Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

25
Out17

O abuso sexual de vários gêneros

Talis Andrade

Nenhuma campanha pode decair no fanatismo religioso, no sectarismo político, no falso puritanismo com sua caça às bruxas vitoriana ou nazista.

 

assédio rua 2 .jpeg 

 

O pecado não está na nudez, e sim nos olhos de quem vê.

 

Assédio é assédio. Não importa o local.

 

assédio rua 1.jpeg

assédio rua .jpeg

 

"Após uma mulher ser abusada dentro de um ônibus e a justiça julgar que não havia nada de errado nisso (2017 sempre nos surpreendendo!), um grupo de mulheres criou uma campanha para avisar ao mundo que não irá mais tolerar a violência motivada pelo sexismo". No Hypeness

 

cartaz. onibus.jpg

 

Não existe assédio sem vítima.

 

Não é não. Vale para os heteros, os gays, as lésbicas, os trans. 

 

 

abuso homo.jpg

breve-resenha-teroias-lesbicas.png

 O Brasil, da mais avançada legislação trabalhista do getulismo, passa a adotar leis escravocratas que vão facilitar o assédio sexual e o assédio moral no emprego. A CLT começou a ser rasgada com a ditadura militar. Um dos primeiros atos institucionais do ditador Castelo Branco, em 1964, foi acabar com a estabilidade no emprego.

 

Hoje vários países africanos pagam melhores salários que o Brasil. 

moçambique .jpg

 Abuso é abuso. Onde existe abuso de autoridade, sobra abuso sexual. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D