Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

30
Nov17

Movimento do olhar de David Lopes Silva

Talis Andrade

 

 

 

dunas Anita Rée deserto.jpg

Ilustração Anita Rée 

 

                                                                                                                                                                 

Em vários aspectos
Tempo de fotos em preto e branco
Um close nas notas do meu silêncio
Imagem do tudo meio ao nada
Levanto as fases da vida

 

Recordações de imagens da minha morte
Poeta que deixar de ser poetas e livros
Clandestino otimista confessa a crítica
O tempo de escravo Sodoma simplesmente
Formas humanas o pensamento e o pensador
Descoberta visão do túmulo

30
Nov17

Quase 2 milhões de crianças trabalhavam em 2016. Sem contar as 500 mil prostitutas infantis...

Talis Andrade

trabalho infantil campo Elihu Duayer.jpg

Ilustração de Elihu Duayer

 

Aproximadamente 30 mil crianças de cinco a nove anos trabalhavam no Brasil em 2016, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgada nesta quarta-feira (29/11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


De um total de 40,1 milhões de crianças e adolescentes no grupo de cinco a 17 anos no país, 1,8 milhão exercia um trabalho no ano passado. O nível de ocupação para este espectro da população foi de 4,6%, principalmente concentrado no grupo de idade de 14 a 17 anos.


Entre as crianças de cinco a nove anos de idade, 0,2% encontrava-se ocupada em 2016, ou aproximadamente 30 mil crianças, enquanto no grupo de dez a 13 anos esse percentual era de 1,3%, ou aproximadamente 160 mil crianças. Dos jovens de 14 e 15 anos, 6,4% estavam ocupados (430 mil), e de 16 e 17 anos eram 17% (cerca de 1,2 milhão).
As crianças pretas ou pardas eram maioria entre as ocupadas, representando 64,1%. Entre as crianças ocupadas de cinco a 13 anos, 71,8% eram pretas ou pardas, e para o grupo de 14 a 17 anos, o percentual de pretas ou pardas foi de 63,2%.


Na média, no Brasil, 81,4% das crianças e adolescentes ocupados frequentavam a escola no ano de 2016. Enquanto 98,4% das crianças de cinco a 13 anos que se encontravam ocupadas frequentavam a escola, no grupo de 14 a 17 anos esse percentual foi de 79,5%.


Das crianças de cinco a 17 anos ocupadas que frequentavam a escola, 94,8% estudavam na rede pública e 5,2% na rede privada.

 

child_abuse__steve_bonello criança abuso sexual i

Ilustração de Steve Bonello

 

A pesquisa não faz nenhuma referência às 500 mil meninas que são escravas sexuais. Inclusive porque a prostituição infantil é realizada em guetos controlados pelas milícias. 

 

Milícias formadas por policiais, policiais aposentados e ex-policiais exonerados do serviço público por diferentes crimes cometidos. Leia mais 

 

30
Nov17

Candidato ao Senado e secretário de Educação no Amapá preso por tráfico de ouro e escravidão

Talis Andrade

 

bolso.bmp

Bolsonaro e o promotor Moisés preso hoje. Poster de propaganda dos candidatos a presidente e senador 

 

Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal, deflagrou na manhã de hoje  a Operação MINAMATA com o objetivo de desarticular organização criminosa formada por empresários, políticos e agentes públicos responsáveis pela exploração depredatória de ouro e outros recursos naturais utilizando-se de mão de obra submetida a condições de trabalho análogas à de escravo. Dentre as empresas investigadas estão Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários que atuam como intermediárias nos mercados financeiro e de capitais em todo País.

 

Aproximadamente 180 policiais federais cumprem, nos estados do Amapá, Rio de Janeiro e São Paulo, 06 Mandados de Prisão Preventiva, 05 de Prisão Temporária, 08 Condução Coercitiva, 30 Mandados de Busca e Apreensão, além do bloqueio de mais de 113 milhões de Reais em bens móveis e imóveis.

