Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

O CORRESPONDENTE

24
Jul17

de Regina Célia Colônia

Talis Andrade

regina.jpg

Canção desenhada

 

quando os olivos
contorne
e meu cavalo
se assuste,
dá-me a mão
não me abandones
que eu quero
levá-lo ao rio

 

(entre os olivos e a alhambra
às sete da primavera,
galopa e galopa o sonho
deste cavalo mouro)

 

dá-me a mão
não me abandones
que eu devo
levá-lo ao rio

 

os olivos desta parte
têm folhas de amor-perfeito
e estão dobrando uma noite
em que há fogueiras
de fitas

 

quando
se assuste o cavalo
quando contorne
os olivos,
dá-me a mão
não me abandones
que eu devo
cruzar o rio.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D