 

É uma máxima antiga: o poder vai até onde chega a comunicação.

 

Mais que deseje acrescentar proibições e restrições, qualquer nova lei de controle do Congresso coisa de cão hidrófobo que ladra e não morde. Vale para o pequeno ditador Michel Temer que alardeia a farsa. 

 

BRA_OG.censura internet.jpg

Que pressão sofreu Temer?

Do povo nas ruas?

Dos partidos da farsa da oposição?

 

 

O Brasil, para os costumeiros golpes e campanhas eleitorais nos anos pares, o teatro das mesmas censuradas campanhas de comunicação de massa:

 

Contra a corrupção.

Contra a violência.

 

Que são efeitos. Não existe corrupção sem violência, e vice-versa. Uma cruzada eterna, o combate prometido do vereador ao senador. Do prefeito ao presidente da República Federativa do Brasil. 

 

No mais, a doçura demagógica das promessas de sempre: mais polícia, mais escolas, mais hospitais, mais estradas. Tão somente. 

 

As causas dos males são bem escondidas, pelas meias-verdades, boatos e mentiras que exaltam as qualidades do vivos, que possuem como guardiães de suas santidades os tribunais eleitorais. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D