 

Os empresários utilizaram uma cooperativa de garimpeiros que se instalou na área do Lourenço, o mais velho garimpo em atividade do País. A organização criminosa aproveitava-se das políticas públicas que fomentavam a inclusão social dessas comunidades de trabalhadores para atuar de forma clandestina na extração de ouro, encobrindo propósitos de exploração em larga escala sob o argumento da pesquisa mineral e lavra artesanal de pequena monta. Os danos ambientais são incalculáveis.

 

Os investigadores suspeitam que o grupo criminoso, com a finalidade de aumentar a exploração de ouro, tenha incentivado o uso em escala indiscriminada de substâncias tóxicas e metais pesados, como mercúrio e, até mesmo, cianeto, uma substância cujo contato pode ocasionar a morte de uma pessoa. Segundo os policiais pode ter havido, pelo menos, 24 mortes, em sua maioria por soterramento, decorrentes de condições precárias de trabalho.

 

A Operação, iniciada em 2016, prendeu hoje o promotor Moisés Rivaldo, atual secretário de Educação do Amapá, e candidato de Jair Bolsonaro ao Senado.

 

 

30
Nov17

"Elogio da Política"

Talis Andrade

 

luciano-huck.jpg

 

 

No Brasil a imprensa faz propaganda contra os políticos, e propõe candidaturas de pessoas vazias como Doria, como Huck, como Faustão, ou a ameaça de uma intervenção militar, ou o perigo do fanatismo religioso de um Crivella ou do tio dele o bispo Edir Macedo, importante divulgar o "elogio da política" do Papa Francisco hoje. 

 

Bergoglio falou portanto da importância de um «lugar emblemático» como a praça. Onde os desejos dos grupos «devem harmonizar-se com os da coletividade», onde é «essencial que todos trabalhem juntos pelo bem comum», onde é necessária uma política «boa».

 

 

O povo precisa ir para as ruas. As ruas tão temidas por um Temer, odiadas por um Bolsonaro, um militarista da bancada da bala, inimigo dos referendos, dos plebiscitos. A mesma mentalidade retrógrada dos militares de 64, de que toda manifestação do povo deve ser dispersada à bala de borracha, no cacetete, e bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo.

 

Veja a rua como uma extensão da casa, para citar Gustavo Krause, um dos maiores prefeitos do Recife. A rua como fórum, como símbolo da democracia. Do diálogo. 

 

Esta política, lembra o Papa Francisco, não é «aquela subjugada às ambições individuais nem à prepotência de fações ou centros de interesses», com o realismo, no tempo da antipolítica, de quem «sabe que nem sequer a melhor classe dirigente pode resolver todas as questões num instante». E a própria paixão política tradicional da praça, da rua, serviu ao Pontífice para encorajar, diante do desmedido poder financeiro e mediático, a redescoberta «desta dimensão essencial da convivência civil», mas para «fazer prevalecer o bem do todo sobre o de uma parte».

 

Considerar a política como sinônimo de corrupção, bastarda má fé de quem esquece que as malas da propina das obras e serviços fantasmas, do caixa 2 das campanhas eleitorais são facilidades criadas pela justiça que não pune, e o voto do analfabeto político uma consequência da falta do debate nas ruas do povo.

 

 

maringoni.jpg

 

 

 

 

30
Nov17

País ameaçado, país com armas atômicas

Talis Andrade

O Brasil para deixar de ser um país vassalo, ameaçado de perder a Amazônia, as riquezas principais do planeta:  o Mar Doce, os aquíferos, os minérios, principalmente o nióbio que só existe em nosso país, devia seguir os exemplos de Israel, da Índia, do Paquistão, do Irão, da Coréia do Norte. 

 

Publica hoje Le Figaro: Inspirado pelos países atacados depois de concordar em se livrar de seu arsenal nuclear, Kim Jong-un fez da bomba nuclear sua "grande causa histórica".

 

lefigaro.750.jpg

 


Kim Jong-un afirmou pela primeira vez: a Coréia do Norte tornou-se hoje "um estado nuclear por direito próprio".

