Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

18
Nov17

A polícia de Pezão bate no povo para defender deputados bandidos

Talis Andrade

BRA_OE.jpg

Policiais militares do Rio de Janeiro lançaram na tarde desta sexta-feira (17) bombas de efeito moral e balas de borracha contra manifestantes que participavam de ato na Alerj (Assembleia Legislativo do Rio de Janeiro). A ação dos PMs dispersou os manifestantes, que se concentravam em frente ao Palácio Tiradentes, sede do Legislativo fluminense, onde foi votada a revogação das prisões dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB golpista em todos os sentidos do termo, e aliados do governador Pezão. O protesto ocorria em favor da manutenção da prisão dos três parlamentares, presos por corrupção, lavagem de dinheiro e outros crimes apurados pela Operação Cadeia Velha, desdobramento da Operação Lava Jato. A polícia foi chamada pelos deputados da bancada da bala, formada por deputados policiais e delegados de polícia e milicianos que comandam o tráfico nas mil e cem favelas da Capital e milhares e milhares de favelas nas cidades do interior do Rio de Janeiro, um dos maiores redutos eleitorais do país.

Veja vídeo

benett.jpg

Os deputados soltos pela doutrina Aécio representam os interesses da polícia de dia e milícia de noite.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D