Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CORRESPONDENTE

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

Por que o brasileiro continua um analfabeto político? Como conviver com a ameaça de uma intervenção militar? Este Correspondente tenta buscar respostas na leitura dos jornais

O CORRESPONDENTE

04
Dez17

Escravistas, terroristas, autocratas, anti-semitas e colonialistas da França e Brasil

Talis Andrade

nouvel_observateur. líder história eleições 20

BRA_DC. 2018 presidente .jpg

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda de Temer, um escravista. Inspirou, ajudou a redigir a reforma trabalhista de Michel Temer, que estabelece uma jornada de oito horas mais quatro extras de trabalho gratuito, e sempre defendeu o mínimo do mínimo como salário, aposentadoria e pensão para o povo em geral. Dupla nacionalidade, invertido colonialista considera o Brasil quintal do império. Capaz de dar que nem vaca nova. De oferecer, a preço de banana, as riquezas do Brasil. Por ser de sua natureza, de adestrado empregado de banco estadunidense, adepto da política de entregar as empresas estatais em leilões quermesses à Fernando Henrique. Coluna do meio, eleito deputado federal pelo PSDB renunciou o mandato para servir ao PT, como presidente do Branco Central. Presidente do conselho da JBS articulou o golpe de todo o poder ao PMDB. O impeachment de Dilma Rousseff foi tramado pelo presidente do diretório nacional do PMDB Romero Jucá, pelo presidente de honra do partido José Sarney, e votado pelo presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e pelo presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL).

 

Ciro ajudou a eleger o patrão governador, e Tasso Jereissati (PSDB), eleito em 1986, indicou Ciro como sucessor, em 1990. Em 1998, Ciro reelegeu Tasso para o segundo mandato. Esse troca-troca, vendido como combate ao coronelismo no Ceará. A dupla continuou com o jogo. Beni Veras (PSDB) foi governador de 2002 a 2003, Lúcio Alcântara (PSDB) de 2003 a 2007. O jogo não terminou, Ciro elegeu a esposa Patrícia Saboya e Tasso senadores, e o irmão CId governador desde 2007. Faz o mesmo nepotismo eleitoral de Bolsonaro, de Sérgio Cabral, de Sarney, de Fernando Bezerra Coelho, de Lobão, de César Maia & outros que elegem os filhos. Principalmente os senadores que indicam parentes como suplentes.

 

Bolsonaro, racista, homofóbico, anti-semita quando faz a apologia da ditadura nazi-fascista de 64, defensor de cruéis torturadores. Para lavar tanto sangue escolheu as águas do Rio Jordão para se batizar evangélico. Rancoroso antisemita foi Lutero. Protestantes e papas queimaram judeus e árabes como heréticos.O conceito de anti-semita equivale ao de anti-árabe. Para apagar a ascendência árabe de pai e mãe, Temer foi a Israel buscar um anônimo judeu para presidir o Banco Central, cargo tradicionalmente entregue a estrangeiros e dupla-nacionalidades.

 

Huck mexe seu caldeirão para fazer dinheiro para ele e os patrões irmãos Marinho. De Sérgio Cabral ganhou um pedaço de ilha para construir um afastado palácio, que o povo para ir lá tem que ser de navio ou helicóptero. É uma mistura de Doria com Faustão, outros dois candidatos a presidente de um Brasil acéfalo, com um slogan de um gerente para governar que elegeu, nas últimas eleições de 2016, várias nulidades como prefeito, legalizando e consolidando o golpe de Temer.

 

Marina Silva uma das três mal-amadas de Lula junto com Heloísa Helena, candidata derrotada à presidente, e Marta Suplicy, outra que ambiciona o cargo. Todas três só conseguiram ser vitoriosas pelo PT. Marina uma farsa. Jamais foi seringueira, empregada doméstica, nem teve todas as doenças das curas milagrosas que propaga. Embora seja verdade que desistiu de embarcar no avião que explodiu com Eduardo Campos. Para cada eleição que se candidata à presidenta funda um partido político. Sempre com a bandeira de madrinha da Amazônia bancada pelos exploradores de imensos latifúndios, inclusive o marido denunciado como traficante de madeira nobre.

 

Lula foi preso como terrorista pela ditadura militar de 64. Também acusado de anti-semita por ter dito, em uma entrevista quando operário, que admirava Hitler.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D