 

Na verdade, há quatro meses que o país alcançou o status de poder dotado, integrando assim de fato o clube muito pequeno dos principais detentores de armas.

 

Especificamente, uma vez que a Agência de Inteligência dos EUA (DIA) confirmou, em agosto passado, depois de analisar os últimos testes norte-coreanos, que o regime era capaz de miniaturizar uma ogiva nuclear e dominar a tecnologia de mísseis balística intercontinental.


"Não só a Coréia do Norte decidiu continuar sua estratégia provocativa, mas aparentemente conseguiu disparar seu míssil sem a detecção dos americanos" disse Valérie Niquet, especialista da Fundação para Pesquisa Estratégica da Ásia(FRS)

29
Nov17

Polícia não prende, mata

Talis Andrade

O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) do Estado, Ricardo Balestreri, falou nesta terça-feira (28) sobre as mortes do auxiliar de produção Tiago Messias Ribeiro, de 31 anos, e de um assaltante que o fazia refém após roubar seu carro na porta da chácara onde morava com a família, em Senador Canedo, Goiás.

 

Imagens do circuito de segurança de um posto de combustíveis próximo ao local onde a ação ocorreu (veja acima) mostra os policiais descendo da viatura e já atirando contra o veículo, um VW Gol, roubado pelo assaltante e que pertencia à Tiago.

 

 

De acordo com uma perícia preliminar, 18 tiros acertaram o veículo, fazendo buracos apenas na parte da frente, sendo seis de dentro para fora. Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), esses seis disparos foram uma tentativa por parte dos agentes da GPT de simular uma troca de tiros que não ocorreu.

BRA_OP.jpg

 

Um boletim de ocorrência realizado pelos militares diz que todos os disparos dados foram em legítima defesa, já que os ocupantes do veículo não teriam obedecido uma ordem de prisão.

 

No Brasil sem lei, o abuso de autoridade faz parte do cotidiano da corrupção ampla, geral e irrestrita. Os assassinatos justificados com  o slogan bandido bom é bandido morto, os estupros com o relaxa e goza, o falso moralismo com o recebimento de salário acima do permitido pela Constituição. 

 

 

28
Nov17

Os gigolôs das cortes palacianas comem bilhões

Talis Andrade

Quantos bilhões o Brasil gasta para sustentar as filhas solteiras maiores das altas castas do executivo, do legislativo, do judiciário?

 

Eternamente solteiras. Que, inclusive, sustentam gigolôs com a pensão herança.

 

São milhares e milhares de parasitas. De teúdos e manteúdos.  

 

Da Gazeta do Povo:

Previdência: as fabulosas pensões das filhas solteiras do Congresso

Enquanto os trabalhadores digerem uma reforma da Previdência bastante dura – com aumento de tempo de contribuição e redução no valor da aposentadoria –, o poder público mantém para os seus servidores um benefício criado na década de 1950: a pensão para as filhas solteiras maiores. Elas consomem anualmente cerca de R$ 3 bilhões dos cofres públicos. Os maiores benefícios, que superam os R$ 30 mil brutos, são pagos pelo Congresso Nacional. Entre os servidores públicos da União há cerca de 52 mil pensionistas nessa categoria. Leia aqui

 

Em 2013, Rafhael Gomide assinou reportagem publicada pela revista Época:

 

As filhas de servidores que ficam solteiras para ter direito a pensão do Estado

maitê.jpg

A mais famosa beneficiada a atriz Maitê Proença, que bateu panela pelo golpe e contra a corrupção. Ela nega ter sido casada

As pensões a filhas solteiras de funcionários públicos consomem por ano R$ 4,35 bilhões do contribuinte – e muitas já se casaram, tiveram filhos, mas ainda recebem os benefícios. Leia mais 

 

Transcrevo mais notícias sobre a chamada bolsa família Vuiton aqui

 

Receber o mínimo do mínimo como salário, ou aposentadoria, ou pensão é violência e humilhação. Compare aqui

 

28
Nov17

IV - As malas e os malas da política brasileira

Talis Andrade

Tem mês que um togado, para receber seu salário em dinheiro vivo, tem que levar uma mala. Caso do juiz Mirko Vincenzo Giannotte do Mato Grosso. Ficaram famosas as malas de propinas da JBS, que tinha como conselheiro o atual ministro da Fazenda Henrique Meirelles.

 

Políticos, ministros de Estado, são conhecidos como carregadores de malas do presidente Temer.

 

OLIVEIRA- temer .jpg

DukeMalas.jpg

 

PF-prende-Rocha-Loures.jpg

 

mala geddel .jpg

 

mariano cunha mala.jpg

 

ministro-pimentel-bagagem_de_mao.gif

 

 

 

 

 

28
Nov17

Racista jornal O Globo chama noivado de branco com filha de negra de diversidade

Talis Andrade

O racista jornal O Globo dos irmãos Marinho escandalizado com a quebra da unicidade branca na monarquia:

 

"Noiva do príncipe britânico Harry, Meghan Markle leva DIVERSIDADE à família real: é atriz, filha de negra, feminista e divorciada".

 

br_oglobo.750.jpg

 

 

De um jornal racista a preocupação com a diversidade étnica. A única diversidade para destacar: Que Meghan é católica e vai casar com um evangélico presbiteriano.

 

Governador Supremo da Igreja de Inglaterra (em inglês: Supreme Governor of the Church of England) um título possuído pelo monarca britânico, que dá direito de liderar a Igreja. Mesmo que a autoridade do monarca não seja total, a situação ainda é muito relevante para a Igreja e ainda mais como simbólica. O Governador Supremo nomeia formalmente os altos membros da Igreja sobre o conselho do primeiro-ministro do Reino Unido, que, por sua vez, é aconselhado por líderes da Igreja.

 

Coisa que o vassalo jornal brasileiro esqueceu, um jornal espanhol informa na legenda de uma fotografia.

 

larazon.750.jpg

 

 

Os jornais da Inglaterra preferiram lembrar que o amor é o amor. Simplesmente

 

mirror.750.jpg

 

Ela simplesmente tropeçou & caiu na minha vida...

 

 

i_paper.750.jpg

Um casamento real como nenhum outro

 

sun.750.jpg

Ela é a única!

27
Nov17

III - As malas e os malas da política brasileira

Talis Andrade

Malas-da-Corrupcao.jpg

lane.gif

 

O mala sempre existiu. Ademar de Barros, interventor e governador de São Paulo, foi candidato a presidente do Brasil, em 1960, com o slogan "rouba, mas faz". Outro candidato a presidente, e também líder civil da didatura militar, Paulo Maluf.

 

Para citar outro da política de São Paulo, Delfim Neto, o pai da correção monetária dos governos militares, que ainda persiste na justiça, que faz parir gordos precatórios que, para ser pagos, precisa da assinatura de um presidente de tribunal.

 

Para acabar com a corrupção, o Brasil fez uma Revolução em Trinta, a campanha presidencial da vassoura de Jânio em 1960, e instalou uma ditadura militar em 64.

 

O incrível, que a única medida eficaz que até hoje existe contra a corrupcão, tenha sido de Fernando Collor, presidente em 1990. 

 

O fim do cheque ao portador, que é aquele em que não foi definido o beneficiário. Que pode ser sacado por qualquer pessoa ou depositado em qualquer conta bancária, criou a necessidade da mala, que nenhum ladrão vai querer receber uma propina paga com cheque nominal ou cruzado.

1907.jpg

 

Quando o valor a ser pago é acima de cem reais, utiliza-se o cheque nominal. Nele, o nome do beneficiário é escrito por extenso no local adequado da folha. Dessa maneira, ao contrário do cheque ao portador, ele só poderá ser sacado pelo beneficiário ou depositado em sua conta.

 

Assim sendo, a propina passou a ser paga em dinheiro vivo. Teve governador que colocou o dinheiro nas meias. Deputado na cueca. Deputada, na calcinha, no sutiã.

Treme-Temer.jpg

temer mala.jpg

 

 

 

 

Pág. 1/7

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D